Biologia

Biodiversidade, o que é? Definição, principais características, preservação

A biodiversidade, também chamada de diversidade biológica, representa a variedade de vida, sendo plantas, animais ou microrganismos.

Atualizado em 20/09/2020

Quando falamos em plantas, animais e microrganismos, estamos nos referindo à riqueza de vida do mundo natural, ou seja, a biodiversidade. Também chamada de diversidade biológica, a riqueza e variedade natural está presente em diversos lugares. Assim, compõe a vida do planeta e possui características especificas em cada região, sendo essas características determinadas pelos ecossistemas.

Dessa forma, a biodiversidade pode ser entendida de duas formas distintas. Ou seja, as formas de vidas do Planeta e a inter-relação que ocorre nos ecossistemas. Em cada ecossistema existem diferentes tipos de seres vivos e ambientes, cada qual com características físicas e químicas distintas. Neste caso, a existência de uma espécie influencia diretamente na existência de outros seres.

A diversidade genética está, nesse sentido, presente em diversos lugares. Assim, podemos encontrar biodiversidade nas profundezas dos oceanos, no topo das montanhas mais altas, nos desertos, nas águas sulfurosas e até mesmo nas tundras congeladas. Por conta da evolução genética, as mais diversas formas de vida conseguiram se adaptar nos pontos mais extremos do planeta.

Características

A biodiversidade, também chamada de diversidade biológica, representa a variedade de vida no Planeta. Seja de plantas, animais ou microrganismos.

Biodiversidade, o que é? Definição, principais características, preservação
Biodiversidade alimentar no Brasil.

Dessa forma, podemos classificar a diversidade biológica de três maneiras distintas:

  • Diversidade de espécies – representa a riqueza de todas as espécies. Ou seja, neste grupo está incluso os organismos vivos da Terra, seja do mais complexo ao mais simples.
  • Diversidade genética – descreve a diversidade de genes que cada ser vivo possui.
  • Diversidade de ecossistemas – representa a riqueza dos ecossistemas do Planeta.

A partir disso, cada nível representa um grau de importância dentro da relação entre os ecossistemas. Assim, é parte fundamental na sobrevivência de todas as espécies de seres vivos, incluindo os seres humanos.

Dentre os locais mais ricos em biodiversidade, ou seja, em variedade de vida, está as profundezas do mar, os recifes de corais, florestas e lagos tropicais. O Brasil, inclusive, é considerado como o país que possui a maior biodiversidade do mundo, cerca de 20% das espécies conhecidas.

Ao todo, não se sabe qual o real número de espécies animais e vegetais que existem no planeta. Os cientistas acreditam que o valor está entre 10 e 50 milhões. Porém, apenas 1,5 milhão de todas as espécies possuem classificação e nome.

Biodiversidade no Brasil

A diversidade biológica que existe no Brasil é considerada uma “megadiversidade”. Isso porque, aproximadamente 20% de todas as espécies de plantas e animais se encontram no país. Prova disso são os números registrados das espécies, sendo 5.000 de fungos e leveduras, por exemplo. O número representa 10% da diversidade mundial.

Além disso, entre 90 e 120 mil espécies de insetos, 3.500 espécies de peixes, 1.800 espécies de aves, além da fauna mais rica no grupo dos anfíbios se encontra no Brasil. A maior parte da diversidade biológica brasileira se encontra na Floresta Amazônica, além da Mata Atlântica e do Cerrado.

Biodiversidade, o que é? Definição, principais características, preservação
Flor típica do bioma brasileiro.

A região com maior biodiversidade mundial é a Amazônica. Os cientistas acreditam que, grande parte das espécies existentes no local ainda não foi catalogada. Com isso, a megadiversidade da Amazônia seria muito maior do que se acredita. Para se ter uma ideia, aproximadamente, 300 espécies diferentes de árvores podem ser encontradas na Floresta Amazônica.

Já a Mata Atlântica, tipo de floresta tropical, abriga cerca de 8% de todas as espécies de seres vivos do planeta. Além disso, podem ser encontradas mais de 20 mil espécies de plantas, 200 espécies de répteis,  849 espécies de aves, bem como 270 de mamíferos e 350 espécies de peixes. Entretanto, a Mata Atlântica é constantemente alvo de desmatamento, sendo um dos ecossistemas que estão em perigo no mundo.

O Cerrado, por sua vez, é considerado como uma das savanas com maior diversidade do mundo. Na região é possível encontrar mais de 6 mil espécies de árvores, além 800 espécies de aves. Assim como ocorre na Floresta Amazônica, grande parte das espécies de seres vivos são espécies endêmicas, ou seja, são características próprias da região.

Ameaças

Existem diversas atitudes humanas que colocam a biodiversidade do país e do mundo em risco. No Brasil, por exemplo, a agropecuária, poluição, expansão urbana e industrial, além do uso em excesso dos recursos naturais agravam, cada vez mais, as ameaças à diversidade ecológica.

Por conta do desmatamento, estima-se que 17 milhões de hectares da floresta tropical, ou seja, da Mata Atlântica, tenham sido desmatados. Com a perda da floresta, espécies de animais que nela vivem acabam morrendo e entrando em extinção.  A extinção ainda é impulsionada pela exploração excessiva de algumas espécies de animais.

Biodiversidade, o que é? Definição, principais características, preservação
Desmatamento em Puerto Nariño, Colômbia.

Outra forma de ameaça à biodiversidade é a introdução de espécies exóticas em locais que, normalmente, as espécies não ocorrem. Isso porque, esse tipo de ação pode tornar as espécies exóticas em invasores, destruindo completamente o habitat natural de algumas regiões.

Um exemplo de espécies exóticas é o sapo cururu, na Austrália. O governo acreditava que, com o sapo, as pestes nas plantações de cana-de-açúcar seriam controladas. Entretanto, o sapo se tornou predador de espécies nativas, como répteis e anfíbios da região.

Convenção da biodiversidade

Em 1993 entraram em vigor as ações decorrentes da Convenção da Diversidade Biológica. Assinada por 160 países, o acordo propõe o uso consciente dos recursos naturais, bem como a proteção do meio ambiente.

A convenção ocorreu no Brasil, em junho de 1992, durante a Conferência das Nações Unidas, a Rio-92. Dessa forma, o acordo foi firmado na pretensão de unir os esforços mundiais para proteção do meio ambiente e buscas formas de desenvolvimento socioeconômico.

O Dia Internacional da Biodiversidade é comemorado em maio, dia 22.

Entretanto, a convenção não traçou planos efetivos que barrassem o desmatamento, por exemplo. Ou seja, mesmo com o acordo assinado por 160 países, em algumas regiões o desmatamento e a agressão à biodiversidade só aumenta.

Você sabia?

  • Dia 22 de maio é comemorado o Dia Internacional da Biodiversidade;
  • Quando uma região possui grande variedade de espécies é chamada de hotspots; 
  • A maior parte das espécies de seres vivos está concentrada nas florestas tropicais.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é Fauna e como ocorre o Ciclo do Oxigênio.

Fontes: WWF, Brasil Escola e Toda Matéria

Imagens: ONU, Unifesp, UFMG, Oeco e Verde Capital

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.