Astronomia

Luas de Saturno – Quais são, características e origem dos nomes

Saturno é o planeta que possui mais luas, cada qual com características únicas. Ao todo, são 82 satélites que orbitam o gigante do Universo.

Atualizado em 17/09/2020

O Sistema Solar é composto por 8 planetas, cada qual com características específicas. Dentre as caraterísticas se destacam os satélites naturais, no qual Saturno possui 82 luas.

Anteriormente, o planeta com o maior número de luas era Júpiter, com um total de 79 satélites em sua órbita. Porém, o posto foi deixado, em 2019, após cientistas descobrirem 20 novas luas em Saturno.

A primeira lua do planeta recordista em satélites foi descoberta em 1655. De lá pra cá, ou seja, ao longo de 200 anos, foram descobertas as demais luas. Em 1997, por exemplo, os astrônomos encontraram 18 novas luas na órbita de Saturno.

As luas de Saturno

Já em 2019, por conta da missão da NASA, denominada Cassini, os astrônomos descobriram mais 20 luas em Saturno. A descoberta foi possível por meio da observação com o telescópio Subaro, o mais importante do Observatório Astronômico Nacional do Japão.

Superinteressante

Apesar de Saturno possuir 82 satélites, algumas luas possuem maior relevância do que outras. A classificação varia conforme a distância de cada lua, o diâmetro e o ano de descoberta, por exemplo.

De forma geral, as 20 novas luas foram classificadas como pequenas, com 5 quilômetros de distância entre cada uma, aproximadamente.

Além disso, dos 20 satélites descobertos, três são prógradas – orbitam na mesma direção de Saturno – e as demais são retrógradas – orbitam na direção contrária à rotação do planeta.

Dentre as principais luas de Saturno, podemos citar:

Titã

Luas de Saturno - Quais são, características e origem dos nomes
Revista Galileu

Dentre as luas do Sistema Solar, a Titã é a segunda maior, atrás apenas da Ganimedes, que é uma das luas de Júpiter. A Titã é a maior lua de Saturno, conhecida por ser uma das únicas que possui em sua formação apenas nitrogênio.

Inclusive, a grande quantidade do elemento químico classifica a Titã como uma possível candidata para a vida fora da Terra. Em comparação com outros planetas, a Titã é maior que Mercúrio, por exemplo.

Em sua superfície é possível observar a presença de nuvens, rios, lagos e chuva. Os rios, neste caso, são formados por Metano e Etano, tipos de hidrocarbonetos líquidos.

A temperatura média do satélite é de 179 graus Celsius e o diâmetro equatorial é de 5.150 km.

Encélado

Olhar Digital

Um dos satélites mais gelados de Saturno, Encélado também é responsável por lançar vapor de água e partículas, por meio de gêiseres, sobre a superfície do planeta. A água é advinda de uma oceano subterrâneo e, ao todo, o satélite possui 100 gêiseres no seu polo sul.

Essas partículas que são lançadas, viajam até Saturno em uma velocidade de 400 metros por segundo. Quando agrupadas, as partículas formam uma espécie de nuvem, que se estende por quilômetros no espaço, responsáveis por formar o anel E de Saturno.

Jápeto

Luas de Saturno - Quais são, características e origem dos nomes
Sagar Influence

Dentre as luas de Saturno, Jápeto é conhecida como o yin e yang. Isso porque, o satélite apresenta duas cores bem demarcadas em sua superfície.

No hemisfério principal a cor que predomina é escura, semelhante ao carvão. Enquanto isso, no hemisfério à direita, a lua possui uma cor clara, muito brilhante.

Em relação ao tamanho, Jápet0 é a terceira maior lua de Saturno, com 736 quilômetros de raio e diâmetro equatorial de 1.436 km.

Luas de Saturno – Reia

Unsplash

É o satélite que mais impressionou os cientistas nos últimos tempos. Isso porque, esse satélite de Saturno possui oxigênio e dióxido de carbono na formação atmosférica. A descoberta registrou, pela primeira vez, presença de oxigênio em um corpo celeste fora da Terra.

De forma geral, Reia é formada por gelo e diversas crateras. Por conta disso, os astrônomos a classificam como uma bola suja de neve.

Possui diâmetro de 1529 km e distância de Saturno de 52700 km.

Tétis

Luas de Saturno - Quais são, características e origem dos nomes
Astropt

Por fim, Tétis é o satélite que natural que viaja mais próximo de Saturno. Sua superfície é formada por uma cratera, chamada de Odisseu, e um vale. Uma das características de Tétis é a influência da força gravitacional que recebe de Saturno.

Além disso, o calor do planeta faz com o que as crateras de Tétis derretam e, em partes, sejam cobertas pelo material da superfície. Possui diâmetro de 1.059,8 km e distância equivalente à 294000 km.

Origem dos nos das luas de Saturno

Os nomes das luas de Saturno foram baseados nas mitologias greco-romana, céltica e nórdica. A princípio, o nome de Saturno, veio das figuras mitológicas relacionadas ao Titã Saturno.

Porém, com o número exorbitante de luas, foi necessário recorrer aos personagens de outras mitologias para nomear os satélites do planeta.

Titã, a maior lua de Saturno, por exemplo, se refere às figuras da mitologia grega que, juntas, eram tidas como o grupo dos deuses mais poderosos da Idade do Ouro. Na mitologia grega, os Titãs foram o grupo que enfrentaram Zeus no cosmos, durante a ascensão do deus ao poder.

Exame

Outra referência à mitologia grega é Encélado, o gigante de fogo. Na história mitológica, o gigante não era o mais forte, pelo contrário, era o mais fraco entre os demais gigantes. Entretanto, apesar da falta de força, Encélado era o mais inteligente na mitologia grega.

Já Jápetu, conhecido como “o perturbador” era o deus do tempo, da vida e da mortalidade. Além disso, era um dos doze titãs, filho de Urano e Gaia.

Reia, na mitologia grega, era esposa e irmã de Cronos, considerada uma titânide, ou seja, filha de Urano e Gaia. Foi a deusa responsável, junto ao marido, por gerar os deuses da mitologia. Algum tempo depois, depois de ver em um oráculo que Cronos devoraria todos os seus filhos após ser derrotado por um deles, Reia escondeu Zeus em uma ilha para que ele não fosse encontrado pelo pai.

Por fim, Tétis, na mitologia grega, era filha de Urano e Gaia. Além disso, se casou com Oceano, que também era seu irmão. De acordo com a mitologia, o casal teve como filhos três mil oceânides e três mil rios.

Características de Saturno

Além dos satélites de Saturno, o planeta possui diversas características. Em síntese, Saturno é o sexto planeta do Sistema Solar e tem como principal características os anéis que estão ao seu redor.

Em relação ao tamanho, é o segundo maior, atrás apenas de Júpiter. Se comparado a Terra, Saturno é nove vezes maior, ou seja, possui diâmetro equatorial de 120 536 km.

Por conta do movimento de rotação muito acelerado, cerca de 10 horas e 39 minutos para dar uma volta completa, os polos do planeta são bastante achatados.

Minilua

O movimento de translação, ou seja, o tempo que o planeta leva para dar uma volta completa no Sol, dura, em média, 29 anos, 167 dias e 6 horas terrestres.

Além disso, a formação do planeta é composta, basicamente, por hidrogênio, sendo considerado um planeta gasoso.  Além do hidrogênio, também é possível encontrar gás hélio (3%) e gás metano (0,05%) no planeta. Um fato interessante é que Saturno possui densidade menor do que a água, por exemplo.

Quando observado por um telescópio é possível notar em sua superfície alguns aspectos físicos, como se fossem traços rajados. Isso se dá por conta da alta velocidade com o que o planeta se move, cerca de 1800 km/h. Por conta dos telescópios, é possível ver, também as luas de Saturno.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também as características das luas de Júpiter e o que é uma Supernova.

Fontes: Hiper Cultura e Portal São Francisco 

Imagens: Revista Planeta, Superinteressante, Revista Galileu, Olhar Digital, Sagar Influence, Unsplash, Astropt, Exame e Minilua 

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.