Geografia

Sistemas Agrícolas – o que são, características, tipos, modos de produção

Os sistemas agrícolas variam, de acordo com alguns critérios, podendo ser divididos em intensivo ou extensivo, estando neste último o orgânico.

Atualizado em 27/07/2019

Os sistemas agrícolas são um grupo de atividades técnicas, sociais e econômicas implantadas em uma área de produção agropecuária. Podem ser classificados em sistema intensivo ou extensivo.

Essa classificação vai depender de uma série de fatores para saber diferenciá-los, a exemplo do índice de produtividade obtido. No intensivo são empregadas altas tecnologias, a produção é muito maior e a atividade visa o lucro a qualquer preço.

Já o extensivo tem um caráter mais familiar, a produção visa antes a subsistência, para só depois lucrar com o excedente. Há ainda uma variante mais radical que nem agrotóxico emprega, constituindo assim os produtos orgânicos.

Tipos de sistemas agrícolas

O Sistema Intensivo

Na zona rural, dentre os sistemas agrícolas, o intensivo é aquele que apresenta grande produtividade, com emprego de muitas máquinas. Há também o cultivo do solo com técnicas inovadoras que garantem a sustentabilidade do empreendimento.

Sistemas Agrícolas – características, classificação, modos de produção

O agronegócio é o resultado do emprego do sistema intensivo, posto que nele há o desenvolvimento tecnológico visando o lucro. Há aqui os grandes latifúndios com monocultura, assim como a criação de gado em confinamento. Tem também a criação de aves e suínos em granjas com pouco espaço para movimentação.

Esse setor da economia é o primário, responsável pela exportação de alimentos mundo afora, equilibrando as balanças comerciais. O Brasil é um exemplo perfeito do emprego do sistema intensivo, posto que o agronegócio impulsiona a economia nacional.

Sistemas Agrícolas – características, classificação, modos de produção
Os ambientalistas combatem esse sistema, visto que ele causa imensos danos ao meio ambiente, alguns irreparáveis. O cerrado já foi quase totalmente desmatado para dar lugar a grandes lavouras, como as de soja e cana-de-açúcar. E que dizer a Floresta Amazônica derrubada e transformada em pastagem de gado?

O Sistema Extensivo

Nos sistemas agrícolas, o extensivo é o mais familiar, tocado por técnicas consideradas rudimentares, além de baixa produtividade. É aquele gadinho que fornece leite para os moradores locais, além de alimentação de outros animais. Apenas o excedente é vendido.

A agricultura também tem baixa produtividade, posto que visa a subsistência, ocupando pequena área cultivada. Pode haver a agricultura familiar, assim como a orgânica. Na familiar emprega-se ou não o agrotóxicos, embora em pequena escala.

Sistemas Agrícolas – características, classificação, modos de produção

Já na agricultura orgânica não há nenhum pesticida empregado e ela pode atingir altos preços no mercado. Há também a pecuária orgânica, feita com o chamado boi rastreado, que é criado com controle de medicamentos.

O sistema extensivo é recomentado pelos ecologistas, uma vez que é o menos agressivo à natureza. Coexistem assim harmoniosamente tanto essa forma de agricultura, quanto de pecuária, e os ecossistemas à sua volta.

Leia também sobre a Geologia – o que é, o que estuda, para que serve e quais seus princípios?

Fonte: Pró Enem, Mundo Educação, EducaBras, Toda Matéria, Cola da Web e Brasil Escola.

Fonte das Imagens: Youtube, Iepc, O Eco, Três Lagoas.