Geografia

Geleiras, o que são, como se formam e qual a importância das geleiras?

As geleiras são formadas pelo acúmulo de neve em milhares de anos, servindo para equilibrar o clima no planeta e manter sua biodiversidade.

Atualizado em 10/04/2019

As geleiras, ou glaciares, são imensas massas de gelo formadas pelo acúmulo de neve. Se a produção de neve é maior que a velocidade do degelo, as geleiras se formam.

Para melhor estudá-las, foi feita a divisão entre geleira do vale e continental. Elas pode ser encontradas, por exemplo, na Antártica, no Ártico, na Groenlândia e na Patagônia.

Responsável pelo equilíbrio da temperatura planetária e pela manutenção da biodiversidade, a geleira é essencial para Terra. Só que o aumento da temperatura no mundo as ameaçam, podendo causar grande impacto ambiental.

Como se formam as geleiras?

As geleiras, também conhecidas como glaciares, são formadas pela neve que ali se acumula com o tempo.

Ocorrem as geleiras nas extremidades da Terra, onde estão os polos, posto que ali a temperatura é bem baixa. No local a água passa por alteração parecida com a das rochas ígneas, em que há o esfriamento e depois a cristalização de um fluido.

Saiba como se formam as geleiras, onde se situam e qual sua importância

 

Nas geleiras, as moléculas de água endurecem e depois cristalizam. E como ocorre também com as rochas sedimentares: o gelo se deposita em camadas sobre a superfície da Terra. Com isso o volume acumulado por chegar a enormes espessuras.

Podemos comparar igualmente a geleira com a rocha metamórfica, posto que o gelo passa por transformação através da recristalização sob pressão. A neve sob pressão se transforma em gelo duro o grosso, tal como uma rocha.

Isso se dá no ritmo em que a massa de neve se reagrupa e se recristaliza em massa sólida. Quando chega nesse ponto, o gelo então já tem uma temperatura de fusão baixíssima, uma vez que atinge centenas de graus abaixo de zero.

A geleira do vale

Visando melhor estudar as geleiras, é que surgem divisões com base no tamanho e na forma. Há assim dois tipos básicos, que são a geleira de vale, ou alpina, e a geleira continental ou inlândsis.

Saiba como se formam as geleiras, onde se situam e qual sua importância

Geleira de vale são rios de gelo formados nas partes mais elevadas das cordilheiras montanhosas, onde se acumula neve. À medida que a água percorre o leito, no entanto, ela se transforma gradativamente em gelo.

Essa geleira tem a largura total de um vale, já que sua base rochosa pode estar a centenas de metros. Mesmo em locais de clima mais quente, no entanto, é possível ocorrer uma geleira de vale. Só que aí ela se localizará apenas nos picos das montanhas mais elevadas.

Nas regiões mais frias, todavia, as geleiras de vale se espalham por diversos quilômetros vale abaixo. Se essas geleiras estão próximas da costa, às vezes delas se soltam grandes pedaços de gele, que originarão os icebergs.

A geleira continental

A geleira continental é muito maior do que a geleira de vale. Isso porque é formada por uma capa de gelo que se movimenta muito lentamente, razão pela qual é chamada de inlândsis.

Saiba como se formam as geleiras, onde se situam e qual sua importância

As maiores geleiras continentais nos dias atuais cobrem considerável parte da Groenlândia e Antártida. Nessas regiões, o gelo pode atingir uma altura superior a 3200 metros. Se espalham por todo o território e chegam até a costa, quando também formam os icebergs.

Considerações sobre as geleiras

A formação de uma geleira é um processo bem lento, já que pode demorar até 30 mil anos para terminar. Obviamente que, para a constituição de uma geleira, é preciso que a neve se acumule numa velocidade maior que o degelo.

Saiba como se formam as geleiras, onde se situam e qual sua importância

A Antártica tem por volta de 14 milhões de quilômetros quadrados, por isso é a maior geleira do planeta. Ali estão localizados 90% do gelo do planeta.

Mas podemos destacar igualmente outras geleiras, como o Ártico, a Groenlândia e a Patagônia. Nas geleiras também estão armazenadas por volta de 70% da água doce da Terra.

O degelo que atinge o planeta

Com o aumento da temperatura planetária, entretanto, o processo de degelo está acelerado. Com isso uma grande quantidade de água é lançada no oceano, o que causa sérios impactos ambientais.

Saiba como se formam as geleiras, onde se situam e qual sua importância

É que há o aumento do nível do mar, além de alteração da temperatura das correntes marítimas. Desencadeiam-se então fenômenos ruins, como a diminuição da biodiversidade e a inundações de regiões costeiras.

A manutenção da geleira é essencial para a continuidade da vida na Terra. E para conservá-la será preciso, antes de mais nada, mudar certos comportamentos.

A forma de produzir e consumir bens, por exemplo, podem diminuir os gases que aumentam o efeito estufa. Essa é uma das maneiras de diminuir o processo de aquecimento global.

Lei também sobre a gravidade, saiba o que é e como ela influencia na Terra.

Fonte: Info Escola, Wikipédia, Mundo Educação, Brasil Escola, Escola Britânica, Correio, National, Último Segundo, Visitnorway, Notícias, Hypeness.

Fonte das imagens: Revista Galileu, Wikipédia, AdrenalineUniversity of Washington, Hypescience, Observatório do Clima, IguiEcologia