Biologia

Sistema Reprodutor, o que é? Definição, órgãos e características

O sistema reprodutor é dividido em feminino e masculino e possui diversos órgãos que são responsáveis pela manutenção da vida.

Atualizado em 27/03/2020

Os seres humanos possuem reprodução sexuada que ocorre por meio da junção entre gametas femininos e masculinos. Sendo assim, possuem o sistema reprodutor, dividido em feminino e masculino tendo, cada um, órgãos e características diferentes. Além disso, é a parte do corpo humano responsável pela manutenção da vida.

A reprodução humana ocorre quando os gametas femininos, denominados de óvulos, são fecundados pelos gametas masculinos, denominados de espermatozoides. A partir da fecundação do óvulo, o ovo, ou zigoto, é formado no útero da mulher. A partir disso, temos um embrião.

Assim, o sistema reprodutor humano abrange características específicas divididas entre o Sistema Reprodutor Feminino e o Sistema Reprodutor Masculino. Além disso, cada um começa a se desenvolver já na adolescência, quando meninas e meninos se tornam aptos a gerar uma vida.

Sistema Reprodutor

Essa parte do corpo humano é também chamado de genital. Assim, é responsável pela reprodução da vida humana. Dentro do sistema reprodutor existem diversos órgãos, internos e externos, repletos de células, hormônios, dentre outras características. Além disso, é dividido entre sistema reprodutor feminino e masculino.

Sistema Reprodutor, o que é? - Definição, órgãos e características
Sistema Reprodutor Feminino. Fonte: SCOPE

Sistema genital feminino

O sistema genital feminino é formado por órgãos internos e externos. No caso das mulheres, os órgãos localizados na parte externa são denominados de vulva. Ou seja, é na vulva onde se localiza os lábios maiores, lábios menores e o clítoris. Já os órgão internos são formados pelos ovários, tuba uterina, útero e vagina.

  • Vulva: é a parte do sistema genital constituído pelos lábios menores, lábios maiores e o clítoris. Ou seja, os lábios menores são responsáveis por proteger a entrada da vagina e da uretra. Já os lábios maiores estão localizados ao redor dos lábios menores junto ao clítoris, localizado acima dos lábios menores. O clítoris é um dos pontos de mais sensibilidade feminina, além de ser formado por tecido erétil.
  • Ovários: local onde os ovócitos são produzidos. Por isso, recebem o nome de gônadas femininas, ou seja, local responsável pela produção dos gametas. Além disso, também produzem os hormônios estrogênio e progesterona.
  • Tuba uterina: representa os dois tubos que ligam os ovários e o útero.
  • Útero: possui formato de pera, além de ser o local onde o embrião se desenvolve, dando origem à vida.
  • Vagina: órgão responsável por receber a penetração masculina no momento da relação sexual, além de ser o canal pelo qual o bebê nasce.

Sistema genital masculino

Assim como ocorre no sistema genital feminino, o sistema masculino também possui órgãos internos e externos. Assim, na parte externa, estão localizados o pênis e o saco escrotal.

Sistema Reprodutor, o que é? - Definição, órgãos e características
Aparelho reprodutor masculino. Fonte: Dr. Paulo

Já na parte interna, o sistema reprodutor masculino é formado por testículo, epidídimo, ducto deferente, ducto ejaculatório e uretra. Além disso, possuem também as chamadas glândulas acessórias, formadas por: vesículas seminais, próstata e glândulas bulbouretrais.

  • Pênis: possui tecido erétil, recebe sangue no momento da excitação sexual, além de o órgão responsável pela cópula.
  • Saco escrotal: local onde os testículos se encontram. A temperatura nessa região é 2º abaixo da temperatura natural do corpo.
  • Testículo: órgão responsável pela produção dos gametas masculino, ou seja, o espermatozoide. A área onde são produzidos é denominada de túbulos seminíferos. Além disso, é o órgão responsável pela produção do hormônio testosterona.
  • Epidídimo: local onde os espermatozoides ficam para que completem a fase de maturação. Fica localizado acima dos testículos.
  • Ducto deferente e ejaculatório: órgão que sai dos epidídimos e se encontram com o ducto da vesícula seminal. A partir disso, formam os ductos ejaculatórios.
  • Uretra: se localiza no pênis, sendo o canal pelo qual o sêmen e a urina passa. Assim, é um órgão que faz parte tanto do sistema excretor quanto do sistema reprodutor.
  • Vesículas seminais: secreção caracterizada pela presença de frutose, responsável pela energia dos espermatozoides, além de formarem cerca de  60% do sêmen.
  • Próstata: responsável pela produção de uma secreção rica em enzimas anticoagulantes e citrato que são ricas em nutriente para os espermatozoides.
  • Glândulas bulbouretrais: Produz uma secreção que limpa a uretra antes da ejaculação.

A regulação hormonal

Os hormônios sexuais começam a agir no corpo humano fase denominada de puberdade. Assim, meninos e menias apresentam alterações no corpo como o crescimento de pelos pubianos, a voz muda e corpo começa a tomar forma.

Sistema Reprodutor, o que é? - Definição, órgãos e características
Durante a puberdade, meninas e meninos apresentam alterações por conta dos hormônios sexuais. Fonte: El – Mann

Nas meninas, os hormônios sexuais responsáveis pelas várias mudanças é denominado de estrógeno e progesterona, produzidos nos ovários. Assim, durante a puberdade, é comum o aparecimento de pelos na região dos órgãos sexuais e nas axilas, desenvolvimento das mamas e alargamento dos quadris.

Em relação aos meninos, o hormônio sexual produzido é denominado de testosterona, produzido nos testículos. Dessa forma, com a liberação desse hormônios os meninos apresentam o surgimento de barba e bigode, pelos na região pubiana e sofrem alteração de voz.

O ato sexual

Os seres humanos possuem reprodução assexuada, ou seja, ocorre a divisão celular por meiose e a fecundação. Assim, para que um embrião seja formado, é necessário a penetração do órgão genital masculino no órgão genital feminino.

Em síntese, durante o ato sexual, ocorre o que chamamos de ejaculação. Ou seja, o homem libera, pela uretra, uma quantidade de espermatozoides contendo sêmen. A quantidade de espermatozoides liberada pode chagar a 300 milhões. Entretanto, grande parte dos espermatozoides, ao entrar em contato com as substâncias ácidas existentes na vagina, acabam morrendo.

Assim, após a liberação dos espermatozoides, eles vão de encontro aos óvulos, localizados nos ovários. Entretanto, a fecundação só ocorre caso a mulher esteja no período fértil e, durante o ato sexual, não estiverem usando nenhum método contraceptivo.

Além disso, existem doenças que podem ser transmitidas através do ato sexual, são as chamadas Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). As mais comuns são:

  • HPV (papilomavírus humano)
  • Gonorréia
  • Sífilis
  • Herpes genital
  • Hepatite C
  • Candidíase
  • HIV (Aids)

Métodos contraceptivos

São métodos que impedem que o processo da união entre espermatozoide e óvulo aconteça. Alguns métodos são irreversíveis, como no casa da laqueadura e da vasectomia.

Sistema Reprodutor, o que é? - Definição, órgãos e características
Tipos mais comuns de métodos contraceptivos. Fonte: Saúde Abril

Em síntese, a laqueadura é feita através de um procedimento cirúrgico em que as trombas uterinas são obstruídas. Assim, o espermatozoide não consegue chegar até os óvulos da mulher. Já a vasectomia é o processo cirúrgico feitos nos homens para impedir a movimentação dos espermatozoides.

Além desses métodos, existem métodos mais simples, como:

  • pílula anticoncepcional feminina;
  • camisinha feminina e masculina;
  • Diafragma – dispositivo coloca na vagina para impedir a passagem dos espermatozoides;
  • Dispositivo intra-uterino (DIU), colocado cirurgicamente dentro do útero, impedindo a implantação do embrião caso ocorra fecundação.

O que achou da matéria? Se gostou, corre pra conferir quais são os órgãos que compõem o Sistema Digestivo e qual a função do Intestino Delgado. 

Fontes: Brasil Escola, Biologia Net e Quero Bolsa

Fonte imagem destaque: Estudo Prático

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.