História

Período pré-colonial brasileiro e a comercialização do pau-brasil

O Período Pré-colonial se caracterizou pela exploração comercial apenas do pau-brasil, sendo que, para isso, se utilizaram da escravidão do indígena.

Atualizado em 06/02/2019

O Período Pré-colonial é o intervalo de tempo da história do Brasil correspondente aos anos de 1500 a 1530. Durou da chegada dos portugueses até a expedição colonizadora chefiada por Martim Afonso de Souza.

Nessa época, no território brasileiro se desenvolveram apenas expedições destinadas à exploração do pau-brasil. Mas havia também atividades voltadas para o reconhecimento do território descoberto e medidas de defesa.

Apenas a comercialização do pau-brasil marcou o Período Pré-colonial

Contexto Histórico

Quando a esquadra comandada por Pedro Álvares Cabral aportou no Brasil, os portugueses tomaram posse da terra. Era o dia 22 de abril de 1500 e foram recebidos pelos nativos que por aqui habitavam.

Feita a descoberta, a intenção inicial dos colonizadores era o enriquecimento rápido e sem investimentos. Então optaram pelo extrativismo e começaram a exploração na cata de metais preciosos. Depararam também com a Mata Atlântica rica em pau-brasil e viram aí a oportunidade de lucro fácil.

Dessa forma, o Brasil iniciou sua colonização num sistema chamado de colônia de exploração. Desejavam tirar o máximo de proveito da nova colônia, porém sem se importarem com infraestrutura.

Apenas a comercialização do pau-brasil marcou o Período Pré-colonial

Três décadas de derrubada da Mata Atlântica

Entre os anos de 1500 a 1530, os portugueses se dedicaram quase que exclusivamente a explorar o pau-brasil. Por ser uma madeira nativa da Mata Atlântica e, portanto, próximo do litoral, não tiveram muita dificuldade na extração.

Por tais razões, a colonização do Brasil se iniciou com o Ciclo do Pau-brasil, madeira muito apreciada pela coloração. Ela servia para o tingimento de tecidos e fazia sucesso na Europa, chegando a altos preços.

Nos contatos iniciais com os nativos, os portugueses conseguiam seus favores com a troca de mercadorias. Mas com o passar do tempo, a derrubada da Mata Atlântica crescendo, foi preciso mudar esse intercâmbio.

O índio então foi escravizado e forçado a trabalhar cortando árvores e levando a madeira para embarque nos navios. Dali ela seguia para o comércio na Europa e dela se obtinha lucros elevadíssimos.

A criação das feitorias

No transcorrer do Período Pré-colonial, Portugal sentia a necessidade de criar as feitorias no Brasil. A primeira foi erguida no local da atual cidade de Cabo Frio/RJ, no ano de 1504, portanto no litoral, como as demais.

As feitorias eram pequenas fortificações militares, com armazéns para estocar o produto que seria enviado a Portugal. Além de prestarem como entreposto comercial, também simbolizavam que aquela terra era colônia portuguesa.

De acordo com o crescimento da sofisticação da colonização, as feitorias se equiparam melhor e com boa infraestrutura. Havia ali a guarda militar, armazéns de estocagem, alfândega, mercado e por aí vai. Portugal, por haver descoberto as terras, mantinha o monopólio comercial sobre elas e recebia tributos pela exploração.

Apenas a comercialização do pau-brasil marcou o Período Pré-colonial

O fim do Período Pré-colonial

Após trinta anos de exploração intensiva, como era de se esperar, o pau-brasil já não dava mais o lucro de antes. Portugal se viu então dono de uma imensa terra, porém ela já não lhe dava lucro e ainda ficava sujeita a invasões. Era preciso colonizar o Brasil com urgência.

Em 1532, Martim Afonso de Souza trouxe as primeiras mudas de cana-de-açúcar para o Brasil. Ele mesmo as cultivou em sua propriedade na Capitania de São Vicente, posto que ali construiu o primeiro engenho.

Com a introdução da cana e uma economia voltada não exclusivamente para a exploração do pau-brasil, chega ao fim do Período Pré-colonial.

Achou curioso saber como se iniciou a colonização do Brasil? Leia inclusive essa matéria sobre o que é o Bandeirismo e como ele ampliou o território nacional.

Fonte: História do Brasil, Toda Matéria, Mundo Educação, História do Brasil, Educação, Mundo Vestibular, Todo Estudo, Brasil Escola, Quero Bolsa.

Fonte das imagens: ProfessorInfo Escola, Slide Player, Identidade 85.