História

Idade do Ferro – Contexto histórico, avanços tecnológicos e como terminou

A Idade do Ferro se refere ao período em que ocorreu a metalurgia do ferro, além de ser caracterizada pela utilização do ferro como metal.

Atualizado em 15/01/2020

A Idade do Ferro se refere ao período da história em que os seres humanos aprenderam a extrair a utilizar o ferro. Assim, com a extração do material, artefatos como armas feitas de ferro começaram a ser fabricadas. Esse período da humanidade está compreendido na pré-história, junto à outros períodos como a Idade da Pedra e a Idade do Bronze.

Nesse sentido, com a descoberta da utilização do ferro, novas formas de funcionamento da humanidade começaram a ser desenvolvidas. Isso porque, os seres pré-históricos aprenderam como manusear o material. Assim, aprenderam a criar ferramentas necessárias para o cotidiano.

De acordo com registros, a Idade do Ferro durou, aproximadamente, de 1.200 a.C. a 550 a.C. Dessa forma, dentre as técnicas desenvolvidas no período estavam a prática de fundir o minério de ferro. Além disso, a remoção de impurezas e a regulação da quantidade do carbono.

História da Idade do Ferro

Os seres pré-históricos utilizavam, de acordo com registros, pedras para a construção de artefatos de caça e outros tipos de ferramentas. Posteriormente, essas técnicas foram evoluindo para a utilização do cobre e do bronze. Logo, esses períodos antecederam a Idade do Ferro.

Idade do Ferro - Contexto histórico, eventos da época e como terminou
Ferramentas de ferro encontradas onde hoje é o Belarus. Fonte: Professor Charles

Dessa forma, a Idade do Ferro apenas teve início quando as técnicas de extração do ferro a partir do fogo foram desenvolvidas. Assim, descobriu-se que o ferro era a melhor forma para manutenção de artefatos de caça. Isso porque, consistia em um material mais resistente e duro.

Nesse sentido, as descobertas sobre a utilização do ferro logo se espalharam por países do Oriente Médio, como o Egito e a Grécia. Em seguida, a África ocidental, Europa e Ásia também se beneficiaram com a Idade do Ferro.

Avanços

Os instrumentos desenvolvidos a partir do derretimento do ferro propiciaram diversos avanços na vida das pessoas. Isso porque materiais de maior resistência foram construídos na agricultura, intensificando as produções. Além disso, caçar se tornou mais rentável com ferramentas resistentes e sólidas.

Idade do Ferro - Contexto histórico, eventos da época e como terminou
Artefato de guerra construído a partir da utilização do ferro. Fonte: Cultura

Outro ponto importante foi o fortalecimento dos exércitos com a construção de armas a partir do ferro. Assim, os confrontos tornavam-se mais fáceis se comprados a outros períodos. A força adquirida pelos exércitos tornava reis e as tropas cada vez mais resistentes e poderosos.

Apesar da Idade do Ferro ter sido registrada em diferentes partes do mundo, na América não há registros dessa utilização. Assim, não há comprovação de que o ferro foi utilizado nas terras americanas antes da chegada dos europeus no continente.

Fim da Idade do Ferro

A Idade do Ferro é compreendida no período da pré-história. Ou seja, todos os acontecimentos históricos datados antes da escrita são classificados como pré-históricos. Dessa forma, a Idade do Ferro teve fim após o surgimento das técnicas de escrita e, consequentemente, da sua difusão pelo mundo.

Entretanto, apesar do fim do período, o ferro não deixou de ser utilizado na fabricação de diversos utensílios. Portanto, durante o século XIX, ainda era o metal mais importante. Após diversos avanços nas técnicas de fundição do ferro, outros materiais foram encontrados. Um exemplo foi a fundição do ferro e do carbono, dando origem ao aço.

Achou a matéria interessante? Então corre pra conferir esses outros textos sobre a Antiguidade e e o que foi o Neocolonialismo.

Fontes: Info Escola, Escola Britannica, Estudo Prático

Fonte imagem destaque: Conceitos

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.