História

Tratado de Versalhes – Contexto histórico, termos e consequências

O Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelas potências europeias que encerrou definitivamente a Primeira Guerra Mundial.

Atualizado em 09/10/2020

O Tratado de Versalhes se caracterizou como um acordo de paz assinado após a Primeira Guerra Mundial. Em suma, este acordo foi celebrado pelos países vencedores da guerra e pela Alemanha derrotada.

Muitos historiadores definem o Tratado de Versalhes como o acordo de paz dos vencedores, tendo em vista que as nações que se beneficiaram na guerra impuseram termos duríssimos à Alemanha derrotada.

No entanto, os termos acabaram por dar início a um conflito de grande escala, que caracterizou na Segunda Guerra Mundial.

Contexto Histórico

Em síntese, o conflito da Primeira Guerra mundial começou devido as disputas causadas pelo imperialismo.

Outros fatores como o revanchismo e o nacionalismo contribuíram para as tensões na Europa e culminaram na formação de alianças militares e produção de armamentos. Apenas com o Tratado de Versalhes, mais tarde, que os conflitos teriam fim.

O marco inicial que deu início as hostilidades foi o atentado contra o herdeiro do trono austríaco, Francisco Ferdinando, no dia 28 de junho de 1914, durante uma carreata na capital da Bósnia.

Tratado de Versalhes, o acordo de paz que desestabilizou a Alemanha
Dom Total

Em suma, o atentado se deu por meio de tensões nacionalistas provenientes da relação entre sérvios, bósnios e austríacos. Nesse ínterim, iniciou-se a Crise de Julho que ocasionou na instabilidade diplomática da Europa e, consequentemente, no conflito mundial decorrente da guerra entre austríacos e sérvios em 1914.

Além disso, a Primeira Guerra mundial foi dividida em dois campos,  a Tríplice Entente – formada por Rússia, Grã-Bretanha, França e Itália. No outro, a Tríplice Aliança ou Potências Centrais – composta pelos impérios da Alemanha, Áustria-Hungria e Otomano.

O conflito da grande guerra foi marcado por duas fases. A primeira se deu por meio da Guerra de Movimento, que aconteceu entre agosto e novembro de 1917, e foi marcada pelo posicionamento das tropas alemãs na fronteira da França, com o intuito de dominar Paris.

Em 1915, a guerra estabeleceu uma nova fase chamada de “guerra de posições” ou “guerra de trincheiras”. Os exércitos  se enfrentavam em trincheiras cheias de arame farpado e lama e as condições promoviam a carnificina.

Em suma, a situação não ficou nada fácil para Alemanha, que acabou causando uma revolução e, consequentemente, derrubou a monarquia e instaurou a república. Com a intenção de acabar com a guerra, os governantes alemães decidiram assinar o armistício, ou, como ficou conhecido, o Tratado de Versalhes.

Configuração do Tratado de Versalhes

Com a trégua estabelecida após a assinatura do armistício, em 11 de novembro de 1918, pela potência alemã e a Tríplice Entente, as imposições foram extremas e duras sobre a Alemanha.

No entanto, os termos que davam veracidade à rendição alemã só foi estabelecido através do Tratado de Versalhes.

Tratado de Versalhes, o acordo de paz que desestabilizou a Alemanha
Incrivel História

O Tratado de Versalhes foi assinado no dia 28 de junho de 1919. Em suma, uma das imposições do contrato determinava a aceitação da Alemanha por todos os danos e causas que culminaram a guerra.

Além disso, sob os termos dos artigos 231-247, ela deveria reparar certo número de nações da Tríplice Entente.

Outro ponto destaque era que a Alemanha precisava devolver a Alsácia e a Lorena aos franceses, que haviam perdido essas regiões na Guerra Franco-Prussiana. Dessa forma, o país ficou proibido de erguer fortificações na Rênania, junto à fronteira com a França.

Contudo, foi criado e dado à Polônia um corredor que atravessava a Prússia Ocidental e terminava no porto báltico de Dantzig, que foi declarada uma cidade internacional a ser administrada por uma comissão nomeada pela Liga das Nações.

Tratado de Versalhes, o acordo de paz que desestabilizou a Alemanha
Diário da Causa Operária

Todavia, as condições impostas à Alemanha, pelo Tratado de Versalhes, foram a perda de suas colônias e a abolição de seu estado-maior.

De forma geral, o recrutamento militar foi proibido. Dessa forma, o exército foi limitado a 100 mil soldados e privado de artilharia pesada como tanques de guerra, aviões e artilharia pesada.

Além das punições citadas acima, o Tratado de Versalhes estabeleceu que a Alemanha pagasse uma indenização aos países que tinha invadido, em consequência dos prejuízos causados durante a guerra.

Consequências do tratado

Por fim, o ministro alemão Hermann Muller, assinou o acordo em 28 de Junho de 1919. O Tratado de Versalhes foi retificado pela Liga das Nações, no dia 10 de Janeiro de 1920.

Os alemães repudiaram o Tratado de Versalhes e consideraram os seus termos humilhantes e vingativos, tendo como objetivo manter a Alemanha economicamente enfraquecida.

Observatório do Terceiro Setor

Em síntese, o choque diante às condições nas quais a Alemanha tinha sido submetida com a assinatura do Tratado contribuíram para a queda da República de Weimar, em 1933.

Dessa forma, ocorreu a ascensão de Adolfo Hitler ao poder e, anos mais tarde, eclodiu um dos conflitos mais sangrentos, a Segunda Guerra Mundial.

O que achou sobre deste texto sobre o Tratado de Versalhes? Que tal saber Por que aconteceu a Segunda Guerra Mundial? Quem participou e quem ganhou?

Fontes: Só História, Brasil Escola, Info Escola,

Imagens: Dom Total, Incrível História, Diário da Causa Operária, Ensinar História, Observatório do Terceiro Setor