Geografia

O que é a corrente de Humboldt? Saiba onde ela ocorre e o que influência

A corrente marítima chamada de Humboldt nasce junto à Antártida e desce pela Consta Ocidental da América do Sul, atraindo fartura de peixe e trazendo frio.

Atualizado em 29/01/2020

A Corrente de Humboldt é uma corrente marítima que nasce próximo da Antártida, sendo assim bem fria.

Ela se desloca pela Costa Ocidental da América do Sul, onde influencia diretamente no clima da região. É também chamada de Corrente do Peru, posto que baixa consideravelmente o clima naquele país.

Ela é rica em plâncton, micro-organismo que está na base da cadeia alimentar e traz fartura de peixes.

Saiba o que é a Corrente de Humboldt, onde ela ocorre e o que influência

Correntes Marítimas

As correntes marítimas são grandes massas de água que se deslocam pelos oceanos. Nascem do movimento de rotação da Terra ou da ocorrência dos ventos. Essas correntes são responsáveis por mudanças climáticas, além de controlarem o equilíbrio térmico.

Interessante notar que as correntes marítimas quentes surgem nas regiões equatoriais ou intertropicais. Depois elas seguem para as regiões temperadas e frias. Já as correntes frias se formam nas regiões polares e vão para as regiões tropicais e quentes.

Esse movimento das correntes garante a refrigeração da Terra e a troca de nutrientes entre os oceanos.

A Corrente de Humboldt

A Corrente de Humboldt nasce próximo à Antártida, sendo por isso gelada, e segue pelo Norte do Oceano Pacífico. Desce então pela Costa Ocidental da América do Sul, passando pelo litoral do Peru e do Chile.

Por incrível que possa parecer, essa corrente vai influenciar diretamente no Deserto do Atacama, o mais seco do mundo. É que a temperatura baixa e o ar seco se deslocam sobre o Chile e depara com a Cordilheira dos Andes, por onde não passa.

Saiba o que é a Corrente de Humboldt, onde ela ocorre e o que influência

Principais características

O geógrafo alemão Alexander von Humboldt (1769-1859) descobriu a corrente que leva seu nome. Isso foi durante uma expedição científica que ele fez pela América entre os anos de 1799 a 1804.

A Corrente de Humboldt traz consigo fartura de plânctons, que são seres situados na base da cadeia alimentar. Com um ecossistema marítimo assim tão equilibrado, há uma fartura impressionante de peixes.

A economia de países como o Peru, por exemplo, depende dessa corrente, posto que alimenta a indústria da pesca. E o clima frio que ela traz da Antártida favorece inclusive a produção do vinho, outro fator econômico peruano.

É interessante notar que, quando ocorre o fenômeno do El Niño, a corrente de Humboldt deixa de existir. Em seguida é substituída por uma corrente mais quente, o que quase cessa a população de plâncton.

E se você gostou de saber mais sobre a Corrente de Humboldt, é recomendado ler também sobre a Antártida, o continente gelado no extremo Sul da Terra.

Fonte: Wikipédia, Toda Matéria, Brasil Escola, Toda Estudo, ONUBR, Geografia Visual, FAO, Pouquinho, UnissinosAnswers, Mundo Educação.

Fonte das imagens: Education, Radialista, Deutschland,