Biologia

Ácidos nucleicos, o que são? Características e descoberta

Os ácidos nucleicos são o DNA e RNA, responsáveis por compartilhar a genética dos seres vivos. Estes são formados por nucleotídeos.

Atualizado em 12/06/2020

Os ácidos nucleicos são moléculas de substâncias orgânicas presentes no DNA e no RNA. Sua formação é, basicamente, advinda das estruturas de carbono que, juntas, dão origem ao material genético dos seres vivos.

Os nucleotídeos, ou seja, os blocos construtores das nossas características, têm ainda como base o fósforo, o nitrogênio e o glicídeo. Estes ácidos também podem ser chamados de polímeros, que são macromoléculas. Estas, por sua vez, são construídas a partir de moléculas menores.

O que são os ácidos nucleicos?

Ácidos nucleicos - o que é, características e descoberta
Trabalhos Escolares

Os únicos lugares onde podemos encontrar os ácidos nucleicos são no DNA (ácido  desoxirribonucleico) e no RNA (ácido ribonucleico). Esta substância está localizada no núcleo da célula do material genético.

A formação do ácido do núcleo do DNA é composta por cromossomos, mitocôndrias e cloroplastos. O RNA, por sua vez, pode ser encontrado nos citoplasmas, nos ribossomos, nos cloroplastos e nas mitocôndrias.

A junção de todos os componentes formam uma molécula gigante. Este, afinal, é o resultado da junção de todos os nucleotídeos acima. Essas partes menores são, portanto, formadas a partir do açúcar, do fosfato e de uma base nitrogenada.

Além das substâncias anteriores, há também as pentoses, que são substâncias carregadas de carboidratos. Junto com as outras três, ocorrem então as cadeias polinucleotídicas.

Características

Ácidos nucleicos - o que é, características e descoberta
Slide player

Há, sobretudo, diferenças nos dois ácidos nucleicos RNA e DNA. Podemos, assim, notá-las quando observamos suas bases nitrogenadas. As bases são feitas de adenina, guanina, timina, citosina e uracila e são dividas em duas parte: púricas e pirimídicas.

Ácidos nucleicos - o que é, características e descoberta
Resumo V

As púricas dos filamentos do DNA e do RNA são as adenina e guanina. A diferença entre os ácidos está, sobretudo, nas pirimídicas. No DNA ,elas são as timina e citosina; e no RNA, uracila e citosina.

Outra característica são as fitas genéticas que, no ácido desoxirribonucleico, são duplas. Enquanto isso, no ácido ribonucleico, existe somente um única fita. As fitas duplas, portanto, se dão circularmente, no formato de hélices. Já, no RNA, o formato linear enrolada sobre si.

Descoberta dos ácidos

Ácidos nucleicos - o que é, características e descoberta
Scholars Ark

Os ácidos nucleicos foram descobertos a partir das pesquisas feitas pelo biólogo Johann Friedrich Miescher, em 1869. Contudo, a descoberta da presença ácida só veio à tona em 1889, com Richard Altmann, aluno do pesquisador Miescher.

Desde então, os estudos se aprofundaram até a identificação das partes nitrogenadas e em todas as outras composições do nucleotídeo. E posteriormente, ainda em 1890, foi constata a presença de um outro ácido, chamado RNA.

Por fim, as constatações das transmissões hereditárias das fitas genéticas se tornaram o foco dos estudos. Isso, portanto, gerou um grande avanço na ciência, porque se tornou possível identificar as hereditariedades físicas e biológicas dos seres vivos.

Para melhor compreender a genética, leia Genética, o que é, histórico, cromossomos, fenótipos, genótipos

Fontes: Alunos online, Info Escola, Bio Mania, Só Biologia, Mundo e Educação 1, Mundo e Educação 2, Brasil Escola.

Fontes de imagens: Trabalhos Escolares, Scholars Ark, Resumo V, Toda Matériaslideplayer