Ciências

Iceberg, o que é? Definição, formação e consequências do efeito estufa

Iceberg é um grande bloco de gelo que se desprende de geleiras. Podem atingir tamanhos estrondosos, flutuam e são formados por água doce.

Atualizado em 04/02/2020

Quem lembra da história sobre o maior navio de passareiros que afundou no oceano matando quase toda a tripulação, o Titanic? Pois bem, esse navio afundou por conta da colisão com um enorme iceberg. Mas afinal, o que é um iceberg? Não se preocupe que nós aqui do site vamos explicar.

Um iceberg é um bloco de gelo que se deslocou de geleiras. Esses grandes pedaços que se soltam das geleiras costumam alcançar tamanhos estrondosos. Não é atoa aquele velho ditado “apenas a ponta do iceberg”. Isso porque, grande parte do iceberg fica imerso na água e o que vemos é apenas a ponta.

No mundo, o lugar que mais concentra esses blocos de gelo é o hemisfério sul. As camadas de gelo que se desprendem das geleiras do Antártico, por exemplo, flutuam e percorrem as correntes marinhas chegando até os hemisférios.

Iceberg, o que é? Definição, formação e consequências do efeito estufa
Representação do iceberg que afundou o Titanic. Fonte: National Geographic

Um fato muito interessante é que essas camadas de gelo possuem grande quantidade de água doce. Por conta disso, várias formas de transportar os icebergs estão sendo estudadas para que o problema do abastecimento de água no mundo seja controlado. Um bloco gigante de gelo pode, por exemplo, abastecer toda a população dos EUA por, acreditem, cinco anos.

Iceberg e o nível do mar

Se um iceberg se desprende de uma geleira e derrete no oceano essa ação não causa o aumento do nível do mar. Isso porque, a água está apenas passando do estado sólido para o líquido já que o bloco de gelo estava submerso nas águas.

Por outro lado, caso as grandes geleiras comecem o mesmo processo de degelo o nível do mar pode aumentar. Neste caso, ocorre o aumento porque as geleiras estão localizadas na crosta continental da Terra.

Iceberg, o que é? Definição, formação e consequências do efeito estufa
Bloco de gelo flutuando no Ártico. Fonte: Tratamento de água

Hoje em dia, aliás, essa é a grande preocupação para cientistas e estudiosos do mundo. Isso porque, nos últimos anos, notou-se que as geleiras estão derretendo num nível muito acelerado. Assim, com o derretimento, o nível do mar começou a se alterar. Caso todas as geleiras derretessem, esse fenômeno causaria a inundação de diversas cidades litorâneas pelo mundo.

Efeito estufa e os icebergs

O efeito estufa, em suma, trata-se  de um fenômeno que aquece a Terra para que os níveis de temperatura sejam propícios para os seres vivos. Esse fenômeno é causado pelo acúmulo natural do gás carbônico (CO). Porém, o que vem acontecendo nos últimos anos é o aumento exacerbado desse gás, causado pelos seres humanos, na atmosfera terrestre.

Iceberg, o que é? Definição, formação e consequências do efeito estufa
Degelo causado pelo aquecimento global. Fonte: Instituto Claro

Atitudes como queimadas, produção nas indústrias, desmatamento e tantos outros causam o aceleramento desse processo e o acúmulo do gás. Com isso, a temperatura do planeta sofre alteração. As maiores consequências estão em relação ao derretimento das geleiras e o aumento do nível do mar. Além disso, quando as geleiras começam a derreter mais icebergs surgem.

Você sabia?

  • Por incrível que pareça, cientistas acreditam que o iceberg que afundou o Titanic em 1912 tenha começado a se formar em 1000 A.C.

O que achou da matéria? Doido, não é? Aproveita que já está aqui e confere esses outros textos sobre Golfo e Ponto de fusão.

Fontes: Mundo Educação, Info Escola e Escola Britannica

Fonte imagem destaque: Xdex

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.