Geografia

Queimadas, o que são? Causas, tipos e consequências ao meio ambiente

As queimadas são causadas por diversos fatores, sendo que existem três principais: prática agrícola, criminosa e negligência do homem.

Atualizado em 25/09/2020

Todos os anos, por conta do período de seca, a mesma cena se repete. As queimadas viram manchete no noticiário, as redes sociais ficam repletas do assunto e só se fala em incêndio durante meses.

No entanto, você já parou para pensar como surgem essas queimadas? Talvez, se entendermos melhor, podemos ajudar na conscientização e, ao mesmo tempo, transmitir informações importantes.

O fato preocupante é que a maioria das queimadas são causadas pelo ser humano, visto que na zona rural, por exemplo, as queimadas são utilizadas para limpeza e fertilização do solo.

Por outro lado, é muito difícil controlar as chamas, assim elas se espalham muito rapidamente, causando grandes prejuízos para o meio ambiente.

Causas das queimadas

Como dito anteriormente, existem diversos fatores que causam as queimadas. Entre eles, podemos classificar três tipos: prática agrícola, criminosa ou negligência.

Incêndio florestal
Mídia Ninja

Além disso, existem fatores que influenciam para que as queimadas se tornem gigantescas, como:

  • Disputa de posse: O conflito por terras é um dos motivos de proprietários agrícolas atearem fogo intencionalmente nas matas por causa do solo;
  • Retirada de madeira: As queimadas são provocadas nas plantas menores para facilitar a retirada das árvores maiores;
  • Vandalismo: quando as pessoas provocam incêndios conscientemente. Por exemplo: ao jogar cigarro na beira da estrada ou perto da mata, a pessoa sabe que pode causar incêndios;
  • Falta de chuva: O tempo seco colabora com focos de incêndios, pois a falta de umidade no ar e no solo deixam o meio ambiente exposto às queimadas;
  • Balão de festa junina: As queimadas e incêndios em regiões urbanas são causadas por balões e fogos de artifício utilizados em festas juninas;
  • Colheita de cana de açúcar: As queimadas são uma prática comum em canaviais para realizar a limpeza do terreno e o corte manual da cana;
  • Germinação e reciclagem: As queimadas são utilizadas no ecossistema na germinação de algumas espécies de vegetais, como gramíneas. A prática estimula a reciclagem dos nutrientes, mas pode causar danos no meio ambiente.

Consequências das queimadas

Como resultado, as queimadas alteram a condição original de uma vegetação e o equilíbrio dos ecossistemas. Além disso, matam os animais e influenciam diretamente na dificuldade de preservação da vida animal, principalmente os ameaçados de extinção.

Queimadas
Exame

Em suma, os lagos e pequenos rios podem secar, como também, o clima e a atmosfera na região podem sofrer alterações.

São inúmeras as consequências preocupantes, até irreversíveis, para o meio ambiente. Dessa forma, vamos listar as principais delas para que possamos pensar nos danos futuros e ajudar na prevenção das queimadas.

  • Aumenta a poluição do ar;
  • Prejudica a fauna e a flora;
  • Desequilibra os ecossistemas;
  • Acelera o aquecimento global;
  • Provoca doenças respiratórias;
  • Diminui a biodiversidade;
  • Altera a temperatura e a umidade do solo.

Controle e combate de queimadas no Brasil

As regiões com maior índice de queimadas no Brasil são o Nordeste – com queimadas que ocorrem entre os meses de outubro e janeiro – e o Centro-Oeste – entre julho a outubro.

O bioma Cerrado é o mais atingido com as queimadas no Brasil, já que ocupa cerca de 22% do território nacional.

Cerrado brasileiro
Diário da Manhã

As queimadas por motivos agrícolas nem sempre são controladas, visto que se tornaram as mais comuns.

Portanto, cerca de 15 mil km² de florestas são destruídas todos os anos por causa dos incêndios.  Já nos casos intencionais ou pelo tempo seco, acontecem com menor frequência.

O Governo Federal desenvolve projetos para alertar a população sobre os perigos das queimadas, além de utilizar ferramentas para denúncias, monitoramento e conscientização. São eles: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e Programa Queimadas.

As queimadas podem ser benéficas apenas quando ocorrem de maneira natural, mas, ainda assim, causam danos.

Prova disso é o Cerrado brasileiro, que tem sido prejudicado pelo crescimento do agronegócio, já que o desmatamento aumentou e as queimadas são utilizadas para produção de carvão vegetal.

Termos utilizados no combate do fogo

Ao consultar dados de queimadas divulgados pelo Corpo de Bombeiros ou órgãos governamentais, sempre surgem termos diferentes, em que, na maioria das vezes, não sabemos o significado.

Por isso, separamos algumas das principais expressões utilizadas.

meio ambiente
G1

Lembrando que, as propriedades privadas representam mais de 70% de focos de calor, os assentamentos 4,47% e as unidades de conservação ambiental municipal, estadual e federal somam apenas 2,78%. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Focos de calor

Os sensores de satélites capturam calor em altitude de 700 a 900 km sobre o planeta, além disso registram temperaturas acima de 47°C.

Dessa forma, conseguem detectar incêndios e queimadas de forma precisa, até porque, dependendo da extensão da linha de fogo, pode-se identificar vários focos de calor.

Focos de calor
Poder 360

Aceiro de fogo

Os bombeiros utilizam essa técnica para contenção de fogo. Basicamente, criam uma faixa (linha) sem vegetação, ou seja, usam enxadas, rastelos ou trator para evitar o avanço das chamas.

Entretanto, o aceiro de fogo deve ser feito apenas por profissionais capacitados, visto que, se for feito de maneira errada, pode aumentar o incêndio.

Queimadas
Mais Goiás

Incêndio florestal

Em geral, é como o Corpo de Bombeiros classifica o fogo que avança fora de controle ou aquele que consome a floresta. São comuns em vegetação de áreas rurais ou nativas, além das áreas agrícolas.

Incêndios Florestais
Emissor

Incêndio em terreno urbano

As prefeituras municipais são responsáveis pelos terrenos urbanos, mas o Corpo de Bombeiros atende diversas ocorrências de incêndio nesses espaços.

Mesmo sendo em menores proporções e não apresentando grandes ameaças ambientais, as ocorrências são muitas devido ao incômodo nas residências.

Incêndios urbanos
G1

Punição

Existe a Lei de Crimes Ambientais no artigo 41 que prevê pena entre 2 a 4 anos e multa, para quem provocar incêndios em matas ou florestas de forma intencional.

Se for culposo, a pena passa de 6 meses a 1 ano e multa. Consequentemente, o valor da multa fica entre R$ 1 mil e R$ 7,5 mil por hectare.

Ibama
Globo

O que achou dessa matéria sobre queimadas? Se gostou, confira também: Sensação térmica – Quando ocorre e tipos de transferência de calor

Fontes: Toda Matéria, InfoEscola e Governo MT.

Imagens: Palavra Viva, Mídia Ninja, Exame, Diário da Manhã, Poder 360, Mais Goiás, Emissor, G1, Globo e G1 II.

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/kariny/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Kariny Bianca</a>
Por Kariny Bianca
Jornalista, goiana e aventureira, sempre em busca de conhecimento e informação. É amante da escrita, interessada em boas conversas e autora de um livro. (@bianca.kariny)