História

Política, o que é? Definição, história, como surgiu e partidos políticos

Política é um termo que vem da palavra grega politiká. Representa as formas de governo, o que é público e o bem comum de uma sociedade.

Atualizado em 26/10/2020

O termo política vem da palavra grega politiká, que representa uma variação da palavra polis – “aquilo que é público”. Ou seja, além de designar o que é público, o termo também se refere ao bem comum relacionado à sociedade de um Estado. Assim, o sistema político é responsável por englobar instituições políticas que cuidam de uma Nação.

Dentro da política, existem vários partidos políticos, formados por membros que compartilham de uma mesma ideia. Antigamente, era possível se candidatar a qualquer cargo político sem estar vinculado a algum partido. Hoje em dia, os partidos políticos são tão importantes que é impossível alguém se eleger sem estar vinculado a algum grupo político.

Além disso, dentro da política, existem as formas de governo, que mudam de acordo com a Nação. Ou seja, os sistemas políticos tradicionais são a Monarquia e a República. Dentre desses sistemas, existem variações, como ocorre com o Brasil e Portugal. Enquanto no Brasil o sistema político vigente é a República Presidencialista, em Portugal, é a República Parlamentarista.

Porém, ao longo da história, o conceito de política e as formas de governo sofreram diversas mudanças. Vamos entender como tudo começou!

Surgimento da política

Bem, os sistemas políticos surgiram na Grécia Antiga, no momento em que os governantes sentiram a necessidade de organizar a forma como a sociedade estava composta. Assim, foram criadas regras de funcionamento, tanto da sociedade como das cidades-estados daquela época.

A primeira cidade a receber as regras de funcionamento foi Athenas. Por conta disso, o a forma de governo ficou conhecida como “democracia ateniense“.

Política, o que é? Definição, história, como surgiu e partidos políticos
O poder politico grego estava nas mãos dos aristocratas.

Outro ponto que fez com o que a política surgisse, foi a participação da sociedade na vida política. Afinal, as decisões precisam ser tomadas, também pelo povo.

Dessa forma, foram criadas leis que detalhavam como deveria ser a participação dos cidadãos gregos nos sistemas políticos. Primeiro, foi determinado que os homens maiores de 18 anos poderiam votar, além da participação nas decisões da cidade.

A partir da criação das leis de funcionamento das cidades, filósofos começaram a desenvolver estudos sobre o conceito de política. O primeiro filósofo a contribuir com ideias, por exemplo, foi Aristóteles. Para o filósofo grego, a política era a forma de deixar os homens felizes, caso fosse praticada de forma honesta e sem interesses próprios. Assim, era dever do governo se preocupar com o bem comum e os interesses de todos.

Definição de políticas públicas

Quando falamos em políticas públicas, estamos nos referindo às ações do Estado em relação aos direitos dos cidadãos. Ou seja, independente de qualquer área (habitação, saúde, educação, saneamento, transporte etc), devem atender as demandas da sociedade.

Nesse sentido, as ações realizadas pelo governo independem da esfera em que esteja. Ou seja, as ações com o intuito de melhorar e trazer benefícios aos cidadãos podem ocorrer tanto na esfera municipal, quanto na estadual ou na federal. Sendo assim, podem ser criadas ações, programas ou qualquer tipo de decisão com a finalidade de bem estar social.

Política, o que é? Definição, história, como surgiu e partidos políticos
Os sistemas políticos estão relacionados com habitação, saúde, educação, saneamento, transporte, etc

As políticas públicas podem, então, ser criadas para grupos específicos ou para a população em geral. Um exemplo de política pública está na implantação de leis de trânsito, benefícios no transporte público, criação de grupos de apoio, como os CRAS – Centro de Referência de Assistência Social -, por exemplo.

Outro tipo que podemos destacar é a social. Em síntese, a política social tem como principal objetivo redistribuir as riquezas de forma igualitária. Sendo assim, trabalha com a finalidade de garantir meios em que os cidadãos possam ter habitação, educação, saúde e consciência ecológica.

Política fiscal e monetária

Ainda dentro da definição de política, temos a fiscal e a monetária. Na política fiscal, o governo traça estratégias para garantir que as contas do Estado fiquem em equilíbrio.

O que isso significa? Bem, em síntese, significa que, caso o Estado esteja arrecadando menos do que gasta, o governo precisa criar meios para evitar dívidas externas. Nesse sentido, o Estado pode decidir pela privatização de empresas públicas e até a diminuição de salários públicos.

Política, o que é? Definição, história, como surgiu e partidos políticos
Política fiscal tem como o objetivo equilibrar as contas públicas.

Já a política monetária diz respeito ao controle que o Estado faz em relação à inflação. Além disso, o Estado controla a taxa de juros e a quantidade de dinheiro que entra e sai do país. Visto isso, quem controla essa parte, são os Bancos Centrais, além do Ministério da Economia.

Partidos políticos

Os partidos políticos representam grupos compostos por pessoas que compartilham de uma mesma ideologia. Atualmente, existem diversos partidos que disputam entre si os cargos disponíveis dentro dos sistemas políticos. A forma de partido, como a conhecemos hoje, surgiu ainda na Idade Moderna, após a Revolução Industrial.

Antes mesmo da Revolução, as tomadas de decisões eram feitas pelos aristocratas, ou seja, pela classe social que detinha o poder político. Assim, após a Revolução, as cidades começaram a ganhar mais importância e, com o êxodo rural, duas novas classes se manifestam nesse período: a burguesa e a operária.

Política, o que é? Definição, história, como surgiu e partidos políticos
Brechando

Naquela época, as fábricas exploravam os trabalhadores com excessivas cargas de trabalho, além de péssimas condições trabalhistas. Toda a situação fez com o que sindicatos e associações surgissem, a fim de lutar pelos direitos dos trabalhadores. Da mesma forma, os burgueses também começaram a reivindicar direitos e garantias vindos do governo.

As várias formas de pensamentos e ideologias fizeram surgir, nos séculos XVIII e XIX, grupos políticos, como os socialistas, os anarquistas e os liberais.

Com isso, as formas de governo sofreram mudanças, já que a sociedade percebia que existiam diferentes maneiras de governar um Estado. Foi nesse período que a política começou a ser organizada em partidos, tendo grupos que defendiam ideias diferentes.

Divisão

As ideias políticas se dividiam em três grupos principais: a direita, esquerda e centro. A direita era formada por indivíduos que defendiam os direitos dos ricos, a negociação direta com o trabalhador e a livre-concorrência, por exemplo. Já os partidos-centro eram formados por pessoas que queria a liberdade no comércio e os direitos básicos destinados aos trabalhadores.

CPB Educacional

Por outro lado, a esquerda era formada por integrantes que defendiam a abolição das classes sociais. Além disso, queriam que as riquezas fossem repartidas de forma igualitária, que os direitos trabalhistas fossem assegurados, dentre outras reivindicações.

O Brasil

De forma geral, ao longo da história, a política sofreu alterações, tanto em relação à termologia quanto às formas de governo. No Brasil, por exemplo, o sistema político é marcado por uma série de acontecimentos históricos e atuais. Cada acontecimento, entretanto, possui características referentes aos períodos políticos no país.

Durante o período monárquico, os partidos políticos mais comuns no país eram o Liberal e o Conservador. Em síntese, os partidos compartilhavam quase as mesmas ideias, porém, disputavam espaço na questão federalista do país. Assim, a disputa estava entre o poder das províncias e as ordens do imperador.

Períodos políticos

Já na República Velha, o poder estava nas mãos das oligarquias, que revessavam entre lideranças de São Paulo e Minas Gerais. Naquela época, ficou conhecida a política Café com Leite, além do Poder Oligárquico.

Tatiane Medeiros

Na Era Vargas, os processos políticos sofreram alterações quando o Código Eleitoral foi instituído, em 1932. O Código Eleitoral trouxe mudanças significativas, como o direito ao voto secreto, o sufrágio universal feminino, além da criação de instituições que, mais na frente, serviriam como forma de garantir que o voto fosse legítimo no país.

Com a democracia, o Brasil teve mais mudanças. Porém, o cenário político mudou novamente com o Golpe de 64 e a Ditadura Militar.

Após o período de censura e repressão, a democracia volta como forma de governo no Brasil, junto da Nova República. Nesse período, a Constituição de 1988 foi elaborada e colocada em vigor.

Atualmente, o país é regido por uma república presidencialista, em que as eleições são realizadas de quatro em quatro anos.

O que achou da matéria? Se gostou, leia também sobre sobre os períodos de Guerras no Brasil e o que foi a Pax Romana. 

Fontes: Brasil Escola, Toda Matéria e Mundo Educação 

Imagens: YouTube, Info História Brasil, Contee, Brechando, CPB Educacional e Tatiane Medeiros

Por <a href='https://conhecimentocientifico.r7.com/author/dayane/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Dayane Borges</a>
Por Dayane Borges
Jornalista e redatora com experiência em escrita criativa, adequação e produção de conteúdos multimídia para a web.