Geografia

Golfo Pérsico, o que é? Definição, história e aspectos geográficos

O Golfo Pérsico é uma parte de mar do Oceano Índico, localizado entre o sudeste do Irã e a península Arábica, também chamado de Golfo Árabe.

Atualizado em 30/06/2020

O Golfo Pérsico é denominado como uma parte de mar do Oceano Índico, localizado entre a região sudeste do Irã e a península Arábica. Por conta disso, também é chamado de  Golfo Árabe pelos países árabes. O braço de mar, como é conhecido a extensão oceânica, fica no coração do Oriente Médio.

A região é, há milhares de anos, parte importante para os países que compõem a localidade do golfo. Isso porque a região é rica em petróleo – uma dos mais ricos reservatórios do petróleo do Planeta – além de ser utilizada como área pesqueira.

De forma geral, o Golfo Pérsico é conectado, por meio do Estreito de Ormuz, com o Golfo de Omã e o Mar Arábico. Possui 240 mil quilômetros de superfície, sendo que o golfo – parte marítima de grande porte – é composto por 990 quilômetros da parte Sul à parte noroeste. Em relação à largura, a extensão marítima é formada, a sudeste, por 55 quilômetros.

Anúncio

História do Golfo Pérsico

Por ser uma região rica em petróleo, o Golfo Pérsico é alvo de diversas disputas. Grande parte da energia do mundo, cerca de 50%, é proveniente do Golfo. Assim, as águas do Oceano Índico, onde se localiza o Golfo, são constantemente protegidas por forças navais. Um dos motivos é evitar que conflitos ocorram no local.

No passado, mais precisamente na Antiguidade, a rota do Golfo já era bastante utilizada. Porém, com a queda da Mesopotâmia, o uso da rota marítima foi deixado de lado. Dessa forma, o domínio da região ficou por conta dos europeus, árabes, persas e turcos.

Golfo Pérsico, o que é? Definição, história e aspectos geográficos
Mais da metade das reservas de petróleo conhecidas no mundo se encontram no Golfo Pérsico.

Em síntese, as disputas entre os países fizeram, em 1853, árabes e Grã Bretanha assinarem uma trégua que durou entre 1820 e 1835. O acordo ficou conhecido como Trégua do Perpétuo Marítimo.

Em seguida, em 1907, a Grã Bretanha foi reconhecida como potência dominante do Golfo pelos xeiques árabes. Ou seja, o reconhecimento culminou no fim aos ataques contra os britânicos. Foram os britânicos que, inclusive, descobriram petróleo na região no mesmo ano, em 1907.

Entretanto, a descoberta do petróleo não causou exploração imediata. Assim, a área só começou a ser explorada após 23 anos, em 1930. Isso porque, a notícia de que havia petróleo bruto no local se tornou de interesse internacional.

Dessa forma, após a Segunda Guerra Mundial, a região do Golfo foi tomada por construções portuárias. Um dos motivos, além do petróleo, era a riqueza na área pesqueira.

Em 1960, a Grã-Bretanha se retirou dos acordos que asseguravam o país como potência do Golfo. Após alguns anos, em 1971, motivado por interesses políticos e econômicos, os Estados Unidos construíram no local uma instalação militar.

Geografia do Golfo

De forma geral, o Golfo Pérsico é uma região do Oceano Índico que faz fronteira com vários países. Ao norte, por exemplo, está o Irã. Já na parte noroeste, se encontram o Iraque e o Kuwait; enquanto a sudoeste, estão Bahrein e o Qatar. Por fim, na parte sul, se localiza os Emirados Árabes e Omã.

O Golfo de Omã e o Mar Arábico são conectados por meio do Estreito de Ormuz. Quando se fala em superfície, a região é comporta por 240 mil quilômetros, sendo 990 quilômetros de comprimento.

Golfo Pérsico, o que é? Definição, história e aspectos geográficos
Mapa de relevo da região do Golfo Pérsico.

Em relação à largura, a extensão marítima é formada por 55 quilômetros, na parte sudeste. Nos demais trechos, de uma margem à outra, a extensão é de 340 quilômetros.

O relevo da região é formado por montanhas na margem iraniana. Enquanto isso, na costa árabe, é possível encontrar praias de areia. De forma geral, o clima é extremamente quente e há escassez de chuva ao longo do ano. Uma das poucas plantas que crescem no local são as tamareiras – tipo de palmeira.

A região do Golfo Pérsico é composta por diversas ilhas, cada uma sobre a administração de um país diferente. A Ilha de Barein, por exemplo, pertence à Arábia. Já Qeshm, maior ilha do Golfo e localizada no Estreito de Ormuz, está sobre domínio do Irã. Além disso, Greater Tunb, Tunb Menor e Kish também pertencem ao Irã.

Conflito Irã-Iraque e Guerra do Golfo

Em 1980, ocorreu uma das mais sangrentas guerras entre Irã e Iraque. O conflito perdurou por 8 anos e foi o gatilho para que a Guerra do Golfo fosse declarada pelos Estados Unidos. Em síntese, o conflito entre Irã e Iraque tinha como objetivo atingir os navios petrolíferos. Enquanto isso, a Guerra do Golfo ocorreu em terra, deixando vários civis mortos.

Golfo Pérsico, o que é? Definição, história e aspectos geográficos
Tropas iraquianas em direção ao Kuwait.

A Guerra do Golfo teve início em 1990 e durou apenas um ano, terminando em 1991. Um dos motivos da guerra foi o domínio do Kuwait, detentor de grandes reservas de petróleo. Além disso, sobre liderança de Saddan Hussein, os iraquianos almejavam aumentar o poder na região.

A disputa foi travada entre iraquianos e as forças de coalizão da Organização das Nações Unidas, constituída por 34 países. Ao final do conflito, 100 mil soldados iraquianos morreram, enquanto 300 soldados perderam a vida do lado dos aliados.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que é Genocídio e qual a definição de Tirania.

Fontes: Toda Matéria, Escola Britannica e Info Escola

Imagens: Petróleo News, BioMania, Mapmania e Aventuras na História

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.