História

República Oligárquica – Definição, contexto histórico e características

República Oligárquica é caracterizada como grupos que concentram o poder, São Paulo e Minas detiveram poder com a política do café-com-leite

Atualizado em 31/05/2020

Oligarquia é uma palavra grega que significa “governo de poucos”. Ou seja, após a Proclamação da República, o Brasil iniciou um processo de governo baseado em concentrações de poder. Assim, a partir de 1894 as oligarquias, principalmente as cafeeiras, tomaram o poder na política brasileira. Dessa forma, estabeleceu-se a República Oligárquica.

Visto isso, São Paulo e Minas Gerais eram os estados que detinham o poder durante esse período. Depois da proclamação, o Brasil passou ainda por um período denominado República da Espada no qual o poder estava sob o comando do exército.

Os ruralistas paulistas e mineiros queriam o controle do poder. Por conta disso, arquitetaram formas de assumir a República do Brasil. Em seguida, Prudente de Morais surgiu como candidato à presidência, em 1894. Assim, a política brasileira entre os anos de 1894 e 1930 estava sob o domínio das oligarquias agrárias de São Paulo e Minas Gerais. O período ficou conhecido como política café-com-leite.

República Oligárquica

Durante o governo das repúblicas oligárquicas a posição dos governadores foi definida. As ordens vieram do presidente Campo Sales, que governou entre os anos de 1898 à 1902. Dessa forma, a criação da política dos governadores foi uma das características que marcaram o período denominado de Primeira República.

Com a criação da política dos governadores, a presidência não poderia intervir em assuntos locais, ou estaduais. Isso porque, governadores e a presidência fizeram uma aliança em que os presidentes de estados deveriam apoiar o presidente da República. Assim, o presidente não poderia agir nas decisões dos estados.

República Oligárquica - Definição, contexto histórico e características
O coronelismo se caracteriza pelo controle da política por um pequeno grupo de pessoas. Fonte: Tok de história

O ato de apoio aos candidatos à presidência da República ficou conhecido como coronelismo. Ou seja, os governadores eram, em grande maioria, ex militares que ainda obtinham prestígios vindos do período imperial. Assim, eram eles que detinham o poder sobre a população de uma forma geral.

Dessa forma, os coronéis eram responsáveis pelo controle de votos nas propriedades rurais. O controle era feito, na maioria das vezes, pela troca de favores que recrutava uma quantia de políticos fieis ao partido político apoiado. Portanto, as áreas onde eram feitos as abordagens para a eleição ficaram conhecidas como “currais eleitorais”.

As eleições

O controle dos votos durante a Primeira República ficou conhecido como voto de cabresto. Ou seja, os filiados dos partidos apoiados pelos coronéis recebiam favores em troca das abordagens. Assim, um filiado que era dependente ao do partido, sempre votava no candidato apoiado pelos coronéis. Geralmente os votos eram feitos com a promessa de favores em troca.

Por conta disso, a república oligárquica conseguiu se manter no auge por muito anos. Além disso, a exportação de café contribuiu para que as oligarquias rurais se fortalecessem. Isso porque, o Brasil estava num momento econômico baseado na agroexportação em que o café era o principal produto.

República Oligárquica - Definição, contexto histórico e características
Grandes proprietários de terras detinham o poder político de sua localidade ou região. Fonte: Isso é história

Entretanto, a fase abundante de exportação cafeeira teve queda quando o mundo se deparou com a crise de 1929. Dessa forma, com grande produção de café e sem ter para onde exportar, o preço do café sofreu queda brusca prejudicando a situação política e econômica no Brasil. Assim, o país iniciava um período de crise financeira abalando a Primeira República.

A República Oligárquica teve fim quando, em 1930, Getúlio Vargas com a ajuda de militares toma o poder da política brasileira. O golpe veio a partir das eleições em que Júlio Prestes foi eleito de forma duvidosa. Nesse sentido, Getúlio e os militares arquitetaram o golpe de estado o colocando na presidência do país. Por fim, a oligarquia cafeeira terminou tirando a concentração de poder dos paulistas e mineiros.

Período de conflitos

Durante o período das oligarquias, qualquer tipo de manifestação contra o poder era fortemente combatido. Entretanto, vários foram os grupos que protestavam contra os atos do governo e partidos daquela época. Por conta disso, conflitos se instalavam no momento político brasileiro.

República Oligárquica - Definição, contexto histórico e características
Revolta da Vacina, 1904. Fonte: Aventuras na História

Como exemplo podemos citar a Revolta da Vacina e a Guerra do Contestado, também chamada de Revolta do Forte de Copacabana. Além disso, o processo de industrialização começa a crescer no país. Por conta disso, empresários e operários reivindicavam direitos de trabalho e espaço na política do país.

O que achou da matéria? Aproveita que já está aqui e corre pra conferir como o Brasil foi descoberto e como se caracterizou a escravidão no país.

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria e Guia do Estudante

Fonte imagem destaque: Jornal GGN

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.