Astronomia

Chuva de meteoros, o que é? Como ocorre, diferenças e estrela cadente

A chuva de meteoros, mais conhecida como estrela cadente, pode ser vista no céu a olho nu, além de protagonizar um espetáculo luminoso.

Atualizado em 08/10/2020

Você já fez um pedido ao ver uma estrela cadente? Agora, imagina uma chuva de meteoros, a gente se perderia facilmente nos desejos. Definitivamente, não daria tempo!

Digo isto porque o meteoro é uma estrela cadente. Entende? Assim, a chuva de meteoros é um fenômeno que faz cair várias estrelas, vindas de uma mesma região do céu, ao mesmo tempo ou esporadicamente.

Isso acontece durante o movimento de translação da Terra, quando os cometas se aproximam do Sol e soltam materiais sólidos na atmosfera terrestre.

Dessa forma, vamos aprender um pouco mais sobre a chuva de meteoros, que podemos observar a olho nu, e como esse espetáculo acontece no céu.

Como acontece a chuva de meteoros?

Antes de tudo, a chuva de meteoros começa pelos cometas. Eles são as rochas, poeiras ou simplesmente água congelada. Seja como for, o corpo gelado é sua principal característica.

Cometas
Canaltech

A questão é que, ao se aproximarem do sol, os cometas esquentam até se tornarem pequenas partículas. Esse processo deixa fragmentos na órbita, considerados pela ciência como lixo.

Nesse meio tempo, a Terra encontra o lixo deixado pelo cometa, enquanto faz a sua rotação. Esses fragmentos são chamados de meteoroides, visto que são minúsculos e velozes.

Nesse ínterim, os meteoroides se transformam em meteoros quando entram na atmosfera terrestre, assim são mais conhecidos como estrelas cadentes.

Chuva de meteoros
Numerama

O brilho do meteoro é causado pelo atrito dos fragmentos sólidos com os gases, que, ao liberar elétrons na superfície da Terra, produz o efeito luminoso que corta o céu.

A chuva de meteoros acontece na altitude de, aproximadamente, 120 km ao aparecer, e 60 km ao sumir no céu, além da velocidade que varia entre 12 a 72 km. De modo geral, os meteoros se desintegram antes de atingir o solo, como também pode emitir ruídos.

Chuva de meteoros no Brasil

A chuva de meteoros se tornou mais comum no Brasil, visto que, em 2019, os céus se tornaram o palco das estrelas cadentes.

Estrela cadente
Metro Jornal

Normalmente, em ambientes abertos é possível observar de 4 a 6 meteoros por hora, já a chuva de meteoros chama a atenção com 20, 90 ou até mais meteoros.

Quando presenciamos uma chuva de meteoros, temos a impressão de que ela vem do mesmo ponto no céu. Essa sensação é chamada de radiante, isto porque é a principal característica desse fenômeno.

No caso dos Leónidas, por exemplo, é chamado assim por causa da Constelação de Leão.

Meteoro ou meteorito?

Agora que você já sabe o que é meteoro, saiba que meteorito é diferente. Este fenômeno acontece quando aquele fragmento, ainda sendo meteoroide, é tão grande que consegue ultrapassar o bloqueio da alta atmosfera.

Meteoritos
BBC

No dia 18 de dezembro de 2018, um meteorito caiu no mar de Bering, no norte do Oceano Pacífico. A Agência Espacial dos Estados Unidos (NASA), registrou como o maior meteorito que atingiu a Terra nos últimos 30 anos. Por sorte, a bola de fogo não machucou ninguém!

Como observar uma chuva de meteoros?

Primeiramente, você precisa ter paciência. Não há uma previsão exata da chuva de meteoros, visto que, dentro de 1 hora, os meteoros podem cair todos juntos ou esporadicamente.

Então, o observador dever ter atenção, já que as estrelas podem cair de forma totalmente irregular.

Chuva de meteoros
Universal

De modo geral, o local ideal pra uma boa visão é o mais escuro e aberto possível, como no campo ou fazenda. Preferencialmente, locais afastados da cidade.

Encontre um local onde possa ficar deitado (a), tente se acomodar olhando para todo o céu, já que a visão demora cerca de 20 a 30 minutos para se adequar ao escuro. O espetáculo brilhoso dura em média 1 segundo, alguns mais raros podem chegar a 10 segundos.

O que achou dessa matéria? Se gostou, corre pra conferir esse outro fenômeno aqui: Lua Azul – O que é, quando ocorre, características e fenômenos no céu

Fontes: Hipercultura, Meteoritos Brasil, Brasil Escola e Observatório UFMG

Imagens: Superinteressante, Canaltech, Numerama, Metro Jornal, BBC e Universal

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/kariny/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Kariny Bianca</a>
Por Kariny Bianca
Jornalista, goiana e aventureira, sempre em busca de conhecimento e informação. É amante da escrita, interessada em boas conversas e autora de um livro. (@bianca.kariny)