História

Por que aconteceu a Segunda Guerra Mundial? Quem participou e quem ganhou?

A Segunda Guerra Mundial nasceu da insatisfação vinda do Tratado de Versalhes e também da ambição imperialista de alguns país.

Atualizado em 16/10/2018

Com o término da Primeira Guerra Mundial (1918), o mundo passou por uma fase de instabilidades políticas e diplomáticas. O Tratado de Versalhes impôs duras punições aos perdedores da guerra e por isso os alemães estavam revoltados.

A Itália se sentia traída por também ter vencido a Primeira Guerra Mundial, porém ficou sem os territórios que queria. E havia a insatisfação do Japão, país em franca expansão industrial e com ambição de ampliar seu território. Tudo isso foi o estopim para a Segunda Guerra Mundial.

Ofensivas que motivaram a guerra

O Tratado de Versalhes, muito além de pôr fim à Primeira Guerra, despertou a hostilidade e o revanchismo. E foi essa tensão mundial que abriu espaço para a implantação de regimes totalitaristas. Na Alemanha houve a ascensão de Hitler e, na Itália, de Mussolini, nascendo assim a cultura do imperialismo.

Em 1938, passados apenas 19 anos da assinatura do Tratado de Versalhes, a paz mundial foi novamente abalada. É que a Alemanha invadiu a Áustria, terra natal de Adolf Hitler, e logo depois a  Tchecoslováquia. A Itália já havia invadido a Etiópia em 1935 e o Japão, a Manchúria em 1931. Essas ofensivas contribuíram para o início da Segunda Guerra Mundial, o grande conflito que durou entre 1939 e 1945.

O início da Segunda Guerra Mundial

O começo oficial da guerra começou em 1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia. Com isso as alianças militares se evidenciaram: de um lado ficou o Eixo: Alemanha, Itália e Japão; do outro, os Aliados: Inglaterra, União Soviética, França e, mais tarde, os Estados Unidos.

Os primeiros anos da Segunda Guerra foram de vitórias importantes para o Eixo. Os países que o integravam conquistaram o norte da França, Iugoslávia, Polônia, Ucrânia, Noruega e algumas regiões africanas.

Mas a mudança de rumo na guerra se deu em 1941, quando os japoneses atacaram a base militar americana de Pearl Harbor, no Oceano Pacífico. Com isso os Estados Unidos entraram na guerra ao lado dos Aliados. Uma potência econômica e militar desse tamanho contribuiu para o declínio do Eixo. Some-se a isso a fracassada invasão da Russa pelos alemães, que foram surpreendidos pelo rigoroso inverso. O pacto de não agressão firmado entre Adolp Hitler e Josep Stalin.

O Eixo é finalmente derrotado

A ofensiva final da guerra se deu em 6 junho de 1944 (o chamado Dia D), quando as tropas aliadas, sob o comando do general americano Dwight Eisenhowe, desembarcaram na região da Normandia na França. Com isso os alemães foram encurralados, pois recuando da ofensiva americana, depararam com o avanço dos russos.

Quando finalmente os Aliados conseguiram dominar a Alemanha, Hitler se suicidou em 8 de maio de 1945 e os alemães se renderam. A Itália foi também derrotada pelos Aliados 1945 e Mussolini foi preso e fuzilado em praça pública.

O único país do Eixo que ainda resistia era o Japão. Por essa razão e também para mostrar ao mundo seu grande poder bélico, os Estados Unidos lançaram duas bombas atômicas nas cidades de Hiroshima e Nagasaki em agosto de 1945. As bombas resultaram na morte de mais de 200 mil pessoas. Com isso o Japão se rendeu em setembro de 1945.

Há uma estimativa de que a Segunda Guerra Mundial matou 50 milhões de pessoas. Após a derrota do Eixo, o mundo descobriu o horror vivido nos campos de concentração.

O Brasil participou dos conflitos ao lado dos Aliados e lutou em várias regiões da Itália, sendo nossos veteranos combatentes chamados de “pracinhas”.

No pós-guerra foi criada a ONU (Organização das Nações Unidas), órgão internacional que visa resolver conflitos pela diplomacia. Mas também nasceu a rivalidade entre Estados Unidos e União Soviética, período que se chamou Guerra Fria.

Tenso isso, não é verdade? Então não deixe de conferir que a guerra começou por conta de um trato de paz mal bolado.

Fonte: Info Escola, Toda Matéria, História do Mundo, Sua Pesquisa, Só História.