História

Período Pombalino – Sua importância no Brasil e a Inconfidência Mineira

O período pombalino foi responsável por transformações de cunho iluminista tando em Portugal, quanto em suas colônias.

Atualizado em 31/05/2020

O período pombalino consiste na vanguarda iluminista, que ocorreu no século XVIII. Este contexto é marcado pelo avanço no conhecimento científico. Vários reis e rainhas aderiram ao iluminismo, porque tinham total interesse aumentar os lucros na economia.

Para garantir a eficácia das mudanças,  Dom José I nomeou para ministro Sebastião José de Carvalho e Melo, que também era conhecido como Marquês de Pombal. Durante o seu reinado, Sebastião tratou de tomar medidas administrativas urgentes para ajudar a reerguer Portugal da crise que passava.

O marquês de Pombal

Período Pombalino e suas mudanças
Marquês de Pombal – Fonte: Wikipedia

A princípio, Marquês de Pombal nasceu na cidade de Lisboa, em 13 de maio de 1699, e, já na sua fase adulta, começou a faculdade de direito na Universidade de Coimbra. Insatisfeito com o curso, largou sua carreira acadêmica para adentrar a carreira militar.

Mas, mesmo fora da universidade, Marquês continuou a se dedicar aos estudo de história, política e legislação. Com certeza sua sabedoria e dedicação foi notada, porque ele conseguiu ser embaixador na Inglaterra e na Áustria.

O fato decisivo veio quando, em 1755, houve um terrível terremoto em Lisboa destruindo a cidade. Quando se deparou com a situação resolveu traçar planos para retomar a construção e isso chamou muito a atenção da monarquia portuguesa.

Foi durante sua carreira, portanto, que encontrou Maria Leonor Ernestina Daun com que se casou. Ela era filha de um austríaco comandante militar chamado Leopold von Daun. O casamento foi ajuda direta da rainha de Portugal,  graças a indicação os laços se estreitaram e ele acabou sendo nomeado Secretário de Estado do Reino de Portugal.

O período pombalino no Brasil

Período Pombalino e suas mudanças
Fonte: Aventuras na história

O período pombalino, onde Marquês de Pombal, enfim, assumiu o cargo ofertado pela realeza, teve muitos ganhos na evolução da história. Entre todas os decretos, os mais importantes, que se diz respeito a independência econômica com a Inglaterra, tiveram a influência das tendência do iluminismo.

Entre os decretos estão, por exemplo, questões da escravização. No entanto, o ministro pautou forte a abolição da escravização dos indígenas e ao fim do preconceito com os judeus que já foram convertidos na Inquisição. Os agricultores também se beneficiaram com a Companhia para a Agricultura das Vinhas do Alto Douro.

As cobranças de impostos também foram impostas nesse período. Outro fator que não podemos deixar de fora é a extinção das Capitanias Hereditárias. Esse fato veio a causar muitos conflitos no Brasil, porque os donos de terras não aceitaram os novos chefes nomeados pela Coroa.

Em contrapartida, a capital do Brasil passou de Salvador para o Rio de Janeiro. Muitos dos moradores ricos do território brasileiro não aceitaram as imposições, gerando guerras contra a monarquia. A proibição do tráfico de escravos também levantou fortes manifestações contra Marquês de Pombal.

Inconfidência Mineira

Período Pombalino e suas mudanças
Fonte: Só história

A princípio, umas dessas revoltas contra as decisões do Secretário de Estado do Reino de Portugal foi a Inconfidência Mineira. Com as novas taxas de impostos, os chefes das capitanias no Brasil não aceitaram o valor cobrado pela Coroa portuguesa.

Os mineradores das minas de Minas Gerais tinham que passar a quinta para a Coroa Portuguesa, ou seja, 20% do lucro em ouro. Acontece que o ouro começou a acabar e o pouco que saia das mineradoras iam diretamente para os cofres de Portugal. Iniciou-se assim, a revolta contra o período pombalino.

Os donos de fazendas e as pessoas mais influentes na economia passaram a se revoltar contra os valores dos impostos. A primeira atitude foi reivindicar mais autonomia política dentro das decisões vindas de Portugal. Estes também foram bastante influenciados pelas ideias do iluminismo.

Por fim, a revolta mineira serviu, portanto, de inspiração para outras revoltas como a Guerra dos Farrapos e a Constitucionalista de 1932 para os paulistas.

Para, enfim, acabar com a exploração portuguesa, os

Gostou? Certamente também irá gostar da nossa matéria sobre o Século das Luzes

Fontes: História do mundo, Infoescola, Educação Uol. Só História, Toda Matéria, Alunos Online, Brasil Escola, História do Brasil.

Fonte imagens: Wikipedia, Só história, Aventuras História.

Fonte imagem de destaque: Nova escola.