História

Qual a diferença entre comunismo e socialismo?

As palavras “comunismo” e “socialismo” têm significados diferentes. Pela teoria de Marx, socialismo é uma fase para o comunismo.

Atualizado em 14/10/2019

As palavras “comunismo” e “socialismo” têm significados diferentes. Pela teoria de Karl Marx, o socialismo seria uma fase para se chegar ao comunismo.

E o comunismo seria um sistema de organização da sociedade que substituiria o capitalismo. Haveria o desaparecimento das classes sociais e até do Estado.

Como seria o mundo idealizado pelo marxismo?

Numa realidade abstrata criada por Max, no socialismo a própria sociedade controlaria a produção e a distribuição dos bens. É o sistema de igualdade e cooperação. Esse processo levaria ao comunismo, onde os trabalhadores seriam os proprietários de seu trabalho e dos bens de produção.

Isso é bem diferente da União Soviética, que criou um Estado forte e autoritário, capaz de confiscar bens e impor leis rigorosas. Nem em sonho Marx idealizou uma nação imperialista, forte o bastante para subjugar povos e impor conceitos.

Por isso há unanimidade na conclusão de que nunca houve um país comunista de fato. Mesmo em Estados como Cuba e China, que se inspiraram nas teorias marxista, há vestígios do comunismo puro. Tratam-se de Estados fortes, com partido único que exerce o poder em nome do povo. Karl Marx não pensou em nada disso.

A expressão socialismo é usada pejorativamente para atacar o comunismo

Foi tanta a deturpação dos conceitos de socialismo e comunismos, que essas duas expressões assumiram outros significados. Não é raro ouvir que o socialismo quer dizer correntes de pensamento que se opõem ao comunismo por defenderem a democracia. E esse mesmo comunismo serviria de modelo para a construção de regimes autoritários.

Agora imagina se  Karl Marx fosse vivo para ouvir uma barbárie dessas, construída sobre os conceitos que ele criou?

Comunismo e socialismo só existem mesmo no campo das idealizações

Uma sociedade igualitária, onde cada trabalhador fosse proprietário de tudo aquilo que produziu, não existe no mundo real. É fruto da idealização de uma teoria que talvez desse certo numa sociedade mais evoluída.

Fato é que Lenin (Vladimir Ilyich Ulyanov) foi quem usou as teorias de Marx para conceber a Revolução Comunista. Daí houve a criação da União Soviética, estado unipartidário governado pelo Partido Comunista e dominado pela mão de ferro de Josep Stalin.

Você gostou de saber a diferença entre comunismo e socialismo? Então certamente que vai querer saber mais da Segunda Guerra Mundial, conflito que tornou a União Soviética uma potência nuclear capaz de tirar o sono do mundo.