História

Brasil pré-cabralino: o Brasil antes dos portugueses

Antes da chegada de Cabral, o Brasil era habitado por povos de diversificada cultura, que os portugueses achavam ser todos iguais.

Atualizado em 22/11/2018

Antes da chegada do portugueses em terras brasileiras, a região há era habitada por milhões de nativos. Ainda assim, os colonizadores conceberam a errônea ideia de uma uniformidade cultural.

Mas na verdade, as culturas no Brasil pré-cabralino eram complexas, visto que apresentavam significativas características e tradições próprias. O grande número de línguas e dialetos era uma prova da diversidade de cada grupo étnico.

No Brasil pré-cabralino viviam povos diversificados

Uma grande variedade nativa

Dentre todos os povos indígenas que habitaram o Brasil de norte a sul, podemos destacar os grupos Pataxó, Nambikwara, Macro-jê e Aruaque. Os índios Pataxós e Nambikwaras eram coletores no litoral de Santa Catarina, Paraná e São Paulo.

Contudo, os tupis formaram o maior grupo indígena da época anterior ao descobrimento, sendo que suas tribos iam desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul. A contribuição específica desse grupo foi importante para a formação da cultura brasileira, principalmente na influência sobre nosso idioma.

No total do território brasileiro, a família linguística tupi-guarani foi a que se encontrava em maior número. Os tupis desenvolveram aldeias compostas por uma população variando entre 500 e 800 habitantes. Além disso, plantavam batata-doce, milho, pacova, abacaxi, mandioca, entre outras culturas.

No Brasil pré-cabralino viviam povos diversificados

O Brasil pré-cabralino: cultura e sociedade

Os habitantes do Brasil pré-cabralinos viviam em tribos, sendo seu chefe político o cacique. Havia também o pajé, que era o responsável pela vida religiosa e tratamentos medicinais, através da cura com ervas, plantas e rituais místicos.

Os nativos das terras brasileiras possuíam sua própria cultura, religião e costumes, ao passo que viviam basicamente da caça, pesca e agricultura.

Confeccionavam objetos artesanais com elementos da natureza: cerâmica, palha, cipó, madeira, dentes de animais etc. E a religião indígena era baseada na crença em espíritos de antepassados e forças da natureza.

Quando promoviam festas e cerimônias religiosas, dançavam, cantavam e pintavam os corpos em homenagem aos antepassados e aos espíritos.

Os índios e o contato com os portugueses

O contato do Brasil pré-cabralino com os portugueses foi extremamente prejudicial, pois foram enganados, explorados, escravizados e alguns massacrados. Perderam terras e foram forçados a abandonarem sua cultura em favor da europeia.

Diversas nações indígenas enfrentaram os invasores, mas as guerras eram desproporcionais, uma vez que o invasor tinha armas de fogo.

No Brasil pré-cabralino viviam povos diversificados

Curiosidade

Na Ilha de Marajó existiu um povo mais avançado, mas que foi extinto dois séculos antes da chegada de Cabral. Eles se chamavam marajoaras, sendo que desenvolveram sofisticados trabalhos em cerâmica e elaboradas pinturas. Isso comprova a existência de uma sociedade relativamente complexa ainda naquela época.

Não é interessante saber mais dos primeiros nativos brasileiros? Você também gostará de ler sobre a vinda da Corte Portuguesa para o Brasil.

Fonte: Brasil Escola, História do Brasil, Só História, Mundo Educação, Mundo Vestibular.