História

Baixa Idade Média – Contexto, eventos marcantes, avanços da época

Baixa Idade Média caracterizou-se pelo renascimento comercial e urbano, provocado pela abertura do Mediterrâneo no movimento das Cruzadas

Atualizado em 24/01/2020

A Idade Média é dividida em dois períodos denominados de Alta Idade Média e Baixa Idade Média. Assim, a Baixa Idade Média, compreendida entre os séculos XI e XV, é caracterizada pelo enfraquecimento do feudalismo e a transição para o capitalismo. Além disso, o auge da cultura medieval com a união dos romanos e germânicos aconteceu durante a Baixa Idade Média.

Além da crise do feudalismo, outras características que marcaram o período foram as Cruzadas, o renascimento do comércio e o renascimento urbano. Devido as inovações que ocorrem na agricultura, os feudos não eram mais capazes de suportar o crescimento populacional. Isso porque, os comerciantes almejam cada vez mais o lucro a partir das produções agrícolas.

Nesse sentido, os primeiros burgos – cidades muradas autogovernadas – começaram a se desenvolver. Isso porque, comerciantes e artesões se concentravam em frente à igrejas e mosteiros para venderem os produtos que fabricavam. Assim, começaram a desenvolver a atividade comercial nesses lugares.

Eventos marcantes da Baixa Idade Média

A Baixa Idade Média pode ser classificada pela presença de algumas características importantes, como a crise do feudalismo, as Cruzadas, renascimento comercial e urbano. Além disso, esse período da Idade Média abarca diversas mudanças em relação à economia, religião, política e a cultura.

A crise do Feudalismo

Durante a Idade Média o sistema feudal, ou feudalismo, era constituído por ser um modo de organização político e social. Além disso, era baseado nas relações de exploração servil. Entretanto, o sistema econômico começou a decair a partir do século XI. Isso porque, novas técnicas de agricultura foram desenvolvidas, ocasionado no crescimento da população que necessitava de mais espaço para as produções.

Baixa Idade Média - Contexto histórico, características e como terminou
Feudalismo era uma combinação de estratégias legais, militares e políticas que foram amplamente aplicadas em toda a Europa medieval. Fonte: Tricurioso

Dessa forma, as produções começaram a ser comercializadas pelos produtores agrícolas. Nesse caso, o comércio evoluiu a partir das técnicas desenvolvidas na época por meio do uso de arado de ferro e o aperfeiçoamento dos moinhos hidráulicos. Com isso, as mudanças em relação as sociedades rurais europeias logo se tornaram grandiosas.

Cruzadas

Organizadas pelos católicos europeus, as Cruzadas eram expedições militares feitas com o intuito de se libertar dos muçulmanos e do Santo Sepulcro. Além disso, tinham como objetivo a dominação das rotas de comércio oriental que, consequentemente, eram controladas por muçulmanos e bizantinos.

Baixa Idade Média - Contexto histórico, características e como terminou
Pintura representa batalha entre os cavaleiros cruzados e as tropas muçulmanas. Fonte: Revista Galileu

Assim, entre os séculos XI e XII, foram realizadas oito expedições à Terra Santa. As expedições ocasionaram no abandono dos muçulmanos ao território que localizava-se próximo ao Mar Mediterrâneo. Dessa forma, cidades como Gênova e Veneza se beneficiaram das decisões durante esse período.

Renascimento comercial e urbano

As rotas criadas durante as Cruzadas torna-se lucrativas e importantes com o passar do tempo. Isso porque, Gênova e Veneza eram pontos de partida para que o comércio se movesse no Mediterrâneo. Como resultado das rápidas mudanças no comércio marítimo, o consumo de produtos luxuosos como seda, tapetes, joias e principalmente especiarias, como cravo, canela, pimenta-do-reino, gengibre, etc tornou-se cada vez mais frequente.

Baixa Idade Média - Contexto histórico, características e como terminou
Construção das primeiras casas durante a Baixa Idade Média, simbolizando o renascimento urbano. Fonte: Blog da arquitetura

Em relação ao renascimento urbano, a sociedade começou a crescer e evoluir após as mudanças vindas da agricultura. Isso porque, as pessoas necessitavam cada vez mais de espaço para o crescimento comercial. Assim, começaram a construir cidades que, geralmente, ficavam localizadas próximas aos rios e brugos.

Foi, a partir desse modo organizacional que a burguesia nasceu. Assim, formada por artesões, mercadores, banqueiros e donos de companhias de comércio, a burguesa se desenvolvia cada vez mais por meio do comércio. Por consequência, houve o surgimento do capitalismo e, assim, novas formas de comércio e profissões foram surgindo.

Você sabia?

  • O primeiro banco público do continente europeu foi fundado em 1407, na cidade italiana de Gênova;
  • A principal característica da Baixa Idade Média foi o renascimento urbano;
  • A Guerra dos Cem Anos, entre França e Inglaterra, teve início na Baixa Idade Média;
  • Grandes transformações religiosas e culturais aconteceram durante esse período.

O que achou da matéria? Se gostou, corre pra conferir o que foi a Segunda Revolução Industrial e como ela influenciou o mundo como ele é hoje.

Fontes: Sua Pesquisa, Info Escola, Toda Matéria

Fonte imagem destaque: História Total

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.