Física & Química

Porosidade, o que é? Definição, características e exemplos de materiais

Porosidade é uma propriedade física que é encontrada na relação do volume dos espaços ocos de uma rocha e o seu volume total.

Por Júlia Alves

-

A definição de porosidade pode ser dada pela porcentagem da relação entre o volume dos poros de um material e do seu volume total. Sendo assim, é através desta propriedade física que define se o material é capaz ou não de absorver líquidos e deixar que os mesmos passem.

Nesse sentido, pode-se dizer que quando há aberturas e espaços em uma substância é sinal de porosidade. Dessa forma, as rochas são grandes exemplos de materiais com essa propriedade.

O resultado da porosidade geralmente é dado em porcentagem ou fração, variando conforme a densidade do objeto e como ele é formado. Em alguns casos, materiais porosos sofrem a corrosão, por conta da absorção dos fluidos que causam umidade.

Através desta propriedade, é possível descobrir o volume que o espaço vazio ocupa em um determinado material. Entretanto, é importante que fique claro que cada substância, por ter outras propriedades e características diferentes, possuem seu próprio resultado.

Características da porosidade

Porosidade, o que é? Definição, características e exemplos de materiais
A diferença entre polos mais pertos e mais longes

A distância entre os espaços pode se alterar a porcentagem de porosidade, chamado de interconexão. Tal característica pode ser explicada, pois, se os espaços estiverem mais próximos, o fluxo de fluidos, ar ou líquido se torna maior.

Já quando o assunto é pedra, a propriedade é dividida em primária e secundária. A primária é realizada ao mesmo tempo que a deposição. Por outro lado, a secundária só ocorre quando a rocha já está formada.

Por fim, a porosidade é utilizada em vários processos, especialmente, para filtrar materiais.

Aplicação no dia a dia

Toda substância que passa líquido e/ou gás é um meio poroso. Contudo, como visto anteriormente, os materiais diferenciam em termos de porosidade.

Entre os fatores que influenciam podemos citar o tamanho dos poros. Isso porque, se forem pequenos, consequentemente, possuem uma baixa porosidade.

No nosso dia a dia, estamos cercados de materiais e substâncias porosas, como, por exemplo: queijos e até mesmo a esponja utilizada para tomar banho ou lavar a louça. Além disso, as pedras e o próprio solo poroso absorvem gás natural e petróleo.

Tipos de queijo
Exemplo de queijo poroso

Ainda nesse sentido, um material mais denso, como o arenito, pode ter como resultado até 50% na areia e na argila, por ser mais fácil a absorção, até 70%.

Como exemplo de aplicações pode-se citar: filtração nas industrias, através da filtração de gases e compostos químicos e até mesmo no tratamento de água. Além de ser utilizado em aquários domésticos, na agricultura e na filtragem mecânica.

Permeabilidade

Oriunda da porosidade, a permeabilidade é a circulação entre os poros, como, por exemplo, fluidos em uma rocha.

Permeabilidade
O líquido consegue se deslocar pelos poros, o que é chamado de permeabilidade

Nesse contexto, é importante saber que as rochas permeáveis são porosas, mas as rochas porosas não necessariamente são permeáveis. O motivo dessa diferença se dá pela interconexão, como já explicado acima, que pode fazer com que os poros não façam contato entre eles.

Gostou? Então, agora leia Plástico, de onde vem? Origem, utilização e reciclagem do material

Fontes: InfoPedia e Portal São Francisco

Imagem: Mundo Ecologia, Portal do Professor Unesp, Gazeta do Povo e Tecnosil

Próxima página »