Geografia

Planeta Terra – Camadas, medidas, movimentos e curiosidades

O Planeta Terra é o terceiro planeta do sistema solar e também é o único que possui condições para a existência de seres vivos.

Atualizado em 19/11/2019

O Planeta Terra faz parte do Sistema Solar e é o terceiro mais próximo do sol. Acredita-se que a Terra se formou há mais de 4 bilhões de anos. E é o único planeta em seu sistema que abriga vida.

Do espaço é possível notar cores que definem as camadas superficiais da Terra. O azul é água, o branco são nuvens e áreas de gelo, enquanto marrom, amarelo e verde são a parte terrestre.

Também conhecido como planeta azul, sua superfície terrestre é 70% composta por água. Juntamente com o oxigênio e o gás carbônico, a presença desse líquido é uma das características que permite existir vida no planeta.

Anúncio

Aqui existem recursos naturais  que ajudam a manter os seres vivos. Da própria Terra são retirados minérios, energia e alimento. E a atmosfera é o que nos protege do vazio do espaço.

Até hoje não foi encontrado outro país com características similares e/ou que abriguem vida. Mas o nosso planeta está em constante transformação em suas camadas superiores.

A circunferência do Planeta Terra

Há centenas de anos entendemos que a Terra é redonda. Essa percepção vem desde a Grécia antiga, quando estudiosos analisavam as sombras tanto no solo quanto em eclipses lunares. No entanto, ela não é uma esfera perfeita. Seu formato é um esferóide e seus Polos são achatados.

Hoje, calcula-se a circunferência do Planeta Terra através da geodésia. Essa ciência mede a forma, gravidade e rotação. Além disso, imagens de satélites provam o fato de o planeta não ser plano.

Medidas da Terra:

  • Diâmetro Equatorial: 12,756 km;
  • Diâmetro Polar: 12,714 km;
  • Massa: 5,97 x 10 ^ 24 kg;
  • Luas: 1;
  • Distância do Sol: 149.598.262 km;
  • Período de órbita: 365,24 dias;
  • Temperatura de Superfície: -88 a 47° C.

Teoria da Nebulosa Solar

Existem várias teorias sobre a formação do planeta Terra. Porém, a mais aceita é a da nebulosa solar. Acredita-se que todo o Sistema Solar foi originado a partir de uma nuvem.

Por conta de sua rápida rotação, a gravidade da nebulosa fez com que ela entrasse em colapso. As partículas centrais, somando a maior parte do material da nuvem, formaram o Sol. Que absorveu, a partir de seu vento, elementos mais leves como gases.

Imagem que representa a Nebulosa Solar

Enquanto as partículas menores e rochosas que sobraram, foram responsáveis pelo surgimento de outros corpos, que seriam os planetas. Essa teoria foi proposta inicialmente por René Descartes, reformulada em 1775.

Movimentos da Terra

Assim como Mercúrio, Vênus e Marte, a Terra é considerada um planeta telúrico, ou seja, rochoso. Nosso planeta é dividido por uma linha imaginária chamada de Equador. A metade norte é conhecida como hemisfério norte e seu ponto mais setentrional é o Polo Norte. Já a metade sul é o hemisfério sul e seu ponto mais meridional é o Polo Sul.

O eixo terrestre, outra linha imaginária que vai de um pólo ao outro, está levemente inclinado. Por isso, ao fazer seu movimento de translação (girar em torno do Sol), a Terra produz as quatro estações. Isso acontece porque o Sol incide na superfície do planeta com intensidades diferentes de acordo com a época do ano.

Entre os meses de dezembro e fevereiro, os raios solares são mais fortes no hemisfério sul, gerando o verão. Enquanto no hemisfério norte, já é mais fraco, causando o clima frio do inverno. Já de julho a agosto, acontece o oposto.

Nos meses de setembro a novembro, o sol tem a mesma intensidade nos dois hemisférios. Sendo então, nessa época, primavera na parte sul e outono na parte norte. De março a maio, ocorre o mesmo fenômeno, mas no norte passa a ser a estação das flores, enquanto no sul as folhas caem.

Os movimentos terrestres também são responsáveis pelos dias. Da mesma forma que a translação provoca as estações, a rotação (quando o planeta Terra gira em torno do seu próprio eixo) gera os dias e as noites. Isso porque uma volta completa demora 24 horas.

Camadas terrestres internas

Bem como Mércurio, Marte e Vênus, a Terra é um planeta telúrico. Ou seja, tem formação rochosa. Sua estrutura interna é repartida em:

Crosta terrestre

Também conhecida como litosfera, essa é a camada mais externa da Terra. É formada principalmente por quartzo e outros minerais, como silício, magnésio, ferro e alumínio. Diferentemente de outros planetas rochosos, a crosta terrestre não é inteiriça. Ela se divide em blocos de rocha, denominados placas tectônicas.

Essas placas flutuam sobre o manto superior e realizam movimentos de divergência (afastamento) e convergência (aproximação). Esses processos podem gerar tremores na superfície. São em média 10 quilômetros de crosta debaixo dos oceanos e entre 25 e 100 quilômetros sob os continentes.

Manto

Abaixo da crosta está o manto. Ele é formado de material magmático e tem em sua composição metais como ferro, magnésio, alumínio e silício. Essa camada pode chegar a 2 mil graus Celcius.

É possível saber disso, uma vez que o magma pode ser analisado quando chegam à superfície como lava vulcânica. Por não ser sólido, ele se movimenta. Portanto, é responsável pelas movimentações das placas tectônicas.

Núcleo

A parte mais interna é o núcleo. Ele é a camada mais quente e pode chegar a 6.000°C. Apesar da alta temperatura, as substâncias que o formam (ferro, silício, níquel) não ficam líquidas. Isso ocorre porque a pressão do núcleo agrupa os elementos e, dessa forma, eles se mantêm sólidos.

Camadas terrestres externas

As camadas externas da Terra são vistas como um único sistema. Apesar de parecerem independentes, todas se conectam e interferem umas nas outras.

Atmosfera

Formada por gases, essa camada envolve todo o planeta. É composta por 77% de nitrogênio, 21% de oxigênio, e também possui argônio, dióxido de carbono e água. Sua formação é possível graças à gravidade.

A principal função da atmosfera é proteger da radiação solar e manter a temperatura média da Terra de 35°C, gerando o efeito estufa. Se não fosse isso, seria impossível existir vida.  Ademais, a atmosfera também impede que fragmentos rochosos, como meteoros, atinjam a superfície.

Hidrosfera

Essa camada é a soma de todos os corpos hídricos. Ou seja, compreende os oceanos, mares, lagos, rios e até as águas subterrâneas.

Biosfera

Por fim, essa parte é o conjunto de vidas. Os diferentes ecossistemas, desde microorganismos, a plantas, animais e até mesmo o ser humano. Os seres vivos são a última camada terrestre e existem em todos os cantos do planeta. Da montanha mais alta até o fundo do oceano.

Curiosidades sobre o Planeta Terra

  • A rotação da Terra diminui gradualmente.
  • A Terra é o único planeta que não recebeu o nome de um deus, de acordo com a nomeação romana.
  • Antigamente acreditava-se que a Terra era o centro do universo e se mantinha estática.
  • Existe um campo magnético em volta do nosso planeta que nos protege dos efeitos do vento solar.
  • A Lua é o maior satélite natural de qualquer planeta do sistema solar.

Você tinha noção do quão complexo nosso planeta é? Se gostou, aproveita para ler sobre Aquecimento global, o que é, causas e consequências para o planeta.

Fontes: Hipercultura, Brasil Escola.

Fontes de imagens: Hipercultura, Brasil Escola, Exame, Shutterstock, Mi Sistema Solar.