História

China – História, população, divisões do país, governo e características

A China está entre as maiores potências mundias. Além disso, possui a segunda maior economia do mundo e o comunismo como sistema político.

Atualizado em 03/02/2020

Dentre os países do mundo a China se encontra no ranking das maiores potências. Ocupa o posto de segunda maior economia do mundo e é o país mais populoso do globo terrestre. Além disso, apresenta como regime político o comunismo e possui leis bastante específicas, como a lei do filho único.

Em síntese, o país também é considerado como uma das civilizações mais antigas e a que mais guarda tradições e particularidades. A China participa de blocos econômicos importantes como a Organização Mundial do Comércio (OMC), o BRICS, além da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico e do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

Além disso, a área territorial da China ocupa, aproximadamente, 9.597.000 km² tendo como população mais de 1,3 bilhão de habitantes. A diversidade cultural, a culinária e a forma de viver da sociedade que é dividida entre a parte industrializada e a parte rual são os aspectos que mais chamam a atenção no país. Então, se prepare para uma viagem ao Oriente e vamos conhecer a China.

História da China

A história desse país é um misto de curiosidades e mistérios. Isso porque, o território chinês é repleto de povos descendentes de civilizações muito antigas. Assim, carregam em suas histórias fatos e acontecimentos que marcaram os tempos antigos. O interessante é que os chineses são adeptos da astrologia e contam suas histórias baseados em ciclos de vida, que duram aproximadamente 60 anos.

China - História, população, divisões do país, governo e características
Guerreiros de Terra Cota no Mausoléu de Qin Shi Huang, Primeiro Imperador da China Peter Kovalev. Fonte: Veja

Atualmente, o país faz fronteira com (pasmem) 22 outros países, sendo a maior fronteira terrestre que existe no mundo. Nesse sentido, são mais de 22 mil km de fronteira abarcando países como Afeganistão, Butão, Cazaquistão, Índia, Laos, Mianmar, Mongólia, Nepal, Paquistão, Quirguistão, Rússia, Tadjiquistão e Vietnã.

Em síntese, a história da China ainda é um mistério. Isso porque, até os dias atuais, vestígios de civilizações que datam de 250.000 anos são encontrados. Nesse sentido, a história chinesa está sempre ganhando novos significados. Porém, já sabe-se que os povos e as tradições cultivadas pela população chinesa são as mais antigas até o presente momento.

China - História, população, divisões do país, governo e características
A Grande Muralha da China sendo construída. Fonte: Tricurioso

Visto isso, a forma de divisão do país na antiguidade é um dos aspectos que fazem o país ser estruturado da forma como é hoje. Ou seja, as dinastias foram responsáveis por moldar a estrutura política e histórica, além de estabelecer melhorias na economia. Entretanto, também foram as dinastias as responsáveis por momentos conturbados na história do país.

Características do país

A capital da China é Pequim (Beijing), conhecida pela arquitetura e pelos locais antigos remetendo às antigas civilizações. O país se localiza no continente asiático. A bandeira é composta pela cor vermelha tendo cinco estrelas à esquerda. Nesse sentido, a cor vermelha representa a Revolução que correu em 1949. Já as estrelas representam o Partido Comunista e o povo chinês.

China - História, população, divisões do país, governo e características
Mapa da China. Fonte: Guia Geo

Além disso, o país é formado pelas seguintes características:

  • Nome oficial: República Popular da China
  • Língua oficial: Mandarim
  • Capital: Pequim (Beijing)
  • Governo: República Comunista
  • Presidente: Xi Jinping
  • Área: 9.596.961 km2
  • População: 1.419.257.177 habitantes
  • Densidade demográfica: 146,9 hab/km2
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,752
  • Produto Interno Bruto (PIB): US$ 12,24 trilhões
  • Moeda: Renminbi

Em síntese, a China é um país que funciona por meio de províncias, ou seja, divisões territoriais. Dessa forma, as províncias são determinações para delimitar as regiões autônomas do país, além dos municípios e das regiões administrativas. Nesse aspecto, o território chinês é dividido da seguinte maneira:

  • Províncias: Anhui, Fujian, Gansu, Guangdong, Guizhou, Hainan, Hebei, Hunan, Jiangsu, Jiangxi, Jilin, Liaoning, Qinghai, Shaanxi, Shandong, Shanxi, Sichuan, Yunnan, Zhejiang e Tawain (território ainda constestado).
  • Regiões autônomas: Xinjiang, Mongólia Interior, Tibete, Ningxia e Guangxi.
  • Municípios: Pequim, Tianjin, Xangai e Chongqing.
  • Regiões administrativas: Hong Kong e Macau.

Principais cidades

Detre as províncias citadas, a China possui algumas cidades com maior relevância econômica e política, sendo grandes centros industriais e financeiros.

China - História, população, divisões do país, governo e características
Xangai, na China. Fonte: Erasmusu

Assim, podemos citar:

  • Xangai – 20 milhões de habitantes;
  • Pequim – capital, com 16 milhões de habitantes;
  • Guangzhou ou Cantão – cerca de 13 milhões de habitantes;
  • Tianjin – 12 milhões de habitantes;
  • Nanjing ou Nanqum – 10 milhões de habitantes;
  • Wuhan – 8 milhões de habitantes;
  • Shenzhen – 10 milhões de habitantes;
  • Hong Kong –  7,2 milhões de habitantes.

Governo chinês

Em síntese, o governo da China, antigamente, era pautado no sistema de dinastias. Ou seja, o poder político e econômico do país estava nas mãos das famílias reais. Logo, com o poder estabelecido, a família que liderava o sistema político era livre para controlar a administração de todo o território. Visto isso, a dinastia de Qing foi a primeira a entrar nesse sistema. Assim, os Qing governaram por 268 anos quando, em 1911, ocorreu a queda da linhagem e a República da China foi instalada.

Dessa forma, com a República da China como forma de governo, Mao-Tsé-Tung foi o primeiro a comandar o país nas novas diretrizes. Porém, antes mesmo de seu governo, a China enfrentou a Guerra Civil Chinesa e a Revolução Chinesa. Em seguida, em 1949 o revolucionário chinês assumiu o poder e governou até o ano de sua morte, em 1976.

China - História, população, divisões do país, governo e características
Xi Jinping, governante da China. Fonte: Política

O sistema de governo que rege a China hoje é o comunismo, sendo o país uma República Socialista Unipartidária. Assim, o líder chinês é Xi Jinping, governante do país desde 2013. Apesar da China estabelecer o comunismo como sistema político, existem práticas de mercado que são consideradas do sistema capitalista.

Economia chinesa

A China concentra uma divisão social muito visível em relação à economia. Por um lado, a população industrializada da cidade com grande parte dos rendimentos econômicos. Do outro, pessoas que vivem na zona rural e enfrentam problemas de desenvolvimento.

Por conta dos problemas enfrentados no campo, muitas pessoas estão migrando para os grandes centros. Preocupação que afeta as produções agropecuárias que dependem da população rural. Entretanto, a agricultura é uma das formas mais rentáveis para a China hoje.

Nesse sentido, o país concentra a produção em produtos como algodão, trigo, sorgo, beterraba e soja, arroz, cana-de-açúcar, tabaco, amoras, chá e milho dependendo da região do país. Além disso, o cultivo de suínos, ovinos e bovinos também fazem parte da economia chinesa. Por mais que a produção no país seja avantajada, não é suficiente para suprir as necessidades internas. Assim, a China importa produtos como soja, carne bovina e aves do Brasil, por exemplo.

O poderio agrícola chinês é reconhecido na Ásia e o país se enquadra como um dos maiores exportadores de grãos. Dessa forma, os principais países que recebem as produções chinesas são o Japão e a Coreia do Sul. Entretanto, apesar da abundância na produção agrícola ainda existem famílias que enfrentam a fome nos campos.

Cultura

Quem nunca ouviu falar sobre o ano novo chinês ou sobre as diversas representações culturais que acontecem no país? A China é um país repleto de singularidades e tradições. Assim, é comum encontrar no território chinês monumentos históricos, fato que atrai para o país diversos turistas.

China - História, população, divisões do país, governo e características
Espetinho de escorpião. Fonte: Espetinho de sucesso

O idioma falado no país é o Mandarim. Entretanto, a língua sofre algumas variações dependendo da região. Além disso, na escrita os chineses utilizam a arte dos pictogramas e ideogramas que transmitem mensagens por meio de símbolos.

Um dos pontos que mais chamam a atenção no país é, com certeza, a exótica e diferente culinária. Assim, podemos encontrar nos mercados populares insetos como aperitivos, animais como tubarão e tiras de enguia. E, se você pensa que para por aí, não se engane. Gafanhotos, baratas e diversos outros insetos também são apreciados pelos chineses.

China - História, população, divisões do país, governo e características
Festival das Lanternas na China. Fonte: spcity

Por fim, não podemos deixar de falar dos festivais que alegram o povo chinês como o Festival da Primavera e o Festival das Lanternas. Os chineses são adeptos do calendário lunar. Assim, comemoram o Ano Novo Lunar durante o Festival da Primavera e o início da primavera no Festival das Lanternas.

Você sabia?

  • Os chineses possuem acesso restrito às redes sociais por conta das determinações do governo;
  • As religiões mais seguidas na China são o taoismo, budismo e confucionismo;
  • A China possui uma muralha que foi construída para proteger o país de conflitos. A Grande Muralha da China é tão extensa, com 21 mil quilômetros de extensão, que pode ser enxergada da Lua;
  • Os chineses acreditam em assuntos metafísicos e mudam determinadas atitudes quando ocorrem furacões, tsunamis ou algum outro fenômeno natural.

O que achou dessa viagem para o outro lado do continente? Se gostou, já aproveita pra conferir características de outros países como a Rússia e a França.

Fontes: Mundo Educação, Info Escola e Cola da Web

Fonte imagem destaque: Estudo Prático

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.