Biografia

Augusto, quem foi? Biografia, ascensão ao poder e Império Romano

Augusto foi o primeiro imperador do Império Romano, fez parte da dinastia Júlio-Claudiana e governou como imperador de 27 a.C a 14 d.C.

Atualizado em 08/07/2020

Caio Júlio César Otaviano Augusto, conhecido apenas como Augusto, foi o primeiro imperador do Império Romano. Fazia parte da dinastia Júlio-Claudiana e governou como imperador de 27 a.C a 14 d.C. Seu governo é conhecido pelo período de paz, conquistas econômicas e realizações culturais.

De forma geral, Augusto nasceu no dia 23 de setembro de 63 a.C, em Roma. Além disso, o imperador era sobrinho-neto de Júlio César, pessoa que ensinou a Augusto os caminhos e artimanhas da vida política. Assim como o tio, Caio Otávio – nome de nascido do imperador – também fez parte do Segundo Triunvirato Romano.

Os triunviratos eram alianças que dividiam o poder antes da criação do Império Romano. Assim, o Segundo Triunvirato era formado, além de Otávio, por Emílio Lépido e Marco Antônio. Após desacordos no trio – como a tentativa de Lépido tomar o poder e a Batalha de Actum entre Otávio e Marco Antônio – o Segundo Triunvirato chega ao fim e o Império Romano é criado, tendo Otávio como o primeiro imperador.

Biografia de Augusto

Caio Júlio César Otaviano Augusto nasceu em setembro, no dia 23 do ano 63 a.C. Ao nascer, recebeu o nome de Caio Otávio. Vindo de família nobre, Otávio era filho do senador romano e sua mãe, Ácia, era sobrinha de Júlio César. Ou seja, a família de Otávio era uma das mais influentes da burguesia romana.

Após ser adotado pelo tio, Júlio César, Caio Augusto recebe o nome de Caio Júlio César Otaviano. Em 49 a.C, Júlio César assume o poder dos governos de Roma, porém, o reinado não durou muito tempo. Isso porque, César foi assassinado em 44 a.C.

Augusto, quem foi? Biografia, ascensão ao poder e Império Romano
Imperador Augusto

Assim, após o assassinato do tio, Caio Otávio decide disputar o reinado e tenta, por meio de ações políticas, conquistar o apoio dos senadores. Anteriormente, Caio Otávio, Emílio Lépido e Marco Antônio formaram o Segundo Triunvirato Romano, uma espécie de aliança entre os governos romanos.

Entretanto, após a tentativa de Lépido em tomar o poder e da Batalha de Actum entre Otávio e Marco Antônio, o Segundo Triunvirato chegou ao fim. A batalha foi vencida por Otávio e, com isso, ele se tornou o primeiro imperador após a criação do Império Romano.

Após vencer a batalha, Otávio foi nomeado como principal general e recebeu o posto de príncipe. A partir disso, Otávio começou a ser chamado de Augusto, que significa “escolhido dos deuses”. Durante o governo de Augusto, o Império Romano viveu períodos de tranquilidade, riqueza e realizações culturais.

Por conta disso, o período em que Augusto governou ficou conhecido como Pax Romana. Augusto governou até o ano 14 a.C e faleceu na cidade Italiana de Nola, no dia 19 de agosto do ano 14.

O império de Augusto

Quando Augusto assumiu o poder, a forma de governo em Roma passou de República para o Império. O momento de transição foi visto como a expansão romana no período. Como imperador, Caio Otávio tinha muito trabalho pela frente. Era necessário controlar todo o território recém-conquistado e manter o povo em harmonia.

Porém, o processo de conquista de povos com diferentes culturas, por exemplo, não era tarefa fácil. Por conta disso, várias guerras civis ocorrem até que a expansão territorial terminasse. Como parte do processo de expansão, Augusto organizou expedições militares em vários territórios, como na Récia, Panônia, Hispânia, Germânia, Arábia e África.

Augusto, quem foi? Biografia, ascensão ao poder e Império Romano
O Império ficou conhecido como Era de Augusto

Com a expansão territorial romana houve a difusão da cultura para diferentes regiões. Além disso, Augusto se preocupou em cuidar da economia estimulando a agricultura e administrando as finanças de Roma. Como parte de suas ações políticas, o império foi dividido em 14 províncias, facilitando a cobrança de impostos.

Como o poder estava concentrado nas mãos do Imperador, as atividades administrativas contavam com a participação das legiões romanas, formadas principalmente por soldados. Além da difusão da cultura romana, os soldados garantiam a segurança das fronteiras e evitavam invasões e possíveis ataques.

Outro ponto que marcou o Império foram as obras de infraestrutura, como construções de estradas. As construções facilitaram, por exemplo, que os soldados chegassem às terras que eram mais distantes do Império, além da arrecadação de impostos. Nesse sentido, as ações do Imperador foram importantes para estabilizar os primeiros anos de império e o período ficou conhecido como Era de Augusto.

Erguendo o Império

Além das obras de infraestrutura, como a construção das estradas, Augusto também foi responsável por transformar a cidade de Roma em um lugar com rede de esgoto, edifícios de mármore, pontes e aquedutos. Além disso, mandou constituir templos no campo de Marte.

Augusto, quem foi? Biografia, ascensão ao poder e Império Romano
Roma ficou conhecida como a “cidade de mármore”

Por fim, outra obra importante foi as muralhas que cercavam todo o Império. Assim, o principal objetivo das muralhas era proteger a cidade de ataques e invasões, por exemplo. Aliás, o Panteão – templo destinado à adoração dos deuses – foi construído durante o reinado de Augusto.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também quem foi Eurípedes e quais os inventos de Thomas Edison

Fontes: Info Escola, Escola Britannica e Ebiografia 

Imagens: AIMS, Canal Bortolos, Greelane e

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.