Biologia

Protozoários, o que são? Características, classificação e principais filos

Protozoários, também conhecidos como Protozoa, são classificados como microrganismos eucariontes, além de unicelulares e heterotróficos.

Atualizado em 09/08/2020

O reino protoctista é composto por diversos seres, entre eles os protozoários, classificados como unicelulares, heterótrofoseucariontes. Em síntese, vivem em ambientes aquáticos e úmidos, embora a maioria tenha vida livre.

A reprodução ocorre de maneira sexuada ou assexuada. Além disso, vivem como os parasitas em associação com outros organismos. Por conta disso, a digestão é feita no interior das células. 

Nesse sentido, a principal forma de alimentação dos protozoários é por captura de alimento na fagocitose. Assim, os organismos dão origem aos fagossomos, que se fundem aos lisossomos, formando os vacúolos digestivos.

Os protozoários são classificados em quatro tipos principais, facilitando sua compreensão. Portanto, uma das principais características é a presença de apenas uma célula e o núcleo celular bem definido.

Seus esqueletos são formados por sílica amorfa e podem viver como solitárias. Além disso, são classificados por sua estrutura e seu meio de locomoção.

Definição de protozoários

De forma geral, os protozoários constituem um grupo de organismos divididos em seis filos principais. Cada filo apresenta características próprias e estruturas bem delimitadas.

Exemplo de protozoário
Exemplo de protozoário do Filo Foraminifera. Fonte: JP trabalhos

A reprodução ocorre tanto de forma assexuada, quanto de forma sexuada. Na reprodução assexuada, os protozoários se reproduzem por divisão binária.

Em relação à nutrição, os protozoários capturam alimento através da fagocitose, tipo de nutrição heterotrófica. Ou seja, são organismos que não produzem o próprio alimento.

Os protozoários são classificados, principalmente, em relação à locomoção. Dessa forma, são divididos em: sarcodíneos, ciliados, flagelados e esporozoários.

Protozoários Rizópodes (Rhizopoda)

Os Rizópodes fazem parte da classe dos Sarcodinos, ou seja, organismo comensais. Além disso, são parasitas, representantes dos entamoebas.

Outra característica é a locomoção feita por pseudópodes. Em síntese, são seres cujo formato se aproxima de amebas, contribuindo para um importante elo na cadeia alimentar aquática.

Protozoários, o que são? Características, classificações e espécies
Ameba representando os Filo Rhizopoda. Fonte: Brasil Escola

Além disso, são seres que servem como alimento para animais maiores, como os peixes. Os rizópodes consomem algas e bactérias. O vacúolo, ou seja, estrutura de locomoção acontece de maneira contrátil.

Sendo assim, são classificados como excretores de água, permitindo que seu sistema se locomova e jogue para fora resíduos que não são uteis, regulando líquidos dentro da célula.

Ciliados (Ciliophora)

Os Ciliados fazem parte do filo Ciliophora. Possuem estrutura ciliar, o que permite sua locomoção e ajuda na digestão.

Além disso, seu vacúolo possui funcionamento semelhante aos Rizópodes, regulando líquidos dentro da célula.

Protozoários, o que são? Características, classificações e espécies
Demostração do protozoários ciliados. Fonte: Planeta Biologia

São também binucleares, ou seja, possuem dois núcleos. Por conta disso, são capazes de controlar as funções vegetativas da célula e a reprodução da célula.

Os ciliados parasitas vivem no corpo de hospedeiros e, nesse sentido, formam colônias.

Protozoários Flagelados (Mastigophora)

Os protozoários Flagelados possuem estrutura em forma de flagelo. Essa caraterística torna as células mais complexas.

Além disso, os flagelados possuem diversas funções, entre elas a capacidade de absorver nutrientes. Esse tipo de protozoário está presente em diversas doenças do corpo humano.

Protozoários, o que são? Características, classificações e espécies
Giardia lamblia ou Giardia intestinalis protozoário que provoca giardíase. Fonte: MD.Saúde

Por esse motivo, são conhecidos como “parasita do homem”. Seu efeito no corpo humano provoca infecção, resultando em sintomas como diarreia com fezes amarelas, malcheirosas e espumosas (cheias de bolhas).

Por serem organismos que vivem na água, são facilmente encontrados em lugares sem saneamento básico, contaminados com os cistos do parasita.

Heliozoários e Radiolários

Os heliozoários são organismos encontrados, principalmente, na vida marinha. Possuem como característica principal células esféricas e planctônicas, que beneficiam na forma de alimentação.

A estrutura sílica amorfa permite que os heliozoários vivam em águas rasas ou profundas, de maneira solitária. Por meio de axópodes, conseguem capturar suas presas, especialmente, microrganismos aquáticos.

Exemplo de protozoário que transmite doença
Protozoários Heliozoários e Radiolários. Fonte: Pinterest

A estrutura dos heliozoários auxilia na flutuação e permite a fixação desses organismos em diversas superfícies. Além disso, contribuem para o ecossistema marinho.

Protozoários Esporozoários (Apicomplexa)

Os esporozoários são protozoários heterótrofos, ou seja, organismos que não produzem o próprio alimento.

A reprodução ocorre por meio de corpos germinativos ou esporos. Isso porque, os esporozoários fazem múltipla divisão de ciclo vital e, por conta disso, possuem ciclo de vida mais complexo.

De forma geral, são organismos que não se locomovem. Sendo assim, são classificados como parasitas, transmitidos por meio de outros animais ou insetos.

Em geral, esses protozoários estão presentes em nossas vidas desde o surgimento da humanidade. Nesse sentido, por fazerem parte de um processo bioquímico, são importantes para o ecossistema.

Os processos de locomoção são bastante estudados, inclusive para entender como esses serem agem. Além do mais, outro aspecto avaliado é seu comportamento sexual e de reprodução.

Protozoários, o que são? Características, classificações e espécies
Fonte: Pinterest

Portanto, as informações sobre o tipo de reprodução dos esporozoários são importantes para entender como o sistema vital dos parasitas funciona.

Além disso, um dos hospedeiros mais conhecidos desse protozoário é a malária, conhecida como uma doença infecciosa aguda.

Principais filos

Os protozoários são organismos divididos em seis filos principais, sendo eles: Filo Rhizopoda, Actinopoda, Foraminifera, bem como Apicomplexa, Ciliophora e Zoomastigophora.

  • Filo Rhizopoda – A principal característica é a locomoção feita por meio de pseudópodes. As amebas são exemplo de protozoários deste filo;
  • Filo Foraminifera – Neste caso, os protozoários possuem esqueleto externo perfurado que auxilia na saída dos pseudópodes. Exemplo: foraminíferos;
  • Filo Actinopoda – A locomoção é feita por meio de pseudópodes afilados. Exemplo: radiolários;
  • Filo Apicomplexa – Diferente dos demais filos, os protozoários deste filo não possuem estruturas locomotoras. Além disso, são parasitas. Exemplo: Plasmodium sp;
  • Filo Ciliophora – A locomoção é feita através de cílios. Exemplo: Paramecium sp;
  • Filo Zoomastigophora – A estrutura locomotora é formada por flagelos. Exemplo: Trypanosoma cruzi.

Doenças causadas por protozoários

Em síntese, os protozoários são organismos que vivem, em grande maioria, em ambientes aquáticos. Geralmente, estão presentes em lugares que não possuem saneamento básico e, com isso, contaminam a água.

Dessa forma, as doenças causadas por este tipo de organismo são chamadas de protozooses. Ou seja, os protozoários, quando em contato com água potável, transmitem doenças que causam infecções nos seres humanos.

Hemácias do corpo humano
A malária ataca, principalmente, as hemácias. Fonte: Israel

Isso porque, são organismos que precisam de hospedeiros para se reproduzir. Assim, quando alojados no corpo de mamíferos, por exemplo, são chamados de parasitas.

Principais doenças

A princípio, dentre as principais doenças, temos:

  • Amebíase – transmitida pelo parasita Entamoeba histolytica. Insetos, como baratas e moscas, auxiliam na transmissão do parasita. Além disso, a amebíase é conhecida popularmente como disenteria amebiana;
  • Doença de chagas – o principal transmissor é o parasita Trypanossoma cruzi. A transmissão ocorre por meio de insetos – como o barbeiro – contaminados, que picam e defecam ao mesmo tempo no hospedeiro. A doença também é conhecida como tripanossomíase;
  • Malária – a transmissão ocorre por meio de protozoários
    do gênero Plasmodium sp. Insetos como o mosquito-prego, do gênero Anopheles, transmitem a doença através da picada. Nesse sentido, a doença ataca, principalmente, as hemácias no organismo humano;
  • Leishmaniose – doença transmitida por protozoários do gênero Leishmania sp. Dessa forma, a principal forma de transmissão é por meio da picada da fêmea do mosquito-palha. O mosquito é do gênero Lutzomyia sp;
  • Toxoplasmose – o principal transmissor da doença é o parasita Toxoplasma gondii. Em síntese, o parasita se instala, essencialmente, em carnes e as contamina. Assim, quando a carne contaminada é ingerida, o parasita se aloja em tecidos do corpo humano, causando sintomas graves como debilidade mental e cegueira.

Gostou de ler sobre os protozoários? Entenda como a biologia está cada vez mais presente em nossa vida, conheça Cianobactérias, o que são? Características, onde vivem e reprodução

Fonte: Brasil Escola, Quero Bolsa, Toda Matéria e Biologia Net.

Imagens: Brasil Escola, JP trabalhos, Planeta Biologia, MD.Saúde , Pinterest e Israel