História

Nacionalismo – o que significa e como surgiu no Brasil e no mundo

Determinante para a formação dos primeiros Estado-nações contemporâneos, o nacionalismo surgiu em meados do século XIX, na Europa

Atualizado em 05/02/2020

O nacionalismo foi uma ideologia que surgiu para aplicar um fenômeno comum no século XIX: a afirmação dos Estados-Nações da Europa.

O termo é comumente utilizado para explicar um sentimento de pertencimento a uma cultura, a uma região, uma língua ou a um pouco. Alguns teóricos também defendem que esse pertencimento pode ser definido por uma raça.

O nacionalismo surgiu pela primeira vez na França, após as conquistas de Napoleão na Europa. Nesse cenário, cada país sentiu a necessidade de criar uma identidade própria, a fim de se diferenciar da França.

Conceitos de Nação e Estado

Nacionalismo - o que significa e como surgiu no Brasil e no mundo
Edição do Brasil

Para entender o que é nacionalismo, é preciso compreender os conceitos de Nação e Estado.

Uma nação é uma comunidade unida por uma tradição comum, seja ela formada por uma mesma etnia, cultura ou língua. Já um Estado é uma entidade administrativa que protege o território.  Isso quer dizer que dentro de um Estado podem existir várias nações. Além disso, podemos afirmar que todo Estado é uma nação, mas nem toda nação é um Estado soberano.

Só para ilustrar melhor, podemos falar das nações indígenas do Brasil. São povos que mantêm sua cultura, língua e diferenças étnicas, mas não são soberanos como Estado. O mesmo exemplo se aplica a vários outros povos ao redor do mundo, como o caso dos curdos.

Nacionalismo

Nacionalismo - o que significa e como surgiu no Brasil e no mundo
Bem Blogado

O nacionalismo originado na França reunia um conjunto de sentimentos, atitudes e ideias que ajudaram a formar os Estados-nações como conhecemos hoje. Esses Estados carregavam noções de Constituição democrática que garantiam soberania e cidadania.

Esses valores do nacionalismo foram fundamentais, por exemplo, para a Unificação Alemã e a Unificação Italiana. Antes da difusão dos ideais, esses territórios eram formados por vários estados pequenos e independentes entre si, mas com um mesmo passado.

Em resumo, o nacionalismo tem dois conceitos: um ideológico e um político. O ideológico corresponde à identidade nacional, que diz respeito à etnia, línguas e cultura. Por outro lado, o político inclui as ações que garantem a soberania nos assuntos internos e externos.

No Brasil, o nacionalismo foi utilizado para justificar atitudes políticas como o golpe republicado, a fim de espalhar valores de um novo país moderno. Mais tarde, voltou a ser utilizado para justificar a criação das estatais Petrobras e Companhia Siderúrgica Nacional, no Estado Novo, bem como na promoção da ditadura militar.

Patriotismo e Ufanismo

Nacionalismo - o que significa e como surgiu no Brasil e no mundo
Diário do Comércio

Existem dois conceitos diretamente ligados aos valores do nacionalismo: patriotismo e ufanismo.

O patriotismo aborda a identificação e exaltação de um indivíduo com a pátria, além de seus compatriotas. Isso está diretamente ligado ao desejo de pertencimento ao passado, política e cultura da nação. Apesar de alguns autores consideraram patriotismo e nacionalismo a mesma coisa, são conceitos diferentes. Isso porque o patriotismo não carrega elementos militaristas em seus ideais.

Já o ufanismo, costuma exagerar as qualidades da pátria, ainda que não exista embasamento no exagero. Por causa disso, costuma ser chamado também de nacionalismo exacerbado. Além disso, o ufanismo muitas vezes pode ser agressivo por considerar sua pátria como a única digna de paz e prosperidade.

Fontes: Mundo Educação, Brasil Escola, Toda Matéria

Imagem de destaque: Politize