História

Guerra do Golfo – História, causas, países envolvidos e consequências

A Guerra do Golfo foi um conflito dos Estados Unidos contra o Iraque, em 1991. A invasão do Kuwait pelo exército iraquiano iniciou o combate.

Atualizado em 07/11/2019

Transmitida em tempo real pela rede de televisão norte-americana, a Guerra do Golfo ficou mundialmente conhecida em 1991. Dessa forma, foi um conflito envolvendo os Estados Unidos e o Iraque. Os países disputavam as terras do Kuwait e estavam envolvidos em questões geopolíticas.

Nesse sentido, o exército iraquiano invadiu o Kuwait devido ao descontentamento do governo do Iraque. Assim, os atos estavam relacionados a determinadas ações do governo do Kuwait. Dessa forma, os EUA não aceitaram a decisão de invasão e declararam guerra aos povos iraquianos.

Porém, para entendermos os motivos que levaram os EUA a declararem guerra ao Iraque, é necessário entender porque o exército iraquiano invadiu o Kuwait. Dessa forma, vamos entender como a guerra que começou com Iraque e Kuwait, acabou envolvendo outros países.

Anúncio

Histórico da Guerra do Golfo

Sabe-se que a guerra teve início quando o exército iraquiano invadiu as terras do Kuwait, no dia 2 de agosto de 1990. Porém, para que os ataques em agosto iniciassem, fatores do passado foram determinantes. Nesse sentido, eram questão relacionadas a década de 1980 e 1988 com a Guerra Irã-Iraque.

Guerra do Golfo - História, causas, países envolvidos e consequências
Tanques T-72 do exército iraquiano. Fonte: Aventuras na História

Assim, as ações relacionadas a guerra que teve início na década de 1980 tinham o objetivo de resolver interesses internacionais. Dessa forma, o Iraque era usado como instrumento na tentativa de deter os avanços da Revolução Islâmica, em 1979.

Nesse sentido, os iraquianos obtiveram apoio dos Estados Unidos, da Arábia Saudita e do Kuwait. Entretanto, os interesses estavam velados, já que os EUA desejavam enfraquecer o Irã. Por outro lado, Arábia e Kuwait foram responsáveis por emprestar grandes quantias em dinheiro para o então governador do país, Saddam Hussein.

Com o fim da guerra, a economia iraquiana se via desolada em crises. Dessa forma, era preciso fortalecer os polos econômicos e tentar se reerguer no pós-guerra. Assim, a atividade desenvolvida era a venda de petróleo. Entretanto, o governo iraquiano achava baixo o valor da mercadoria, sendo vendido, em meados dos anos 1990, por 21 dólares e, logo depois, por 11 dólares.

Por consequência, o governo iraquiano acreditava que o Kuwait tinha grande influência na queda do barril de petróleo. Isso porque, o Irã acusava o Kuwait de vender e extrair petróleo acima das cotas estabelecidas pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Descontentamento de Saddam Hussein

Os países assim começavam disputas simbólicas em relação ao petróleo. Porém, o líder do Irã, Saddam Hussein, ficou ainda mais intrigado quando os kuwaitianos passaram a cobrar impostos. Os impostos eram referentes à Guerra Irã-Iraque.

Guerra do Golfo - História, causas, países envolvidos e consequências
Fuzileiros navais norte-americanos no Iraque. Fonte: Opera Mundi

Dessa forma, achando o fato inaceitável, Hussein começou a desenvolver um discurso desfavorável em relação ao Kuwait. Por consequência, e por acreditar que o Kuwait pertencia historicamente as terras iraquianas, Hussein ordenou a invasão no dia 2 de agosto de 1990.

Porém, historiadores acreditam que a invasão ao Kuwait não passou de um ato estratégico. Isso porque, com o fortalecimento do Kuwait, a Arábia Saudita poderia ser ameaçada. Além disso, os Estados Unidos dependiam da Arábia Saudita como o grande aliado no Oriente Médio. Logo, a invasão ao Kuwait, tornaria os iraquianos detentores de uma das maiores reservas de petróleo do mundo.

Durante a guerra

A invasão do território do Kuwait foi feita sem muitos esforços, já que as tropas iranianas eram um das maiores do mundo. Isso porque, os anos de guerra com o Irã fortaleceram o exército. Dessa forma, após a invasão, a família real kuwaitiana fugiu e se abrigou em Riad, capital da Arábia Saudita.

Guerra do Golfo - História, causas, países envolvidos e consequências
Tropas do exército se preparam para intervenção militar durante a Guerra do Golfo. Fonte: Cultura

Dessa forma, as proporções causadas pela invasão foram tamanhas que o Conselho de Segurança da ONU se envolveu. Assim, emitiram uma resolução que ordenava a retirada das tropas iraquianas do território o Kuwait. Logo, tropas americanas e britânicas chegaram e se instalaram na Arábia Saudita.

Nesse sentido, durante a Guerra do Golfo, as tropas queriam impedir que os iranianos chegassem a invadir a Arábia. Ou seja, a ação foi feita como forma de previvir um possível ataque. Dessa forma, com o Iraque ignorando todas as resoluções emitidas pela ONU, os EUA iniciaram ataques aéreos contra o Iraque.

Consequências

Por incrível que pareça, os ataques foram transmitidos em rede nacional e em tempo real pelas emissoras de televisão dos Estados Unidos. Por consequência, os ataques atingiram pontos importantes do exército iraquiano. Assim, foram atingidos os locais em que as aramas eram produzidas, além de centros de comando do exército iraquiano, infraestrutura de comunicação etc.

Guerra do Golfo - História, causas, países envolvidos e consequências
Um tanque M-84AB em kuwait, durante a Operação Escudo do Deserto. Fonte: Aventuras na História

Logo, os ataques por terra também foram inciados no dia 24 de fevereiro de 1991. Assim, os ataques comandados pelo general Norman Schwarzkopf tiveram duração de 100 horas. Nesse sentido, os iraquianos iniciaram um processo de fuga e foram rapidamente derrotados.

A Guerra do Golfo teve fim no dia 28 de fevereiro de 1991, quando os Estados Unidos acabaram com as ofensivas militares. Dessa forma, para alguns historiadores, a Guerra do Golfo foi o início dos conflitos entre EUA e Iraque e que perduram até os dias atuais.

Gostou da matéria? Então, não deixe de conferir mais textos aqui no site como, por exemplo, o que foi o 11 de setembro – A história dos atentados terroristas aos EUA, em 2001, além de entender sobre a Guerra na Síria, motivos, contexto histórico e Estado Islâmico.

Fontes: Info Escola, História do Mundo, Revista Galileu

Fonte imagem destaque: Obscura Verdade

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.