Geografia

Extrativismo no Brasil: saiba onde é explorado e de que forma acontece

O extrativismo no Brasil é uma atividade econômica que extrai recursos da natureza e consiste em fonte de renda de muitas comunidades.

Atualizado em 12/02/2019

No extrativismo há a exploração dos recursos naturais de uma determinada região. Embora seja uma importante fonte de renda brasileira, o país sofre com a degradação ambiental.

O extrativismo sem limites da madeira, na época do Brasil Colônia, quase extinguiu a Mata Atlântica. Na atualidade, no entanto, é a Floresta Amazônica que está seriamente ameaçada.

Na produção mineral, apesar de manter a economia de diversos municípios, paga-se igualmente um alto preço ambiental. Prova disso são as recentes tragédias ocorridas nas cidades mineiras de Mariana e Brumadinho.

O extrativismo no Brasil: saiba onde é explorado e de que forma isso se dá

O Extrativismo Vegetal

O extrativismo vegetal foi a primeira atividade econômica desenvolvida pela Coroa Portuguesa com a retirada do pau-brasil. Por ser o Brasil uma colônia de exploração, num primeiro momento o colonizador não se interessou pelo cultivo da terra.

Nos dias atuais, o extrativismo vegetal se dá com a retirada de madeira, a coleta de frutos, assim como a borracha.

A polêmica exploração da madeira

O desmatamento segue em ritmo acelerado no Brasil, apesar da intensa fiscalização, além da pressão internacional. Por outro lado, constitui uma importante fonte de renda para a população local.

A exploração descontrolada da madeira é uma forma perversa de extrativismo, posto que causa grande dano ambiental. É assim que quase toda a Mata Atlântica desapareceu e no mesmo destino vai a Amazônia.

O extrativismo no Brasil: saiba onde é explorado e de que forma isso se dá

A floresta plantada pode ser a solução

Uma das alternativas para se preservar as matas brasileiras pode estar nas chamadas florestas plantadas. Esse tipo de extrativismo se destina principalmente à produção de celulose e à construção civil.

O problema são os impactos ambientais, posto que a espécie mais plantada é o eucalipto, que seca as nascentes. O local onde há florestas dessa planta é chamado de deserto verde, já que o uso de água é muito grande.

A borracha não dá mais o lucro de antes

O Ciclo da Borracha já foi uma das mais lucrativas atividades do extrativismo no Brasil, só que atualmente está decadente.

No início do século XX, a Inglaterra contrabandeou mudas de seringueira para a Ásia e lá começou sua produção própria. A concorrência foi tão forte que faliu os produtores brasileiros e encerrou o Ciclo da Borracha. Também há hoje a concorrência com a borracha sintética.

O extrativismo no Brasil: saiba onde é explorado e de que forma isso se dá

Outros vegetais que são explorados

A castanha-do-pará é o produto mais explorado na Região Norte, sendo fonte de renda de milhares de famílias. Ela é um alimento basante nutritivo e é também empregada na indústria de cosméticos.

O palmito é outro item do extrativismo bastante requisitado, só que preocupa ambientalistas por conta dos excessos. Os palmeirais estão comprometidos por conta na extração sem manejo, já que impede a regeneração.

A carnaúba é uma planta nordestina da qual se tira proveito absoluto. A madeira é empregada na construção civil e o fruto é processado e vira farinha. As raízes são usadas no tratamento de doenças e a cera é produto de exportação.

O extrativismo no Brasil: saiba onde é explorado e de que forma isso se dá

O extrativismo na mineração

O Brasil é um país rico em minerais, tais como ouro, prata, estanho, ferro, níquel, manganês, cromo e zinco. As maiores reservas minerais se localizam no Quadrilátero Ferrífero (MG), na Serra dos Carajás (PA) e no Maciço do Urucum (MS).

O minério de ferro é o grande produto da exportação brasileira, posto que 75% do produto utilizado no mundo vem do Brasil. Misturado com o carvão, o minério de ferro se transforma em aço. Sua produção se dá quase toda no chamado Quadrilátero Ferrífero mineiro. Embora gere renda na região, o impacto ambiental é alto.

O rompimento da Barragem do Rio Doce em Mariana, em 2015, e do Córrego do Feijão em Brumadinho, em 2019, são prova disso. O minério de ferro é igualmente encontrado na Serra dos Carajás, no Pará, onde também se extrai  cobre, estanho, bauxita, ouro etc.

Por fim, o petróleo é explorado em plataformas no Oceano Atlântico, pondo o Brasil em 15º lugar no mundo. Já o sal é quase todo extraído no Rio Grande do Norte, que responde por quase toda a produção nacional.

Se você achou interessante ler sobre o extrativismo, vai gostar de uma matéria que fala da barragem de rejeito e desastre ambiental, é hora de mudar os conceitos.

Fonte: Toda Matéria, Só Geografia, Wikipédia, Escola Kids, Info Escola, Todo Estudo, Significados, Estudo Kids, Curso CPT, Mundo Vestibular, Sua Pesquisa.

Fonte das imagens:  Envolve VerdeTratamento de ÁguaAgeflor, Elo 7Canal IBase.