Língua Portuguesa

Regionalismo, o que é? Conceitos da linguística, literatura e política

Regionalismo é um grupo de particularidades de uma determinada região que se manifesta na linguística, política ou na literatura.

Atualizado em 06/08/2020
Por Bianca Stephania Siarom

Regionalismo é entendido como particularidades de uma determinada região que dissemina uma mesma cultura, seja através da linguística, da política ou da literatura.

Nesse sentido, o Brasil é hoje um país marcado por diversos regionalismos, que ajudaram a compor a pluralidade de culturas da nação.

Portanto, essa pluralidade é notada no dialeto, nas manifestações ideológicas e nos livros de romance.

Regionalismo linguístico

Europeus, africanos e índios. Ou seja, esse foi o choque de culturas que os livros de história relatam, após a chegada dos navios negreiros no Brasil.

Regionalismo dialeto
Mapa de dialetos no Brasil – Fonte: The Fools

Contudo, essa mistura deu início a uma miscigenação do povo brasileiro, que resultou em diversos regionalismos distintos.

Neste viés, a maior forma de expressão do regionalismo é através do dialeto. Por exemplo, a região Sul do Brasil foi mais colonizada pelos europeus. Desta forma, é notável que, tanto os costumes, quanto a fala, sejam semelhantes aos dos colonizadores.

Sendo assim, dentre os dialetos do português, os mais comuns são:

  • Caipira;
  • Costa Norte;
  • Baiano;
  • Fluminense;
  • Gaúcho;
  • Mineiro;
  • Nordestino;
  • Nortista;
  • Paulistano;
  • Sertanejo;
  • Sulista;
  • Carioca;
  • Brasiliense;
  • Serra Amazônica;
  • Recifense.

Nesse sentido, o dialeto traz uma gama de opções de expressões para um mesmo sentido, sendo manifestadas nas palavras.

regionalismo linquistico
Exemplo de diferenças na variação linguística por conta dos regionalismos individuais – Fonte: Docplayer

Por exemplo, a planta de nome científico Manihot esculenta é chamada de aipim ou macaxeira na região Norte e no Nordeste, por influências indígenas. Por outro lado, na maior parte do país, a planta é chamada de mandioca.

Dessa mesma forma, ocorre com outras palavras, onde as variáveis linguísticas são as principais características de identificação em cada estado.

Regionalismo na literatura

Em síntese, a literatura brasileira do século XIX foi marcada pela retomada do Romantismo. Neste contexto, diversos escritores introduziram as particularidades regionais em suas obras.

O Violeiro, Obra de Almeida Junior em 1899
O Violeiro, Obra de Almeida Junior, 1899 – Fonte: Periscópio Cidadão

Como resultado, os escritores utilizavam a literatura para expressar o meio em que viviam e momentos históricos de uma determinada região. Assim, foi através da literatura regionalista que o sertão encontrou uma forma de mostrar sua cultura e jeito de viver.

Características do romance regionalista ou sertanista

Em síntese, o romance regionalista tem como principal característica apresentar a autêntica literatura brasileira que resiste até os dias de hoje, livre de influências europeias.

cangaço
O cangaço – Fonte: Benjamin Abrahão Botto

Neste viés, o regionalismo apresenta diversas especificidades de uma determinada região, incluindo clima, costumes e língua. Assim, ele traz uma tomada de consciência dos valores da cultura brasileira, seus grupos sociais em suas diferentes regiões.

Enfim, o romance mais sertanejo vem do sertão do Nordeste, com enredos marcados por aventuras e peripécias, além de amores e paixões, como a literatura romântica manda.

Principais autores e obras

Os principais autores desta vertente são Bernardo Guimarães, Taunay, José de Alencar e Franklin Távola. Suas respectivas obras são: A Escrava Isaura, Inocência, O Sertanejo e O Cabeleira.

Obras da literatura regionalista
Obras da literatura regionalista – Fonte: Amantes da Literatura

Estas obras, citadas acima, retratam, em sua maioria, histórias que envolvem aspectos do sertão brasileiro, como o cangaço, a escravidão, casamento ”arranjado”, religião, costumes, sentimentalismo, amor à terra e à natureza.

Contudo, ainda no século XIX, a obras eram apresentadas em capítulos semanais, através de folhetins em jornais.

Regionalismo e política

Regionalismo: conceitos da linguística, literatura e política
Tela-mural “Manifestación” (1934), do pintor argentino Antonio Berni. Fonte: LavraPalavra

O regionalismo político é manifestado através de uma ideologia regional, disseminada em uma determinada região. Dessa forma, o regionalismo político é caracterizado por pautas de interesses em comum, que gerem benefícios para todos em um espaço geográfico delimitado.

Certamente, a luta de classes é um exemplo de regionalismo político, pois ela representa as manifestações ideológicas de um grupo. Geralmente, possuem um líder que representa o grupo.

Gostou deste artigo? Veja então o que é Variação linguística: sua definição, tipos, exemplos e contexto social.

Fontes: Café Com Sociologia, Infoescola, Toda Matéria e Educação Uol.

Imagens: Revista CultThe Fools, Docplayer, Amantes da Literatura,  Periscópio Cidadão, LavraPalavraBrasiliana Fotográfica e IELA.

Próxima página »