Outros assuntos

Sociedade, o que é? Definição, tipos de sociedade e características

Sociedade está relacionada ao grupo de pessoas que convivem juntas compartilhando regras, ideologias e tradições de forma organizada.

Atualizado em 30/08/2020

Você já parou para pensar sobre o que significa o conceito de sociedade? Bem, basicamente, o termo se refere ao conjunto de seres humanos que vivem juntos, compartilhando regras, ideologias e tradições de forma organizada.

Uma sociedade, ou sociedades, não pode ser classificada de forma homogênea. Isso porque, pode haver diversas diferenças entre o grupo de pessoas que convive de forma coletiva. Entretanto, a forma como as sociedades são estruturadas se assemelham no funcionamento.

De acordo com a sociologia, existem diferenças entre os termos sociedade e comunidade. Nesse sentido, a diferença entre os dois coletivos estaria na maneira como as pessoas se comportam quando inseridas no meio de convívio.

Definição de sociedade

A palavra sociedade vem do latim “societas”, que significa associação amistosa com outros indivíduos de um mesmo conjunto de seres. Dessa forma, o termo está relacionado com a relação existente entre indivíduos que compartilham de uma mesma ideia, cultura, atividade, etc. Ou seja, ações que fazem as pessoas conviverem de forma harmônica.

As sociedade são formadas, desde os primórdios, como forma de sobrevivência. Assim, existem especificações dentro deste conceito que torna o termo sociedade complexo e com variações dependendo do local. Logo, é impossível definir as sociedades apenas como grupos de pessoas em determinado lugar.

Sociedade, o que é? Definição, tipos de sociedade e características
A sociedade do Egito Antigo era dividida em categorias.

Definir à fundo o que significa sociedade se torna complexo devido à pontos específicos, como por exemplo, o objetivo comum. Isso porque, dentro das sociedades são estabelecidas normas para serem seguidas. Essas normas formam uma espécie de pacto social com o intuito de beneficiar os integrantes desse grupo social. Para que o pacto funcione, as pessoas devem cumprir os deveres estabelecidos.

Além disso, existe o fator da cultura que é diferente de um lugar para outro. A cultura representa um conjunto de hábitos e costumes compartilhados nas sociedades. Deste modo, as o grupo social compartilha da cultura como forma de solidariedade entre as pessoas.

As comunidades

A partir dos grupos sociais, as sociedades são divididas em comunidades. Assim, as comunidades são organizações sociais, geralmente, formadas por instituições (o governo é um exemplo), a família e a escola, por exemplo.

Sociedade, o que é? Definição, tipos de sociedade e características
Membros da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC.

O termo sociedade também pode ser aplicado para se referir à grupos que possuem uma mesma visão de mundo ou ao profissional. Além disso, que busquem objetivos em comum, como exemplo a Sociedade Brasileira de Medicina da Família e Comunidade (SBMFC) ou a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Conceito de comunidade

Em termos sociológicos, as sociedades são grupos de pessoas que se organizam com base na cultura e nos sistemas institucionais. Por conta disso, podem apresentar diferenças em relação ao grau de organização. O termo se diferença em relação à comunidade, que vem do latim comunitate e significa compartilhamento.

Assim, comunidade se refere à um grupo grande ou pequeno de pessoas que compartilham espaço, ideias e cultura. Nesse sentido, o termo é utilizado para designar grupos mais antigos que os corpos sociais, como a comunidade biológica, por exemplo.

Sociedade, o que é? Definição, tipos de sociedade e características
Integrantes da Comunidade dos Arturos

Já os corpos sociais, também compartilham de ideias, cultura, crenças, porém sob uma espécie de pacto social. Ou seja, necessitam de associações que farão a organização institucional, estabelecendo organização do grupo social, divisão do trabalho e desempenho de papeis.

As sociedades contam com a presença de um sistema de ordenamento jurídico. Neste caso, são as formas de governo –  que podem variar do mais primitivo ao mais sofisticado –  e as políticas estabelecidas dentro do corpo social.

Tipos de sociedade para a sociologia

Na sociologia, especificamente para o sociólogo Émile Durkheim, as sociedades podem se dividir de acordo com o grau de coesão e solidariedade presente em cada uma. Dessa forma, podem ser classificadas como: sociedades de solidariedade mecânica e sociedade de solidariedade orgânica.

As sociedades de solidariedade mecânica eram corpos sociais mais primitivos e pré-capitalistas. Além disso, a divisão de trabalho era feita de acordo com o gênero e não havia grande quantidade de trabalhadores desempenhando diversos tipos de funções. Assim, existia maior harmonia entre o grupo, além de igualdade de funções entre os membros.

A individualidade é característica das sociedades de solidariedade orgânica.

Já as sociedades de solidariedade orgânica são classificadas como aquelas em que há um organismo complexo responsável pela coesão social. Ou seja, é uma sociedade pós-capitalista onde há divisão do trabalho e os membros desempenham diferentes tipos de funções. Além disso, os membros dessas comunidades são interdependentes.

Isso significa que, médicos, agricultores, policiais, professos, etc, desempenham papais diferentes. Porém, todos cumprem funções sociais em seus trabalhos e um trabalhador depende do outro. Além disso, há divisão dos grupos de acordo com categorias, sendo que não há, dentro das sociedades de solidariedade orgânica, a coesão única e mecânica.

Sociedade humana e cultura

Fatores como a capacidade de raciocínio e linguagem nos diferenciam dos de mais animais. Além disso, o ser humano é capaz de criar cultura, ou seja, conjunto de ritos e tradições compartilhados por um mesmo grupo. Assim, a cultura é vista desde os primórdios da vida humana e tem finalidade de manter a coesão dentro das sociedades.

Os demais animais não formam sociedades, e sim comunidades. Isso porque, são grupos que se formam com menor complexidade, já que apenas o instinto que mantém os animais irracionais unidos. Já os seres humanos, além do instinto, possuem a capacidade de raciocinar.

Tipo de manifestação artística e cultural.

Dessa forma, foi possível o desenvolvimento da cultura, além de mecanismos complexos de sobrevivência. A partir disso, criaram meios de coesão social e organização para que os grupos formados não fossem destruídos. Por fim, aos corpos sociais foram formados com a finalidade de impedir o caos social entre indivíduos diferentes, com vontade diferentes.

O que achou da matéria? Interessante, não é? Se gostou, confira também o quem foi Bauman e o que significa Ideologia.

Fontes: Brasil Escola e Abstracta 

Imagens: Notícias Universia, Blog de História, Portal Famasul, Prefeita Contagem, Portal do Vestibulando,Geekie

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.