Outros assuntos

Fauvismo – Origem, características, fauvismo no Brasil e principais artistas

O Fauvismo é um movimento artístico que surgiu na França trazendo um novo conceito de cores puras, e uma temática mais simplista e emocional.

Atualizado em 13/05/2020

O Fauvismo, ou Fovismo, foi um movimento artístico que apareceu como uma nova tendência estética da pintura. Esse movimento surgiu no final do século XIX, e se desenvolveu ao longo do século XX.

Trata-se de outro movimento de origem francesa, que começou com artistas que se opuseram a seguir a regra da estética impressionista. Sendo assim, eles criaram suas próprias regras.

A principal característica do Fauvismo é a utilização de cores puras, sem misturas, e que delimitam, dão volume, relevo e perspectivas às telas. Quanto a temática do fauvismo, era basicamente coisas simplistas, sem nenhum intenção de gerar uma crítica. Era basicamente uma forma de expressar emoções, como alegria e paz.

Portanto, hoje vamos conhecer mais afundo sobre esse movimento artístico tão marcante que foi o fauvismo.

Origem do Fauvismo

O fauvismo começou na França no ano de 1901. Contudo, só foi reconhecido como corrente artística em 1905. Sendo assim, as primeiras obras públicas de artistas do fauvismo só foram expostas em 1906, na exposição no “Salão dos Independentes”.

O termo fauvismo se originou de uma expressão pejorativa, usada pelo crítico de arte Louis Vauxcelles, quando viu uma obra de Henry Matisse no Salão de Outono. Na ocasião, o crítico usou a expressão “Les Fauves”, que significa algo como “os selvagens”. Contudo, apesar de os artistas adeptos do movimento desaprovarem essa nomenclatura, ela acabou ficando marcada na história da arte.

No começo do movimento, alguns artistas importantes como Paul Gauguin e Vincent Van Gogh, ajudaram a estabelecer o fauvismo como um movimento artístico. Sendo assim, os estilos de ambos artistas, acabaram influenciado muitos outros adeptos do Movimento Fauvista.

Contudo, o Fauvismo acabou influenciando a ruptura da arte moderna com a antiga estética vigente na época. Além de modificar o conceito da utilização das cores nas artes plásticas no geral.

A Sesta (1894) de Paul Gauguin.
Fonte: Santhatela

Origem do Fauvismo no Brasil

Após se desenvolver na França, no começo do século XX, o fauvismo finalmente chegou ao Brasil. Por aqui, o fauvismo se destacou como corrente artística caracterizada pelo uso de cores fortes e marcantes. Entretanto, o movimento não teve muita adesão entre os artistas da época. Contudo, deve-se dizer que que várias características desse movimento podem ser vistas em diversas obras de artistas nacionais.

Portanto, apesar da pouca relevância a abrangência na época, ainda houve espaço para as obras fauvistas. Sendo assim, Arthur Timótheo da Costa se consagrou como um dos principais artistas fauvistas brasileiros. Depois de voltar de uma viagem à França, o artista começou a produzir obras carregadas de cores intensas, influenciado diretamente pela corrente artística.

Mário Navarro da Costa foi outro artista brasileiro que utilizava algumas características do fauvismo em suas obras. Um exemplo disso, é o quadro “Porto de Leixões”.

Porto de Leixões de Mário Navarro da Costa.
Fonte: Wikipédia

Contudo, apesar desses dois artistas utilizarem características do fauvismo em suas obras, o artista brasileiro mais conhecido desse movimento foi Inimá José de Paula.

A sua obra a seguir, é uma dos principais exemplos do fauvismo no Brasil.

Centenário de Inimá de Paula.
Fonte: Agenda BH

Características do Fauvismo

No Fauvismo, as obras artísticas não precisam necessariamente ter uma relação com o intelecto ou sentimentos. Aliás, se trata de uma expressão artística livre e espontânea, que se baseia no instinto e nos impulsos primários.

Sendo assim, os artistas fauvistas não se preocupavam com os aspectos técnicos da pintura, como a profundidade, por exemplo. Ao invés disso, eles focavam na qualidade expressiva que a interpretação pessoal do artista poeria causar no observador.

Dessa forma, o Fauvismo procurava trazer para suas obras temas leves e felizes. Ou seja, indo na contramão dos temas de conotação política e crítica, assim como temas deprimentes.

Além dessas, essas são as principais características do Fauvismo:

  • Utilização de cores puras;
  • Emprego arbitrário da cor;
  • Simplificação das formas;
  • Não compromisso com a representação fiel à realidade;
  • Pinceladas separadas;
  • Diminuição da sensação de profundidade;
  • Fim da perspectiva linear;
  • Recusa empregar elementos intelectuais às pinturas;
  • Influência da arte primitivista;
  • Influência da arte pós-impressionista.
Costa do mar amarela, de Georges Braque.
Fonte: Noradar

Principais Artistas e Obras do Fauvismo

Contudo, esse não foi um movimento artístico muito organizado, mas ainda assim reuniu artistas que compartilhavam das mesmas característica.

O inicio do movimento teve como percursores Paul Gauguin e Van Gogh, que com suas pinceladas marcantes, escolha de cores vibrantes e emotivas, contribuíram para que essa vertente artística se estabelece.

Entretanto, o principal representante desse movimento foi o pintor Henri Matisse. Aliás, o artista tinha uma visão onde as coisas representadas eram menos importantes do que a forma de representá-las. Ou seja, uma despreocupação descarada com o realismo, base de outras vertentes.

Sendo assim, um dos principais exemplos disso, é a sua obra “Natureza morta com peixes vermelhos”, de 1911.

Natureza morta com peixes vermelhos, de Henri Matisse.
Fonte: Pinterest

Contudo, além dele, outros artistas marcaram o movimento Fauvista ao longo do tempo, como:

  • Paul Cézanne;
  • Georges Braque;
  • Albert Marquet;
  • Andre Derain;
  • Jean Puy;
  • Kees Van Dongen;
  • Maurice de Vlaminck;
  • Raoul Dufy.
Os banhistas, de Raoul Dufy.
Fonte: Noradar

Sendo assim, agora que você já conheceu a fundo esse movimento artístico, que tal conhecer mais sobre o Cubismo?

Fontes: InfoEscola, Brasil Escola, Laart Art, Toda Matéria

Fonte Imagem Destaque: Art Out