Biologia

Aves – Principais tipos, estrutura física, circulação, respiração e digestão

Aves são uma classe de seres vivos vertebrados caracterizada pela presença de penas, um bico sem dentes, oviparidade de casca rígida e etc.

Atualizado em 27/01/2020

Você sabe quais são as principais características das aves? Não? Então, não se preocupe que nós aqui do Conhecimento Científico vamos explicar tudinho para você.

Pois bem, as aves são animais que possuem como aspecto principal o sangue quente, ou seja, são classificados como homeotérmicos. Além disso, é possível observar características muito comuns como a presença de penas, bico, coração com quatro câmaras, sendo dois átrios e dois ventrículos, além do esqueleto considerado leve.

Ao todo, são registradas aproximadamente 9000 espécies diferentes de aves. A predominância é no ar, porém, esses animais ocupam diferentes tipos de ambientes. Isso se explica justamente pela capacidade de adaptarem o corpo a temperaturas altas, assim como os mamíferos.

Visto isso, existem aves de diferentes tamanhos e tipos como o beija-flor e o avestruz. Entretanto, é importante destacar que todos os pássaros são aves, porém, nem todas as aves são pássaros.

Características das Aves

Em síntese, as aves apresentam características distintas e, além disso, são classificadas como as que voam e as que não voam. Ou seja, as aves de ratina são aquelas em que o voo não é possível ou é apresentado de forma limitado. Assim, podemos citar animais como o pinguim, avestruz, quivi, e o dodo, ave já extinta.

Aves - Principais tipos, estrutura física, circulação, respiração e digestão
Fonte: Wild for life

Outros aspectos, além do voo, que fazem parte das aves é em relação à temperatura corporal, as penas, a pele e o canto.

Temperatura corporal

Uma das características responsáveis pela adaptação das aves em qualquer ambiente está ligada ao sangue quente que possuem. Ou seja, as aves são homeotérmicas ou endotérmicas. Assim, conseguem manter a temperatura corporal independentemente da temperatura que se encontra no ambiente. Dessa forma, para que isso ocorra, as aves necessitam de muita energia, o que ocasiona no metabolismo elevado desses animais.

Penas

As penas são uma característica exclusiva desses animais. Além de funcionaram como protetor térmico, também servem como camuflagem e são usadas para atrair os animais do sexo oposto. Nesse sentido, essa característica é bastante observada nos pavões, que possuem grande quantidade de penas para atrair a fêmea. Geralmente, os machos apresentam penas mais abundantes.

Voo

O voo é uma característica importante da ave porque possui diferentes funções. Ou seja, a partir dessa habilidade, esses animais conseguem habitar diferentes locais, fugir de predadores, encontrar de diferentes formas o alimento. Além disso, conseguem ter uma visão ampla dos ambientes, além de conseguirem migrar quando há a alteração climática.

Aves - Principais tipos, estrutura física, circulação, respiração e digestão
Fonte: Bio Blog

Em relação ao voo, as aves são classificadas em carinatas e ratitas. As carinatas são aquelas em que há a presença da carena, quilha no osso esterno, característica que possibilita o voo. Entretanto, existem aves que podem realizar apenas voos curtos, como no caso das galinhas. Já as aves que não possuem carena, são denominadas ratitas. Ou seja, não podem voar. Alguns exemplos são a ema e o avestruz.

Pele

As principais particularidades em relação à pele estão na presença da queratina, o fato de ser impermeável e seca. Além disso, alguns animais possuem uma espécie de auxiliador de hidratação, as chamadas glândulas uropigianas. O pato é um dos animais que fazem, constantemente, esse processo de hidratação ao esfregarem o bico na cauda antes de entrarem na água. Isso facilita, por exemplo, na questão da flutuação.

Canto

Aves - Principais tipos, estrutura física, circulação, respiração e digestão
Fonte: Arenales

O canto é outra característica marcante da ave. Esse efeito é produzido por um órgão chamado de siringe. Dessa forma, o canto é utilizado como forma de comunicação, bem como para a atração sexual, demarcação de território, atração sexual dentre outros pontos.

Sistema Respiratório

O pulmão desses animais é formado por para-bronquíolos. Assim, as trocas gasosas ocorrem, já que não há a presença de alvéolos. Além disso, nos pulmões existem uma espécie de sacos aéreos que estão presentes, até mesmo, dentro dos ossos.

Sistema digestivo e reprodutor

O bico é a principal característica em relação à alimentação. Assim, como não possuem dentes, os alimentos passam por um tubo digestivo formado por papo e moela. Assim, no papo é onde o alimento passa um certo período até amolecer, sem seguida, é triturado na moela. Após o procedimento digestivo, o alimento é eliminado pela cloaca. A cloaca integra tanto sistema digestivo como o sistema reprodutor desses animais.

Aves - Principais tipos, estrutura física, circulação, respiração e digestão
Fonte: Eisco

As aves entram no grupo dos animais ovíparos. Dessa forma, produzem ovos que saem pela cloaca. A casa do ovo é revestida por um camada de carbonato de cálcio onde há a troca de gás entre o ambiente e o embrião. Além disso, o interior do ovo é formado por clara e gema, que servem como proteção e reservas alimentares.

Classificação

Em síntese, existem cerca de 9000 espécies de aves classificadas em todo o mundo. De acordo com estudos, as aves são advindas dos dinossauros onde teriam desenvolvido a capacidade de voar ainda na era Mesozoica. Atualmente, os grupos de aves são classificados no subfilo Vertebrata do filo Chordata. Sendo assim, existem algumas classificações de acordo com as 9000 aves existentes, sendo elas:

  • Tinamiformes (Macucos, inambus, codornas)
  • Casuariiformes (Emus e casuares)
  • Rheiformes (Emas e nandus)
  • Struthioniformes (Avestruz)
  • Dinornithiformes (Kiwis)
  • Galliformes (Mutuns, jacus, aracuãs, faisões, perus)
  • Anseriformes (Patos, gansos, cisnes, tachãs, anhumas)
  • Passeriformes (Pássaros – Pardal, Bem-te-vi)
  • Piciformes (Pica-paus, tucanos, arirambas, araçaris)
  • Coraciiformes (Martins-pescadores, juruvas)
  • Trogoniformes (Surucuás)
  • Coliiformes (“mousebirds“)
  • Apodiformes (Beija-flores, andorinhões)
  • Caprimulgiformes (Bacuraus, curiangos, urutaus)
  • Strigiformes (Corujas)
  • Cuculiformes (cucos, cigana)
  • Gruiformes (Saracuras, pavãozinho-do-Pará, grous, seriemas)
  • Charadriiformes (Gaivotas, quero-quero, batuíras, trinta-réis)
  • Columbiformes (Pombos, rolinhas)
  • Falconiformes (Gaviões, carcarás, águias, condores)
  • Ciconiiformes (Garças, socós, cegonhas, curicacas, colhereiros, urubus)
  • Pelecaniformes (Atobás, biguás, fragatas, pelicanos)
  • Podicipediformes (Mergulhões)
  • Sphenisciformes (Pinguins)
  • Gaviiformes (“Loons“)
  • Phoenicopteriformes (Flamingos)
  • Musophagiformes (Turacos)

O que achou da matéria? Se gostou, corre pra conferir outros textos aqui no site como, por exemplo, quais as características dos animais vertebrados.

Fontes: Toda Matéria, Só Biologia e Info Escola

Fonte imagem destaque: Terra Zoo

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.