Biologia

Reprodução sexuada, o que é? Definição, classificação e como funciona

A reprodução sexuada ocorre quando há a união dos gametas femininos e masculinos, sendo uma característica de reprodução dos seres vivos.

Atualizado em 24/06/2020

Quando falamos em reprodução, existem duas formas de classificação, a assexuada e a sexuada. A reprodução sexuada, neste caso, ocorre quando há a união dos gametas femininos e masculinos, ou seja, o óvulo e o espermatozoide.

A partir da união dos gametas, o zigoto é formado. A geração da vida, e a continuação das espécies, ocorre, então, por meio dos tipos de reprodução. Os seres vivos conseguem, através das fases da reprodução sexuada, transmitir as informações genéticas de geração em geração.

Sendo que, a cada nova geração de vida, as informações genéticas são transmitidas pelos progenitores. Dessa forma, os indivíduos gerados possuem semelhanças com os pais, porém, não são seres idênticos. Dentre os seres vivos, apenas as bactérias e os vírus não realizam esse tipo de reprodução.

Anúncio

Características da reprodução sexuada

A reprodução sexuada é realizada por, praticamente, todos os seres vivos, exceto as bactérias e os vírus que se reproduzem por meio da reprodução assexuada. De forma geral, a reprodução através da união dos gametas ocorre por etapas, sendo elas: produção dos gametas e a fecundação.

Além disso, a classificação pode variar dependendo de fatores como, o ato sexual, fecundação e o desenvolvimento. Ou seja, o ato sexual é separado em monóico ou dióico. Já a fecundação pode ocorrer de forma interna ou externa, enquanto o desenvolvimento ocorre de maneira direta ou indireta, além de interno ou externo.

Reprodução sexuada, o que é? Definição, classificação e como funciona
Processo da reprodução sexuada.

 

A reprodução nos animais, por exemplo, envolve um processo denominado meiose. Neste processo ocorre a divisão celular onde, cada célula ao ser dividida, reduz o número de cromossomos pela metade. Para que o processo ocorra, os gametas – células haploides – se unem para formar o zigoto.

Nos seres do sexo feminino o gameta é denominado óvulo, enquanto nos seres do sexo masculino o gameta é chamado de espermatozoide. Em alguns casos, como as minhocas, o ser consegue produzir os dois tipos de gametas sendo, assim, denominados seres hermafroditas.

Óvulo e espermatozoide

Os óvulos são células maiores que os espermatozoides, sendo produzidos pelo útero de seres do sexo feminino. Quando os gametas masculino e feminino se unem o zigoto é formado. Ou seja, o zigoto é célula formada antes mesmo da divisão celular. Dessa forma, dentro do óvulo, existem diversos nutrientes que são utilizados pelo embrião. O embrião é formado quando o zigoto é fecundado.

Reprodução sexuada, o que é? Definição, classificação e como funciona
Gameta feminino e masculino.

Já os espermatozoides são células menores que o óvulo, sendo produzidas por seres do sexo masculino. Diferente dos óvulos que são células fixas, os espermatozoides conseguem se descolar com facilidade por conta da estrutura. O deslocamento ocorre para que os gametas masculinos e femininos possam se encontrar.

Os espermatozoides possuem, então, uma calda longa que auxilia na movimentação. Entretanto, existem espécies que produzem o gameta masculino sem a característica do flagelo. Como exemplo podemos citar os nematódeos – animais vermiformes (vermes) – que produzem o espermatozoide sem a calda longa.

Etapas da reprodução

A primeira etapa da reprodução sexuada é a produção dos gametas, sendo diferente, por exemplo, nos animais e nas plantas. Para que os gametas possam ser produzidos ocorre, nas gônadas, o processo de meiose – divisão celular onde, cada célula ao ser dividida, reduz o número de cromossomos pela metade.

Nos seres do sexo feminino as gônadas representam os ovários, local onde ocorre a produção dos óvulos. Já nos seres do sexo masculino, as gônadas são os testículos, local onde os espermatozoides são produzidos. Assim, quando ocorre a união entre o gameta masculino (n) e o gameta feminino (n) damos o nome de fecundação.

Reprodução sexuada, o que é? Definição, classificação e como funciona
Etapas da reprodução sexuada.

A célula formada é denominada zigoto, também chamada de célula-ovo, sendo então uma célula diplóide (2n). Na fecundação as informações genéticas presentes no progenitor são transmitidas para a nova célula. As informações genéticas são semelhantes, diferenciando os indivíduos por características físicas.

Além disso, a fecundação pode ocorrer interna ou externamente. Ou seja, na fecundação externa, os gametas se unem no ambiente externo, fora do corpo. Neste caso, as fêmeas depositam os óvulos e os espermatozoides vão de encontro ao gameta feminino. Esse tipo de fecundação ocorre no meio aquático em espécies como os sapos e os peixes.

Já na fecundação interna, os gametas se unem dentro do organismo. Nesse sentido, os espermatozoides são depositados no interior dos seres do sexo feminino e, com a estrutura em calda longa, os espermatozoides “nadam” até chegar ao óvulo. Esse tipo de fecundação ocorre entre as aves, os répteis e os mamíferos.

Reprodução sexuada em plantas

Nas plantas, a reprodução ocorre tanto de forma sexuada, quanto assexuada. Quando as plantas se produzem por meio da reprodução sexuada, os gametas são produzidos nos gametângios. Neste caso, os estames são os gametângios masculinos e os carpelos, os gametângios femininos.

Reprodução sexuada, o que é? Definição, classificação e como funciona
Reprodução sexuada nas plantas.

Assim, para que as plantas possam se reproduzir, grãos de pólen são transferidos por meio do sistema reprodutor. O processo de transferência é denominado polinização.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o é Biodiversidade e quais as características das Células Eucariontes. 

Fontes: Brasil Escola, Info Escola, Toda Matéria e Só Biologia 

Imagens: Estudo Prático, Estudo da Biologia, Todo Estudo, Biologia Ativa e Estudo Prático

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.