História

Protestantismo – Origem, história, expansão, definições e principais ramificações

Nascido do rompimento com algumas crenças do cristianismo, o protestantismo se tornou uma das maiores religiões do mundo.

Atualizado em 15/11/2019

Dividindo espaço com o catolicismo, o protestantismo é uma das maiores ramificações do cristianismo. Sem dúvidas, o termo “protestante” partiu dos protestos e questionamentos dos dogmas católicos. Mas, afinal, do  que se trata essa ramificação? Por que se diz Reforma? Quem foi  Martinho Lutero?

Devemos partir do início, com Martinho Lutero, no século XVI. Descontente com com as imposições da igreja católica, na época, Martinho Lutero, monge alemão, elaborou 95 teses contestando a igreja. Ademais, tinha  o objetivo de “reformar” o catolicismo, cravando as teses na porta de uma igreja alemã.

Entretanto, o papa Leão X não reconheceu as reivindicações do monge e o excomungou da igreja. Logo, aqui nasceu o protestantismo, pois inúmeros cristãos aplaudiam as teses de Martinho. Certamente, essas teses abraçavam várias irregularidades da igreja católica, como os luxos do clero, o poder político e econômico da igreja.

Anúncio
Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: Veja

Além disso, Lutero reivindicava as missas em latim e a adoração de imagens. Certamente, ele criticava os rituais como a comunhão, e a santificação de pessoas. Mas também, no protestantismo a salvação vem por meio do relacionamento direto com Deus e não por meio de sacerdotes. Ademais, Lutero criticava a venda de indulgências, a compra de salvação para o paraíso.

A partir da Reforma Protestante, a bíblia sagrada passou a ser traduzida em várias línguas. Pois, de acordo com o protestantismo, a única autoridade a ser seguida é a “palavra de Deus”.

Protestantismo no Brasil e no mundo

Embora o protestantismo se propagou pelo Brasil em 1824. Desde 1624, os holandeses já haviam fundado igrejas no nordeste brasileiro. Além disso, com a vinda da família real para a colônia, houve a abertura dos portos à nações amigas, facilitando a entrada do protestantismo. Por exemplo, a anglicana e a luterana.

Além disso, o número de adeptos ao protestantismo só vem aumentando no Brasil, e a tendência é se tornar igual ao número de católicos. Além do mais, dentre as ramificações do protestantismo, a que mais prevalece no Brasil é a Batista. Todavia, atualmente, o país que é líder com fiéis protestantes é os Estados Unidos.

Qual a diferença entre protestantes e evangélicos?

Ambos os nomes referem-se aos cristãos que romperam com alguns dogmas da igreja católica. Logo, o termo “protestante” define os fiéis que de certa forma protestaram os rituais católicos . Além disso, era assim que os luteranos eram chamados quando iam argumentar a sua posição em relação a política católica.

Enquanto, os evangélicos refere-se aos submissos à palavra de Deus, ao evangelho de Jesus Cristo. Pois, de acordo com o protestantismo a autoridade máxima é a bíblia sagrada. Ademais, é considerado errado qualquer doutrina fora das escrituras.

Confira as principais ramificações do Protestantismo:

1. Luteranos

Seguidores do Martinho Lutero que aplaudiam as 95 teses que questionavam o catolicismo. Por exemplo, a venda de indulgências.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: ABIM

2. Anglicanos

A princípio, essa ramificação protestante que surgiu a partir do rei Henrique VIII. Pois, o rei queria se divorciar de sua esposa, sendo proibido pela igreja, inaugurando assim sua própria religião.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Rei Henrique VIII. Fonte: Abismos da História

3. Batistas

Esses são os cristãos “maduros”, conscientes de sua fé e atos. Logo, nesta ramificação protestante, o fiel que decide se quer se batizado e se quer servir a Deus.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Jovem sendo batizada. Fonte: Universal

4. Metodistas

Ramificação do protestantismo que partiu do anglicanismo, a partir de outras interpretações e adaptações.

Protestantismo - História, definições e ramificações
John Wesley, o líder dessa vertente protestante. Fonte: Wikipédia

5. Calvinista

São os protestantes seguidores de Calvino que reverenciava a bíblia. De acordo com ele, todos têm uma predestinação e o livro sagrado deve ser interpretado a fundo.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: Wikipédia

6. Pentecostalismo

Movimento que surgiu nos Estados Unidos a partir dos metodistas e dos batistas. Portanto, nessa ramificação, os fiéis tem grande aceitação do espírito santo, que pode até fazer milagres.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: Teologia Pentecostal

7. Neopentecostalismo

Diferente dos pentecostalistas, os neopentecostalistas acreditarem em costumes mais liberais e apostam nos bens materiais. Além disso, acreditam que o diabo é o criador de todo o mal.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: Arquidiocese de Fortaleza

8. Anabatista

Vertente formada por protestantes pacifistas, que se recusam a portar armas ou até mesmo prestar serviço militar.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: Monergismo

9. Amish

Primeiramente esse grupo religioso é encontrado nos Estados Unidos e no Canadá. Além disso, vivem isolados e não possuem equipamentos eletrônicos, buscam evitar o contato com o mundo e apoiam o casamento intrarreligioso.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: Tricurioso

10. Testemunha de Jeová

Esses fiéis não acreditam em Jesus Cristo nem na Santíssima Trindade. Logo, creem apenas em Jeová (Deus), e dentre seus costumes, condenam a transfusão sanguínea.

Protestantismo - História, definições e ramificações
Fonte: O Mossoroense

Gostou dessa matéria? Então venha conhecer essa: Religiões – O que são, diferenças e quais as mais populares do mundo

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria e Super Interessante

Fonte imagem: Itapira News