Biografia

Mao Tsé-Tung, quem foi? Biografia, governo da China e comunismo

Conhecido como a figura mais poderosa do Partido Comunista Chinês, Mao Tsé-Tung foi duramente perseguido pelos nacionalistas.

Por Kariny Bianca

Mao Tsé-Tung foi estadista chinês entre 1949 e 1959, liderando tropas e mantendo-se influente até sua morte. Mais conhecido como o grande líder da Revolução Chinesa, também foi o fundador da República Popular da China. Assim, ele cresceu na fazenda com a família, vivendo a realidade dos camponeses.

Quando se declarou comunista, o partido no qual participava foi duramente perseguido pelos nacionalistas. Esta rivalidade resultou na Guerra Civil Chinesa, a Grande Marcha, e a Segunda Guerra Sino-Japonesa. Isto porque, os dois partidos se enfrentaram até que os comunistas venceram definitivamente.

Por isso, vamos conhecer um pouco mais sobre a vida de Mao Tsé-Tung, seu governo na China e as batalhas que enfrentou em nome do Comunismo. Ademais, as ações à frente da presidência envolveram sensibilidade quanto aos trabalhadores rurais, mortes dos senhores feudais e a fome que dizimou o país.

Quem foi Mao Tsé-Tung?

Mao Tsé-Tung, mais conhecido como Mao Zedong, era filho de Wen Qimei e Mao Yichang. Nasceu no dia 26 de dezembro de 1893, na Shaoshan, província de Hunan, na China.

Mao Tsé-Tung
DW

O pai de Mao Tsé-Tung era um fazendeiro de boa condição financeira, por isso, mandou o filho para estudar em um colégio confucionista até completar 13 anos. Assim, o jovem retornou para trabalhar na propriedade da família.

Dessa forma, quando ainda adolescente, era considerado rebelde, ainda mais quando não aceitou se casar de forma arranjada pelo seu pai.

Nesse meio tempo, decidiu ir embora da fazenda para se dedicar à escola de magistério em Changshga e estudar o pensamento ocidental. Posteriormente, serviu o exército nacionalista durante seis meses, retornando a Changshga como diretor de escola primária.

Além de trabalhar na Universidade de Pequim como bibliotecário, Mao Tsé-Tung acabou se tornando comunista por influência de seu amigo Li Dazhao, o mesmo que o indicou para o emprego.

Assim, os dois organizaram um grupo de estudos sobre marxismo. Ao passo que, Mao entrou para o Partido Comunista Chinês (PCCH) em 1921, este que foi fundado por Dazhao.

Sobretudo, a União Soviética tinha como estratégia uma aproximação do PCCH com o Partido Nacionalista, também conhecido como Kuomintang. Assim, o objetivo era unir os dois para realizar uma revolução na China.

Por outro lado, Mao Tsé-Tung percebeu a importância de mobilizar os camponeses na luta por direitos e defesa de ideais. Ainda mais, ele assumiu o comitê do partido em Xangai, enquanto uma Guerra Civil se formava na China.

Guerra Civil Chinesa

Em suma, Kuomintang passou a ser liderada pelo conservador Chiang Kai-shek, que iniciou uma perseguição aos comunistas. Posteriormente, esse conflito entre os dois partidos culminou na Guerra Civil Chinesa.

Revolução Chinesa
Lavra Palavra

O partido comunista criou o exército vermelho para se defender dos ataques de Kuomintang. Dessa forma, Mao Tsé-Tung foi nomeado comandante da tropa, lutando nas províncias de Hunan e Jiangxi.

Em geral, a forma como os camponeses chineses eram explorados pelos senhores feudais incomodava Mao, assim ele ficou convencido de que apenas um enfrentamento armado resolveria o problema.

No entanto, os membros do partido inimigo sequestraram a irmã e a segunda esposa de Mao Tsé-Tung, em 1930. As duas não aceitaram renunciar o comunismo publicamente, por isso, foram decapitadas. Mesmo assim, Mao não desistiu, ele fundou o Soviete de Jiangxi, onde tornou-se presidente.

Mais de 100 mil soldados de Mao fugiram das tropas do Kuomintang em 1934, isto aconteceu nas montanhas de Jiangxi. Esta fuga foi denominada de “Grande Marcha”, visto que os homens percorreram dez mil quilômetros para fugir dos ataques.

Sobretudo, apenas 10 mil soldados sobreviveram, pois alguns morreram de fome, cansaço ou na batalha. Após isso, a batalha terminou apenas em 1935, momento em que Mao Tsé-tung se estabeleceu como líder do PCCH em Yan’n.

Governo de Mao Tsé-Tung

Antes de tudo, a China entrou em guerra contra o Japão, em 1937, resultando na conquista dos japoneses, que tomaram as cidades de Pequim, Nanquim e Xangai.

Esta foi a Segunda Guerra Sino-Japonesa, que suavizou a rivalidade entre nacionalistas e comunistas, visto que tiveram que unir forças para vencer os japoneses.

Mao Tsé-Tung
Causa Operária

A partir disso, os japoneses foram derrotados, em 1945, mas a disputa entre nacionalistas e comunistas foi reiniciada. Por conseguinte, o apoio dos Estados Unidos foi para os nacionalistas, visto que a União Soviética ficou do lado dos comunistas.

Nesse sentido, Mao Tsé-tung derrotou os nacionalistas, em 1949, inaugurando a República Popular da China e tornando-se governante do país. Uma de suas primeiras medidas foi a recuperação econômica da China com apoio financeiro da União Soviética.

Ao mesmo tempo, realizou campanhas contra os “inimigos do Estado” e os corruptos, resultando em julgamentos, humilhações em público e condenações, inclusive para ex-membros do Kuomintang. Entre as condenações estava o pagamento de multa, envio para campos de trabalho forçado e até execução.

Certamente, Mao implantou uma reforma agrária, onde o governo tomou terras dos senhores feudais e distribuiu para os camponeses que não tinham como sobreviver. Ao passo que, cerca de dois milhões de pessoas foram executadas neste processo que durou décadas.

Em síntese, Mao estabeleceu o Grande Salto à Frente em 1958, quando a ideia era deixar a produção de alimentos para desenvolver aço. Como resultado, houve uma Grande Fome na China entre 1959 a 1961, visto que a produção agrícola caiu drasticamente.

O governo comprava grãos de nações ocidentais para tentar amenizar a crise. Mesmo assim, cerca de 20 a 40 milhões de pessoas morreram de fome.

Fim do governo comunista

Mao Tsé-tung resolveu abandonar a presidência da China, em 1959. Mesmo assim, ainda era a figura mais poderosa do Partido Comunista Chinês. De antemão, Liu Shaoqi se tornou o novo governante do país.

Mao Tsé-Tung, quem foi? Biografia, governo da China e comunismo
Visão Sapo

No entanto, o Grande Salto foi duramente criticado pela oposição, influenciada por Liu. A repercussão foi tanta que Mao declarou uma Revolução Cultural, entre 1966 e 1976. Além disso, houve a destruição do sistema de ensino superior da China e a morte de milhões de pessoas.

Por fim, Mao Tsé-Tung sofreu três ataques cardíacos , sendo o último em 9 de setembro de 1976, quando foi fatal. O estadista chinês morreu aos 82 anos, na cidade de Pequim, na China. Ademais, os historiadores contabilizam cerca de 40 a 70 milhões de mortos durante as ações de Mao.

A saber, Mao Tsé Tung passou por três casamentos e teve 10 filhos. As esposas foram, nesta ordem: Luo Yixiu (1907-1910); Yang Kihui (1921-1927); He Zizhen (1928-1939) e Jiang Qing (1939-1976).

Por fim, o que achou dessa matéria? Se gostou, confira também: Tibério, quem foi? Biografia, reinado e influência no Império Romano

Fontes: Brasil Escola, InfoEscola, e Educação Uol

Imagens: DW, Lavra Palavra, Político, Causa Operária, e Visão Sapo

Próxima página »