Física & Química

Ácidos, o que são? Definição, características, classificação e exemplos

Ácidos são substâncias químicas orgânicas e inorgânicas que liberam, em solução aquosa, íons de hidrogênio ou prótons (ânions ou cátions).

Atualizado em 28/04/2020

Os ácidos são substâncias químicas que, em uma solução aquosa, liberam íons de hidrogênio. Além disso, são conhecidos como “doadores de prótons“, pois liberam, também, cátions e ânions. Essa substância pode ser observada no dia a dia, como no suco de laranja e, até mesmo, no organismo dos seres humanos.

Dentro do organismo, a substância é definida como ácido clorídrico, presente no suco gástrico, auxiliando no processo de digestão. Uma das características dos ácidos é a capacidade de formar sais e água na reação com as bases. Por conta disso, a reação é denominada “reação de neutralização”.

Contudo, os ácidos foram percebidos de diferentes formas durante  história. Isso porque, por possuírem propriedades específicas – como o sabor azedo e a reação com metais – deixavam as pessoas curiosas sobre as propriedades presentes nas substâncias ácidas.

A história dos ácidos

No início, os ácidos eram classificados como substâncias que apenas liberavam íons de hidrogênio quando dissolvidos em água. Essa definição foi formulada pelo químico sueco Svante Arrhenius e, por conta disso, foi nomeada como “Teoria de Arrhenius”.

Entretanto, as definições estabelecidas pelo químico não englobavam as propriedades de todos os ácidos. Isso porque, a composição química de um ácido possuía mais elementos, além das reações em ácido-base nas soluções aquosas, especificadas por Arrhenius.

Ácidos, o que são? Definição, características, classificação e exemplos
Svante Arrhenius (à direita) é considerado um dos fundadores da química física moderna.

Dessa forma, o físico-químico da Dinamarca, Johannes Nicolaus Brönsted (1879-1947), e o inglês Thomas Martin Lowry (1874-1936), desenvolveram uma nova teoria que incluía outros tipos de bases nas reações. Por conta disso, criaram a “Teoria Protônica”, também chamada de Teoria ácido-base de Brönsted-Lowry.

A partir da teoria elaborada pelos físicos, a classificação dos ácidos envolveria agora todas as substâncias (íon ou moléculas) que possuem a capacidade de doar prótons. Além disso, as bases das soluções seriam aptas para receber prótons (íons H+).

O que caracteriza os ácidos?

Quando a palavra ácido é mencionada é comum se lembrar de compostos perigosos, como ácido sulfúrico. Entretanto, existem diversos tipos de ácidos que, inclusive, fazem parte do dia a dia e estão presentes no organismo.

Deste modo, temos o ácido acético presente no vinagre – utilizado em saladas, por exemplo. Além disso, o ácido clorídrico do suco gástrico, composto que auxilia no processo de digestão dentro do estômago. Além disso, os ácidos possuem como característica comum o sabor azedo.

Ácidos, o que são? Definição, características, classificação e exemplos
Teoria ácido-base de Brønsted-Lowry.

Entretanto, existem outras características que são utilizadas para identificar as propriedades dos ácidos. Com isso, podemos citar:

  • São substâncias incolores;
  • Grande parte das substâncias ácidas possuem forte odor, além de serem asfixiante;
  • Possuem em comum o sabor azedo, ácido ou amargo;
  • O pH das substâncias ácidas é abaixo de 7;
  • As substâncias ácidas são líquidas a temperatura ambiente;
  • Possuem ponto de fusão e ebulição baixo;
  • Quando postas em meio aquoso podem conduzir eletricidade;
  • As substâncias reagem na presença de metais, como ferro, magnésio e zinco.

Classificação dos ácidos

Em síntese, os ácidos podem ser classificados levando em consideração alguns critérios. Ou seja, de acordo com a presença de oxigênio, número de ionizantes e à força dos ácidos, as substâncias possuem características específicas.

Dessa forma, em relação à presença de oxigênio, os ácidos são classificados como hidrácidos. Neste caso, são substâncias que não apresentam hidrogênio na fórmula molecular (Ex. HF, HBr, HCN, H2S etc). Entretanto, caso a substância apresente oxigênio na fórmula molecular a substância recebe o nome de oxiácido (Ex. H2SO4, HNO3, H2CO3, H3PO4 etc).

Ácidos, o que são? Definição, características, classificação e exemplos
Info Ciências

Por outro lado, quando a classificação depende do número de hidrogênios ionizantes, o ácido assume quatro denominações. Assim, podem ser monoácidos, diácidos, triácidos ou tetrácidos. A nomenclatura obedece à quantidade de íons que são liberados nas reações.

Por fim, um ácido pode ser classificado de acordo com a força. Ou seja, o que se analisa é o grau de ionização (α). Nesse sentido, se o grau de ionização apresentar quantidade elevada, consequentemente, a força do ácido será maior. Para que a força de um ácido seja medida é necessário utilizar a fórmula: (α) = número de moléculas ionizadas / número de moléculas dissolvidas. 

Ácidos orgânicos e inorgânicos

Em síntese, os ácidos podem ser classificados como orgânicos e inorgânicos. Neste caso, um ácido orgânico é aquele presente no dia a dia e que, geralmente, faze parte da alimentação, como o ácido cítrico (presente na laranja, limão, acerola; ácido málico, presente na maçã, dentre outros tipos.

Ácidos, o que são? Definição, características, classificação e exemplos
O ácido presente nas frutas é classificado como ácido orgânico.

Já os ácidos inorgânicos são classificados como substâncias impróprias para o consumo. Isso porque, são considerados perigosos quando em contato com o corpo humano. Exemplo disso é o ácido sulfúrico (H2SO4) que pode queimar a pele, por exemplo. Além disso, ácido cianídrico (HCN), ácido clorídrico (HCl), ácido fluorídrico (HF), ácido nítrico (HNO3).

Outros exemplos de ácido

Além das substâncias já mencionadas, também fazem parte da classificação dos ácidos os seguintes exemplos:

  • Ácido ascórbico – vitamina C;
  • Ácido fosfórico – usado na fabricação de refrigerantes;
  • Ácido acetilsalicílico – AAS — aspirina;
  • Ácido lático – presente no leite;
  • Ácido cianídrico – usado em câmaras de gás;
  • Ácido fórmico – presente nas formigas.

Potencial Hidrogênio Iônico (pH)

Em síntese, o potencial hidrogênico (pH) é definido como a escola que estabelece os valores para que uma solução se classifique como ácida ou base. Com isso, os valores da escola vão de 0 a 14.

Neste sentido, uma substância é classificada como ácida se o pH apresentar valores entre 0 e 7. Enquanto isso, as substâncias bases possuem pH entre 8 e 14. Quando o valor do pH é 7, as substâncias são classificadas como neutras.

Ácidos, o que são? Definição, características, classificação e exemplos
Acqua Nativa

Portanto, para classificar uma substância são utilizados “indicadores”. Ou seja, os indicadores possuem a capacidade de alterar a cor das substâncias dependendo da propriedade dos compostos ácidos ou base das soluções. Além disso, pHmetros – aparelhos de medidas – também podem ser utilizados para determinar se uma solução é ácido ou base.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também o que a Química Orgânica estuda e quais são as características do Carbono.

Fontes: Toda Matéria, Mundo Educação e Brasil Escola

Imagens: Khan Academy, Popular História, Khan Academy, Info Ciências, Notícias ao Minuto e Acqua Nativa

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.