Biologia

Citosina, o que é? Definição, estrutura, características e importância

Citosina é uma base nitrogenada derivada do aminado da pirimidina, sendo uma das quatro bases que compõem o código genético, DNA e RNA.

Atualizado em 08/09/2020

Citosina é uma base nitrogenada derivada do aminado da pirimidina. Ela é uma das quatro bases que compõem o código genético. Sua fórmula molecular é C4H5N3O.

Além disso, citosina é o “cartão selvagem” de ácidos nucleicos, pois cumpre várias funções no organismo. Nos seres vivos, por exemplo, a base nitrogenada não é encontrada sozinha, entretanto, ela serve para a biossíntese de ácido desoxirribonucleico (DNA) e ácido ribonucleico (RNA).

O DNA é responsável pelas informações genéticas do corpo humano e o RNA tem como principal função a síntese de proteínas. De forma geral, a citosina é mutável, sendo responsável por funções como transporte de energia e

Ela é bem mutável e se encarrega de outras funções na célula também, por exemplo, ser transportadora de energia e cofator (composto químico utilizado para atividade de uma enzima) de trifosfato de citidina (CTP).

Definição de citosina

Em síntese, citosina é um dos compostos químicos que constituem a estrutura do DNA, sendo uma base nitrogenada. Além da citosina, o DNA é composto por mais três bases, sendo elas: adenina, guanina e timina (uracil no RNA).

estrutura molecular
Estrutura Molecular da Citosina

A formação da citosina é derivada da pirimidina, a partir de um anel aromático heterocíclico, além de dois substituintes que se ligam. Além disso, devido ao seu poder de ser alterada, pode transportar informações epigenéticas, que são informações extras que ajudam ou inibem genes.

A citosina, quando encontrada no DNA, está sempre em pares com a guanina. As outras duas bases são a adenina e timina. Além disso, ela também é uma das cinco bases nitrogenadas que fazem nucleotídeos, que possuem 3 partes: açúcar de 5 carbonos, base orgânica e um grupo fosfato.

Descoberta da Citosina

Em 1894, Albrecht Kossel e Albert Neumann fizeram uma experiência através da hidrolisação dos tecidos do timo do bezerro e, assim, tiveram o primeiro contato com a descoberta da citosina.

Posteriormente, em 1903, o composto químico foi sintetizado e confirmado em um laboratório. Entretanto, a base só foi utilizada em demonstrações iniciais na Universidade de Oxford, 15 anos após a descoberta.

base da molécula
Fonte: Central da Ciência

Estrutura e Propriedades

Basicamente, a estrutura da citosina possui forma de um anel heterocíclico (anel com átomos além do carbono), aromático e plano. Além disso, a base é formada por dois grupos substituintes anexados, o grupo amina e o grupo ceto.

A citosina é composta por três átomos de nitrogênio, um anel de carbono e cinco hidrogênios. Com tal estrutura, é possível emparelhar com a guanina no RNA.

Citosina, o que é? Estrutura, história e importância
NHGRI

A citosina por ser instável pode sofrer desaminação espontânea, a qual pode se formar em uracilo. Portanto, tem a possibilidade de ocorrer uma mutação pontual se as enzimas do DNA não a repararem.

Você gosta de biologia e gostou do conteúdo? Então vem conferir Protozoários, o que são? Características, classificação e principais filos.

Fontes: Portal São Francisco e Maestro Virtuale

Imagens: Biólogo, Central da Ciência, Maestro Virtuale e NHGRI