Física & Química

Condensação, o que é? Conceito, principais características e exemplos

Condensação é uma transformação física exotérmica no estado da matéria. Nela ocorre a transição do estado gasoso para o estado líquido.

Por Júlia Alves

-

A condensação ocorre quando uma substância passa por uma mudança de estado físico, alterando do estado gasoso para o líquido. Dessa forma, é o processo oposto do que acontece na vaporização.

A transformação acontece quando há a liberação de calor latente e, por isso, as partículas perdem a energia e, consequentemente, se agitam menos. Logo, se unem formando pingos de água. Além de condensação, pode-se usar a palavra liquefação para se referir a tal transformação exotérmica.

Nos estudos realizados até os dias atuais, existem cinco processos que transformam o estado da matéria, sendo eles: Fusão, Condensação, Solidificação, Sublimação e Vaporização. A princípio, a condensação pode advir através de baixas temperaturas ou o aumento da pressão.

Condensação no dia a dia

Condensação, o que é? Conceito e como pode ser observada no dia a dia
Bom Dia Luxemburgo

Antes de mais nada, é importante destacar a importância da condensação no ciclo da água, o estado físico da matéria faz parte de uma de suas etapas.

Além disso, a vaporização carrega as partículas as quais se formam em gotas pelo processo de liquefação e se agrupam. Sendo assim, o mérito da formação de nuvens é da liquefação, afinal elas são formadas pelo agrupamento das partículas.

Nesse interim, é possível exemplificar várias coisas presentes no dia a dia que são resultados do processo de transformação do estado gasoso para o líquido.

Nesse sentido, quando se coloca um líquido muito gelado em um recipiente é normal notar a formação de gotículas de água na superfície de fora. Logo, é um exemplo de condensação.

Outro exemplo são as lentes dos óculos que ficam embaçadas quando há uma mudança de temperatura, bem como a neblina que é causada pela condensação. Além disso, também temos o exemplo das paredes do banheiro que ficam “soando” após um banho quente com o ambiente totalmente fechado.

Condensação Fracionada

Separação de misturas
Exemplo de como é feita a liquefação fracionada

Nesse processo é possível realizar a separação dos gases em uma mistura homogênea. Sendo assim, primeiramente há o resfriamento dos gases para que toda a substância se misture e passe para o estado líquido. Posteriormente, o líquido é submetido ao um canal de destilação.

Como resultado, ocorre a destilação fracionada através do calor, variando as temperaturas. A divisão se torna possível pois cada uma das substâncias presentes na mistura, possui um ponto de ebulição diferente que separa os gases.

Tal procedimento pode facilitar a vida das pessoas. Além disso, outra função realizada pela condensação é facilitar o fornecimento de água para consumo humano, que pode transformar a umidade do ar ou utilizar da destilação para abastecer ambientes mais secos.

Utilidade em laboratório

A química é a disciplina que estuda os gases e todos os outros estados de matéria. Sendo assim, é comum que hajam experimentos em aulas de química na escola ou então em pesquisas feitas por profissionais que utilizam o processo da condensação.

Diagrama de fases
Diagrama de fases que utiliza da pressão e da temperatura

Lembrando que é um aliado para a destilação, sendo indispensável a sua colaboração. Desse modo, existem objetos específicos para realizar as transformações. Utiliza-se um condensador e um aparelho próprio para a realização da destilação.

Além disso, nos estudos da química, existe um diagrama de fases que mostra a pressão e a temperatura e como ocorre as mudanças de estado de uma determinada matéria.

Gostou da leitura? Acho que você vai gostar de ler agora sobre os Sistemas do corpo humano – Definição, principais órgãos e características 

Fontes: Toda Matéria, Descomplica, InfoEscola e Brasil Escola

Imagens: Pinterest, Bom dia Luxemburgo, Escola Educação, Quero Bolsa e Física Comentada

Próxima página »