História

Comércio – conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades

O comércio, que começou como uma simples troca de mercadorias, se aperfeiçoou com o tempo, internacionalizou, sendo hoje usado até como arma de guerra.

Atualizado em 31/05/2019

O comércio pode ser conceituado como a troca espontânea de produtos. Se essa troca de der entre dois comerciantes, ela será bilateral, mas se dela participar mais gente, multilateral.

Muitas guerras já foram travadas pela conquista de importantes rotas comerciais, a exemplo das Guerras Púnicas. E foi por conta dessas rotas que se iniciaram as Grandes Navegações, que culminaram no descobrimento da América.

Em muitos casos, no entanto, o comércio foi usado como estratégia de guerra. Foi assim no Bloqueio Continental que Bonaparte impôs aos ingleses. E mais recentemente os Estados Unidos vem empregando embargos econômicos a países que deseja atingir.

Contexto Histórico

O comércio faz parte da história da humanidade desde o tempo das cavernas, quando o homem primitivo barganhava suas caças. E foi se desenvolvendo no correr dos séculos, posto que a ambição humana nunca teve limites.

Civilizações inteiras floresceram aperfeiçoando a arte da troca de mercadorias, como é o caso dos povos da Mesopotâmia. Na crescente fértil era intensa a negociação comercial, tanto que foi preciso criar a escrita cuneiforme, além de aprender a calcular.

Comércio - conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades

Outro exemplo antigo foram as Guerras Púnicas, que se deram entre Roma e Cartago de 264 a.C. 146 a.C.. Os conflitos foram pela supremacia comercial no Mar Mediterrâneo, uma rota comercial de suma importância.

O comércio também impulsionou as Grandes Navegações, que levaram ao descobrimento das Américas pelos europeus. Com a tomada de Constantinopla pelos turcos otomanos, não havia como chegar à Índia pelo caminho tradicional.

E na Índia era onde se compravam especiarias (temperos), perfumes raros, joias fabulosas. Então foi preciso encontrar um novo itinerário para lá, o que culminou na chegada de Colombo na América.

O aperfeiçoamento do comércio

Quando a população mundial cresceu demais e já não cabia nos feudos, a Idade Média foi abalada. As pessoas migraram em massa para as cidades, que eram chamadas de burgues.

Ali havia pequenos mercados, onde comerciantes expunham e trocavam mercadorias. Com o passar do tempo, esses barganhadores prosperaram, enriqueceram, surgindo aí a burguesia.

Comércio - conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades

Essa mesma burguesia financiará a Revolução Industrial inglesa, no século XVIII, consequentemente abrindo novos mercadores consumidores. Era preciso comercializar as mercadorias produzidas em série, conquanto necessitava-se urgente de mais comércio.

Essa fome inglesa por mais consumidores mudará a história, posto que incentivará inclusive a proibição do tráfico negreiro.

As formas comerciais mais modernas

A base do comércio é a troca espontânea de mercadorias, do contrário haveria o confisco, ou um crime e por aí vai. Na troca direta, os comerciantes exaltam as qualidades dos próprios produtos e, após troca de propostas, se chega a um consenso comum.

Comércio - conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades

Essas trocas podem ser bilaterais, mais simples, ou multilaterais, que envolvem várias pessoas, e inclusive internacionais. O importante é fazer circular as mercadorias, fomentar o intercâmbio cultural e gerar riquezas.

O contrário a isso era a Idade Média, posto que ali se ficava trancado num feudo ou num castelo. Pouco se praticava de comércio, já que quase tudo pertencia ao senhor feudal ou ao rei. Mas com o crescimento das cidades, um novo mundo de oportunidades surgiu.

A simples troca de mercadorias se chama escambo, forma comercial que dominou boa parte da história da humanidade. No século VII a.C., no entanto, surgiram as primeiras moedas, que eram rudimentares, mas que ajudaram na evolução do comércio.

O crescimento do uso das moedas

O Estado passou a cunhar moedas em grande quantidade e a supervisionar o comércio, diminuindo assim o escambo. Com o tempo, o dinheiro ganhou tanta importância que fomentou crimes, invasões, guerras. O comércio nunca mais foi o mesmo.

Comércio - conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades

Os comerciantes então passaram a trocar indiretamente seus produtos, já que nessa negociação começou a entrar o dinheiro. Às mercadorias se deu um valor monetário, fato que regulou toda a sistemática do sistema comercial vigente.

A negociação de produtos tem que beneficiar os negociadores, já que do contrário um deles não participaria do acordo. Mas uma das partes pode ser explorada em prejuízo de suas finanças, só que aí não haverá a livre negociação.

Uma mercadoria pode ter um custo de produção diferente, dependendo do local onde é cultivada, extraída ou fabricada. Daí vem a importância de se dar preço fixo aos produtos, assim como pagá-lo com moedas.

O comércio nas relações internacionais

Quando o comércio se aperfeiçoou e ganhou contornos internacionais, grandes mercadores decidiram negociar seus tesouros. Reunidos na casa de Van der Burse, em Bugres, na Bélgica, em 1487 decidiram comprar e vender moedas, metais preciosos etc. Nascia aí a bolsa de valores. Só que apenas no século XIX começou o comércio de valores imobiliários, ou títulos financeiros.

Comércio - conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades

Em 1º de janeiro de 1995, foi criada a Organização Mundial do Comércio (OMC), com a finalidade assistir e orientar as práticas comerciais internacionais.

A OMC tem ajudada na dissolução de muitas demandas envolvendo grandes potências. Acabou se tornando uma corte arbitral a quem os países membros recorrem para dirimir suas perlengas comerciais.

O comércio como arma de guerra

Vale ressaltar também as uso dos embargos econômicos, comerciais e financeiros como arma de guerra. Isso já foi usado pelos Estados Unidos, por exemplo, contra Cuba, Irã, Coreia do Norte e, mais recentemente, Venezuela. Infelizmente, quando a economia do país é afetada, quem primeiro padece é a população mais carente.

Comércio - conceito, onde surgiu, como se desenvolveu e atualidades
Em época mais antiga, vale lembrar o famoso Bloqueio Continental imposto por Bonaparte à Grã-Bretanha. Em 21 de novembro de 1806, o Imperador Francês assinou um decreto que proibia os navios ingleses de atracarem em portos dominados pela França. O objetivo desse bloqueio era, nitidamente, enfraquecer a economia britânica.

Merece menção também a união de países em blocos econômicos, como o Mercosul e a União Europeia. A queda de fronteiras alfandegárias tem o intuito de fortalecer a união entre países membros, já que o mundo está cada vez mais globalizado.

E se você curtiu esse artigo, vai gostar também de ler sobre o Mercosul, o que é, como funciona e o que significa para a economia?

Fonte: Comércio, Brasil Escola, Estudo Prático, Brasil Escola, Hora da Escola, Conceitos, Trabalhos Feitos, Mega Curioso.

Fonte das imagens: Sebrae, CulturaYoutube, Hora do Povo, Euro Dicas, Youtube, Slide Player.