Geografia

Pará – História, características, economia, aspectos geográficos do estado

Pará é o segundo maior estado do país, localizado na região Norte. Possui diversidade cultural e na culinária, danças típicas e artesanato.

Atualizado em 19/11/2019
Por Dayane Borges

Tucupi, tacacá, maniçoba, calor intenso, cultura diversa. Isso mesmo, estamos falando do estado do Pará, o segundo maior do Brasil. Localizado na Região Norte do país, o estado do Pará é responsável por possuir aproximadamente 27 mil índios.

Além disso, o estado é rico em diversidade cultural, concentrando cerca de 31 etnias indígenas, além de possuir diversos pratos que enriquecem a culinária. No estado também encontram-se comunidades negras de antigos quilombos que existiram no passado.

Dessa forma, o estado apresenta características como a densidade demográfica baixa, população miscigenada formada por indígenas, negros, europeus, ribeirinhos e asiáticos. Além disso, o relevo que predomina é o da planície amazônica, depressões e pequenos planaltos.

História do Pará

Em síntese, antes da chegada dos colonizadores, a região onde hoje se encontra o estado paraense era povoada por índios Amanaiés, Anambés, Assurinis-do-tocantins, Assurinis-do-xingu, Caiabis, Parakanã, Suruís; Zoés (Tronco Lingüístico: Tupi-Guarani); Aparai, Arara, Katxuyana.

Pará - História, características, economia, aspectos geográficos do estado
Índios paraenses. Fonte: Seel

Além disso, os índios Uaianas (Tronco Lingüístico: Karíb); Paracatejê-gavião (Tronco Lingüístico:Timbira Oriental); Curuaias, Mundurucus (Tronco Lingüístico: Munduruku); Caiapós-xicrins (Tronco Lingüístico: Kayapó); Xipaias (Tronco Lingüístico: Juruna) também faziam parte da região.

Dessa forma, os primeiros colonizadores eram holandeses e ingleses e buscavam um bem em comum: especiarias. Porém, o Forte do Presépio foi criado como monumento da colônia portuguesa, em 1616. Assim, a colonização pretendia a expansão territorial e a ocupação pelo vale amazônico, além da exploração dos recursos da região.

Pará - História, características, economia, aspectos geográficos do estado
Forte do Presépio, lugar onde Belém nasceu e foi protegida por quase três séculos. Fonte: Expedição Pará

Logo, durante o século XVII, a produção de arroz, cacau, café, cana-de-açúcar, tabaco e o desenvolvimento da pecuária foram fortes inícios para a consolidação da economia.

Por fim, o Estado do Pará se envolveu em alguns conflitos como a Revolução Constitucionalista do Porto e a Cabanagem, iniciada em 1835. Após o declínio do ciclo da borracha, o desenvolvimento agrícola se atenuou. Além disso, houve a ampliação e desenvolvimento do extrativismo mineral na região.

Características do estado

A capital do estado do Pará é Belém, localizado na Região Norte do país. Possui como sigla as iniciais PA. A bandeira do estado é composta por uma faixa branca que simboliza a linha do Equador e o rio Amazonas. Por outro lado, as duas partes vermelhas representam a força da população paraense. Por fim, a estrela localizada no meio, representa o estado do Pará.

Além disso o estado é formado pelas seguintes características:

  • Área: 1.247.954,320
  • Limites: O Pará está localizado no centro leste da região Norte. Tem ao norte o Suriname e o Amapá; a leste o Maranhão e Tocantins, ao Sul, Mato Grosso, a nordeste o oceano Atlântico e noroeste Guiana e Roraima
  • Número de municípios: 144
  • População: 8,1 milhões de habitantes, com base na estimativa do IBGE para 2015
  • Gentílico: quem nasce no Pará é paraense
  • Principais cidades: a capital Belém, Abaetetuba, Altamira, Ananindeua, Barcarena, Castanhal, Itaituba, Marabá, Parauapebas, Redenção, Santarém e Tucuruí
  • Rios mais importantes: Amazonas, Jari, Pará, Tapajós, Tocantins, Tromberas, Xingu.

Conhecendo o estado

De acordo com aspectos geográficos, o estado do Pará apresenta como relevo a planície amazônica ao norte, além de depressões e pequenos planaltos. Assim, com 1906 metros de altitude a Serra do Acari é considerado o ponto mais elevado. Por outro lado, a vegetação se caracteriza por três aspectos: contém a presença de mangues no litoral, cerrado e a Floresta Amazônica.

Pará - História, características, economia, aspectos geográficos do estado
Floresta Amazônica. Fonte: Info Escola

Em relação à economia, o estado se destaca em relação ao extrativismo mineral. Assim, como principal atividade econômica o estado se destaca pela exportação de alumínio e o minério de ferro. Bauxita, manganês, calcário, ouro, estanho também são extraídos no estado. Outros setores que sustentam a economia são a agricultura, a pecuária, o setor de serviços e a indústria. Além disso, o turismo está se tornando uma atividade econômica importante no estado.

A cultura no estado é bastante diversificada sendo espaço para manifestações culturais. Nesse sentido, a cidade de Belém recebe, no segundo domingo de outubro, milhares de devotos na procissão do Círio de Nazaré. A procissão é em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré.

Pará - História, características, economia, aspectos geográficos do estado
Dança da Região Norte, Carimbó. Fonte: Escola Educação

Além disso, as danças e a culinária do estado paraense chamam atenção pela diversidade. Na dança, o carimbó e o lundu são importantes representações da identidade do povo paraense. Outro ponto é o artesanato, responsável por produzir artefatos inspirados em antigas civilizações e com matéria prima encontrada na natureza.

Por fim, na culinária, pratos com influência indígena, portuguesa e africana são famosos. Assim, destacam-se os peixes, molhos apimentados, a maniçoba, açaí, bacaba, castanha do pará, bacuri, entre outros.

Você sabia?

  • O Pará é o maior produtor de pimenta do reino do Brasil;
  • É um dos primeiros na produção de coco da Bahia e banana.
  • São Félix do Xingu é o município com maior produção de banana do País;
  • A indústria paraense se concentra na região metropolitana de Belém;
  • O Produto Interno Bruto (PIB) do estado é de 58.519 bilhões;
  • O Pará eterniza personagens de lendas amazônicas como o Uirapuru e o Boto;
  • Por conta da malária, a taxa de mortalidade infantil no estado é de 23 para cada mil nascidos vivos.

Conhecer um pouquinho mais sobre os estados e a cultura do nosso país é incrível, não é? Então, confere mais temas como as Regiões no Brasil – quais são, estados, capitais, população, características e quais os Climas do Brasil: conheça o clima típica de cada região brasileira.

Fontes: Info Escola, Só Geografia, Mundo Educação

Fonte imagem destaque: Conass

Próxima página »