História

Revolução dos Cravos – O que foi, história, causas e as consequências

A Revolução dos Cravos foi um revolta popular contra a ditadura de Antônio de Oliveira Salazar. O movimento trouxe liberdade e independência.

Atualizado em 06/02/2020

Para chegar até a Revolução dos Cravos é preciso entender o contexto histórico pelo qual Portugal passava. Isso porque, em 1926 os portugueses foram vítimas de um golpe militar que colocou o líder Antônio de Oliveira Salazar no poder.

Nesse sentido, o ditador que se tornou primeiro-ministro das finanças instaurou no país o caos baseado no fascismo que Stalin defendia na Itália. Dessa forma, com a nova Constituição, instaurada em 1933, toda a liberdade de expressão e organização do país estava restrita.

Após Antônio Salazar sofrer um derrame cerebral o período ditatorial ficou nas mãos do ex-ministro Marcelo Caetano. Assim, depois de inúmeras crises na economia a população viu a brecha para que a revolução se iniciasse. As crises e o relacionamento precário com as forças armadas foram o estopim para que o movimento contra a ditadura fosse instaurado.

Revolução dos Cravos

Após o golpe de Estado, o ditador Antônio de Oliveira Salazar sofreu um derrame cerebral em 1968. Assim, o ex-ministro Marcelo Caetano tomou a liderança para dar continuidade às ordens do regime salazarista. Entretanto, as forçar armadas e a população se viam cada vez mais descontentes com a ditadura.

A Revolução dos Cravos teve início no dia 25 de abril de 1974. Aquele era o momento em que os portugueses viram a oportunidade tornar o país uma democracia. Além disso, as colônias tiveram a brecha para se tornarem independentes e se desenvolverem. Exemplo disso foi Angola, Moçambique, Guiné-Bissau, Cabo-Verde, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Revolução dos Cravos, o que foi? História, causas e as consequências
O regime fascista de Salazar em Portugal foi um dos mais longos da Europa. Fonte: Causa Operária

A população utilizou uma música de Zeca Afonso para que todos fossem as ruas lutar pelos direitos civis. A senha foi transmitida por uma emissora de rádio e se chamava “Glândula Vila Morena”, proibida na época pela censura ditatorial.

Após o início da revolução, Marcelo Caetano foi deposto e encontrou no Brasil um refúgio. Em seguida, Portugal foi presidido pelo general António de Spínola. A população que estava descontente com os atos da ditadura que durou 48 anos, agora saía às ruas para comemorar a nova fase do país.

O fim

A Revolução dos Cravos levou esse nome porque a população, ao sair nas ruas para comemorar a liberdade política, distribuiu cravos para os soldados. Os cravos representam a flor do país e daí o nome da revolução que libertou os portugueses da ditadura.

Revolução dos Cravos, o que foi? História, causas e as consequências
Distribuição dos cravos aos soldados. Fonte: Estudo Prático

Com o fim da ditadura as colônias portuguesas da África tiveram reconhecimento e se tornaram independentes de Portugal. Sendo elas:

  • Guiné-Bissau, em 9 de setembro de 1974;
  • Moçambique, em 25 de junho de 1975;
  • Cabo-Verde, em 5 de julho de 1975;
  • São Tomé e Príncipe, em 12 de julho de 1975;
  • Angola, em 11 de novembro de 1975.

Você sabia?

  • Por conta do dia em que a revolução estourou em Portugal o dia 25 de abril é comemorado como Dia da Liberdade pelos portugueses, sendo feriado no país;
  • No Brasil, a notícia do fim da ditadura portuguesa alegrou os ânimos e deu esperanças, já que o país também enfrentava um ditadura. A música “Tanto Mar”, de Chico Buarque, foi escrita em homenagem a Revolução dos Cravos.

O que achou da matéria? Se gostou, corre pra conferir mais textos aqui no site como, por exemplo, o contexto histórico da Revolução Industrial e a Revolução Americana.

Fontes: História do Mundo, Info Escola e Toda Matéria

Fonte imagem destaque: DW

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.