História

Heródoto, quem foi foi? Vida, contribuição para a história e principais obras

Heródoto foi o primeiro historiador do Ocidente, conhecido por relatos sobre a Grécia, sendo considerado por Cícero como o pai da História.

Atualizado em 10/06/2020

Heródoto é considerado o pai da História, a disciplina como hoje conhecemos. O homem curioso e aventureiro foi responsável por desbravar inúmeros lugares, contando as mais diversas histórias e acontecimentos. Inclusive, escreveu detalhadamente como foi a invasão persa na Grécia, em 492 a.C.

Assim, o primeiro historiador e geógrafo do ocidente reuniu relatos importantes em suas obras, como os conflitos das Guerras Médicas. As obras do historiador são divididas em 9 livros, tendo cada um o nome de musas da mitologia grega. Além disso, a coletânea de histórias é dividida em relatos sobre o Império Persa, além das guerras que ocorrem na época.

Os livros de Heródoto contam, também, com relatos sobre o comportamento humano. São histórias sobre o mundo antigo, que descrevem com detalhes como era a Grécia Antiga, os conflitos das guerras e a vida dos gregos e persas.

Como geógrafo, ficou bastante reconhecido. Inclusive, existe uma revista sobre geografia política, na França, com o nome do historiador.

Heródoto e a História

Heródoto foi historiador, geógrafo, considerado por alguns como jornalista pelas histórias que escrevia. O filósofo Cícero, inclusive, mencionou o então jovem como o pai da História. Em síntese, o historiador nasceu em 484 a.C, na cidade grega da Ásia Menor, Halicarnasso, território da Turquia.

Durante a juventude, Heródoto percorreu diversos lugares da Grécia Antiga. Assim, conheceu as regiões da Macedônia, as costas do Mar Negro e a Trácia, por exemplo. Além disso, o historiador perambulou por todo o território do Ocidente e da Grécia conhecido até aquele momento.

Heródoto, quem foi foi? Vida, contribuição para a história e principais obras
o pai da História, Heródoto.

Nesse sentido, escreveu todas as experiências que viveu e se dedicou a relatar tudo como documentos históricos. Logo, eram histórias que incluíam o Império Persa, a Babilônia, a região da Fenícia e do Egito. Seus escritos eram recheados de detalhes sobre os gregos e bárbaros, além dos acontecimentos das Guerras Médicas, como já mencionamos.

Assim, devido à quantidade de relatos, Heródoto se tornou o primeiro escritor em prosa do Ocidente. Como característica principal de sua obra, estava a forma de escrita em diálogo, além dos relatos em primeira pessoa.

Dessa maneira, eram histórias que possuíam narração fluída, simples e direta. Portanto, os escritos do historiados incluíam contos, lendas e tradições do povo que vivia naquela época.

Entretanto, existem relatos que não foram compostos com muita precisão. Apesar disso, as histórias carregam informações importantes sobre a religião, os costumes e a vida dos povos.

Obras de Heródoto

Os escritos de Heródoto foram organizados em 9 livros. Assim, cada livro recebeu o nome de uma musa da mitologia grega. Além disso, as obras são divididas de acordo com os acontecimentos da época, ou seja, os cinco primeiros livros falam do Império Persa; e os demais sobre as guerras do período.

Clio, por exemplo,  foi o primeiro livro escrito por Heródoto. Assim, o historiador relatou as causas que levaram aos conflitos das “Guerras Médicas”. Além disso, o historiador expôs os conflitos e desavenças que ocorriam entre os gregos e bárbaros. Em seguida, temos o livro Euterpe, que conta histórias sobre o Egito e os aspectos geográficos em geral, incluindo a religião.

Heródoto, quem foi foi? Vida, contribuição para a história e principais obras
As histórias de Heródoto.

Tálio, o terceiro livro do historiador, relata os motivos que impulsionaram os ataques ao Egito vindos do imperador da Pérsia, Cambises. O quarto livro, Melpômene, descreve a região de Citia, localizada na Eurásia. Já no quinto livro, intitulado Terpsicore, Heródoto relata o avanço do Império Persa sobre a Grécia.

Os últimos quatro livros são:

  • Erato: relata as histórias das cidades de Esparta e Atenas, sendo o sexto livro na cronologia. Além disso, é possível consultar assuntos de políticas internas relacionadas à Atenas, além da invasão persa na Macedônia;
  • Polímnia: Heródoto escreve sobre a invasão na Grécia e inclui o fato da morte de Dário e o trono persa sendo assumido por Xerxes;
  • Urânia: o oitavo livro do historiador demonstra a destruição de Atenas, além da Batalha de Salamina;
  • Caliope: no último livro escrito por Heródoto é possível analisar os acontecimentos da batalha de Platea e Micala.

As fofocas de Heródoto

As histórias de Heródoto, sem dúvida, foram de extrema importância para compreender os acontecimentos da Grécia Antiga, as guerras, os modos de vida, etc. Porém, o historiador não se limitou apenas em contar fatos históricos, mas também em relatar as fofocas da vida privada de reis e imperadores.

Heródoto, quem foi foi? Vida, contribuição para a história e principais obras
As Guerras Médicas relatadas por Heródoto em seus escritos.

Uma das fofocas que Heródoto relatou em seus escritos foi em relação à Guerra de Troia. Isso porque os persas apostavam em uma versão mística dos relatos, mas a verdade para o início da guerra era um pouco diferente. Tudo envolveu o sequestro da filha do rei de Argos, Ínaco que, para se vingar, também sequestrou a filha do rei da Fenícia.

Outro fato inusitado contado por Heródoto foi o golpe de estado que o rei dos lídios, Candaules, sofreu. Nos relatos, o historiador fala de Giges, um dos guardas do palácio que conseguiu chegar ao trono e tirar Candaules num golpe de estado surpreendente. Além disso, houve o episódio em que Xerxes, quem assumiu o trono após longos anos, usando o tio para se livrar de obrigações como imperador.

O que achou da história? Se gostou, confira também o que foi a Pax Romana e quais as características do Impressionismo. 

Fontes: Só História, Info Escola, Ebiografia e Super Abril

Imagens: JW, A mente é maravilhosa, As histórias de Heródoto e Amino

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.