Física & Química

Combustíveis fósseis – Definição, características e impactos ambientais

Combustíveis fósseis são recursos naturais disponíveis na natureza, sendo o petróleo, o carvão e o gás natural os principais tipos.

Atualizado em 29/07/2020

Combustíveis fósseis são classificados como recursos naturais disponíveis na natureza. No caso, os fósseis são materiais orgânicos originados da decomposição de animais e plantas ao longo de milhões de anos. Os principais tipos de combustível fóssil é o petróleo, o gás natural e o carvão mineral ou natural.

De forma geral, são tipos de matéria-prima utilizada para produção de energia. Apesar de serem recursos naturais, esses tipos de combustíveis não são renováveis. Ou seja, o acúmulo de restos orgânicos na crosta terrestre, em algum momento, chegará ao fim.

A energia gerada pelos combustíveis fósseis representa cerca de 75% da demanda mundial. O petróleo, carvão e gás natural são utilizados, principalmente, em indústrias, residências e veículos. A principal preocupação em relação a esse tipo de matéria-prima, é a geração de gases poluentes provenientes da queima dos combustíveis.

Definição de combustíveis fósseis

Os combustíveis fósseis são recursos naturais advindos da decomposição de plantas e animais ao longo de milhões de anos. São utilizados em grande parte da demanda energética do mundo, cerca de 75%. Os combustíveis, como petróleo, gás natural e carvão, não são renováveis. Ou seja, as reservas que contém esse tipo de matéria-prima chegarão ao fim, em algum momento.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
A emissão de gás natural ocorre por meio do solo de forma natural ou pela extração de carvão, petróleo e gás.

Quando algum combustível fóssil é queimado, ocorre a liberação de gases poluentes na atmosfera. Alguns dos gases, como o dióxido de carbono (CO2), são responsáveis pelo agravamento do efeito estufa e, consequentemente, do aquecimento global.

Além do CO2, os combustíveis liberam, também, monóxido de carbono (CO) – composto tóxico e venenoso. Outros compostos, como óxidos de enxofre e de nitrogênio, também são liberados pela queima de combustíveis fósseis. Esses tipos de compostos químicos são responsáveis, por exemplo, por chuvas ácidas e danos ambientais.

Utilização dos combustíveis

Os combustíveis começaram a ser utilizados a partir da Revolução Industrial, no século XVIII. Antes, a principal matéria-prima para a geração de energia era a lenha. Em seguida, a lenha foi substituída pelo carvão. As indústrias passaram, então, a utilizar o carvão como matéria-prima para produção de energia, marcando o desenvolvimento industrial da época.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
Os combustíveis fósseis são utilizados na geração de energia

Já no século XX, o carvão perdeu lugar para os derivados do petróleo. Assim, os motores à explosão começaram a utilizar o petróleo como fonte geradora de energia. Entretanto, nas usinas termelétricas, o carvão continuou sendo uma das principais fontes de energia.

Dentre os principais tipos de combustíveis fósseis podemos citar o carvão, o petróleo e o gás natural. Outros tipos, como betume, xisto e outros também entram na classificação, porém, são pouco utilizados. Vamos entender a composição e origem dos três tipos principais (petróleo, carvão e gás natural).

Petróleo

A composição do petróleo é formada da mistura entre hidrocarbonetos e compostos orgânicos. A matéria orgânica contém oxigênio, enxofre e nitrogênio. Além disso, de acordo com estudos geológicos, o petróleo foi formado por restos de animais marinhos e vegetais unicelulares.

Atualmente, é o tipo de combustível mais utilizado no mundo. Isso porque, a partir do refinamento do petróleo, são originadas várias misturas de compostos orgânicos, que podem ser utilizados de diversas maneiras. Ou seja, a partir do refinamento, são obtidos derivados como a gasolina, o óleo diesel e o gás natural.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
O Brasil possui uma das maiores fontes de petróleo, o pré-sal

Além disso, outras variações do petróleo, como a querosene, o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), a parafina e o asfalto, são bastante utilizados para diversas funcionalidades. O GLP, por exemplo, é o composto presente do gás de cozinha. Já, a parafina, é a matéria-prima usada na fabricação de velas e cosméticos.

Gás natural

O gás natural é constituído, principalmente, por metano. A principal fonte desse tipo de combustível são jazidas de petróleo. Além disso, o gás natural é a matéria-prima para fabricação de plásticos, na síntese de compostos orgânicos, além de ser utilizado, também, como combustível.

Inclusive, o uso do gás natural para geração de calor é recomendado em indústrias. Isso porque a queima do gás natural provoca menos danos à atmosfera, se comparado ao uso dos demais derivados do petróleo. O único ponto negativo em relação ao gás natural é em relação ao transporte e estocagem.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
O gás natural é menos poluente que os demais combustíveis fósseis

Ou seja, para transportar e armazenar o gás natural é necessário a construção de gasodutos. Neste caso, a preocupação é em relação aos impactos ambientais que os gasodutos podem causar.

Carvão

Quando se fala em carvão, existem dois tipos, o mineral e o natural. Ambos os tipos são originados a partir da fossilização da madeira, sendo formados por substâncias ricas em carbono. O carvão mineral pode ser dividido em quatro tipos principais, porém o mais utilizado é a hulha – formada por 80% de carbono.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
A hulha é o tipo de carvão mineral mais utilizado comercialmente

A utilização da hulha, tipo de carvão mais usado comercialmente, ocorre como combustível e na iluminação de ruas. Além disso, a hulha é matéria-prima para fabricação de compostos aromáticos, sendo o principal composto na fabricação de plásticos, produtos de limpeza, tintas e medicamentos.

Vantagens e desvantagens

Assim como outros tipos matéria-prima que geram energia, o petróleo, o carvão e gás natural possuem vantagens e desvantagens quanto à utilização. No caso do petróleo, a principal vantagem é a extração, que pode ser realizada nos mares, bem como no continente. Além disso, os derivados do petróleo são utilizados em diversos setores.

Já em relação ao carvão, a principal vantagem é a disponibilidade das jazidas que possuem a matéria-prima. Sendo assim, é muito utilizado em usinas termelétricas e siderúrgicas. Apesar da facilidade em encontrar carvão, o combustível causa grandes impactos ambientais. 

Por outro lado, o gás natural é um tipo de combustível fóssil que apresenta mais vantagens se comparado aos demais tipos de combustíveis. Isso porque, na produção de energia, o gás natural libera quantidade de gases poluentes em menor quantidade. Além disso, é considerado um combustível leve, que se dissolve com maior facilidade na atmosfera.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
Derretimento das geleiras é uma das causas do aquecimento global

Em todos os casos, as desvantagens da queima de combustíveis fósseis estão relacionadas, principalmente, com os gases do efeito estufa. Quando a liberação dos gases que agravam o efeito estufa ocorre, o aquecimento global é intensificado. As mudanças climáticas, por exemplo, são as principais consequências do efeito estufa.

Combustíveis fósseis no Brasil

Quando se fala em matriz energética, o Brasil é conhecido como o país que mais possui fontes renováveis do mundo. Apesar disso, o Brasil ainda depende da utilização de combustíveis fósseis. Cerca de 36% da produção de energia depende da queima de combustíveis, como o petróleo e o carvão mineral.

Inclusive, é no Brasil que está localizada uma das maiores reservas de petróleo do mundo, o pré-sal. Por conta disso, o país se tonou um dos maiores exportadores do combustível, superando os países do G20, por exemplo. Além disso, a reserva de petróleo atraiu diversos investidores no setor.

Combustíveis fósseis - Definição, características e impactos ambientais
Plataforma da Petrobras no Campo de Lula, na Bacia de Santos

Por conta do incentivo ao uso dos combustíveis fósseis, o Brasil corre o risco de não atingir a meta estabelecida pelo Acordo de Paris. O acordo tem como objetivo diminuir a queima dos combustíveis para que a emissão dos gases do efeito estufa seja contida.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que são Reações Químicas e qual o conceito de Correntes de Convecção. 

Fontes: Brasil Escola, Brasil Escola, Toda Matéria e Info Escola 

Imagens: Lancs, National Geographic, Namu Portal, Suno, O Petróleo, Geologando, Observatório do Clima e Politize

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.