Geografia

O que é PIB? Saiba como ele mede a saúde financeira das regiões

O Produto Interno Bruto é a soma de toda a riqueza produzida numa determinada região, que pode ser uma cidade, um estado ou mesmo um país.

Atualizado em 27/11/2018

O Produto Interno Bruto ou PIB, como também é mais conhecido, é um indicador da economia de um país. Revela o valor (soma) de toda a riqueza (bens, produtos e serviços) produzida por um país em um determinado período.

O PIB é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia, tendo com objetivo quantificar a atividade econômica de uma região.

Na sua contagem só se leva em conta os bens e serviços finais, sendo que os de consumo intermediário ficam de fora. Isso é feito com o intuito de evitar o problema da dupla contagem.

Os cálculos do PIB são feitos e divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), um órgão governamental.

O cálculo do Produto Interno Bruto mende a saúde financeira duma região

O que de fato influencia no Produto Interno Bruto

O consumo da população é um fator que influencia diretamente na variação do Produto Interno Bruto. Quanto mais as pessoas gastam, mais o PIB cresce. Se o consumo diminui, o PIB cai.

Só que o consumo está diretamente ligado aos salários dos trabalhadores e às taxas de juros cobradas. Quando maior os salários e menor os juros, mais cresce o consumo e o PIB. Com salário baixo e juro alto, o gasto pessoal cai e o PIB também.

Outra influência no PIB são os investimentos das empresas, pois se elas crescem, movimentam a economia. Só que com os juros elevados os empresários investem menos e pouco dinheiro circula.

Os gastos governamentais são outro fator que impulsiona o PIB, já que quando o governo age, eleva a economia.

Por fim, as exportações também fazem o PIB crescer, uma vez que, entrando mais dinheiro, há gastos com investimento.

O cálculo do Produto Interno Bruto mende a saúde financeira duma região

Padronização internacional do cálculo

Cada país usa um método próprio para o cálculo do PIB, só que, seguindo os padrões internacionais, há mais credibilidade. Seguindo a proposta de padronização, os dados são mais precisos e portanto mais próximos da realidade.

Os padrões internacionais estão no Manual de Contas Nacionais de 1993, da Organização das Nações Unidas (ONU). Ele foi redigido conjuntamente com diversas entidades, como o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI), por exemplo.

A nova metodologia da ONU inclui critérios de crescimento de serviços de telefonia celular e leva em conta a economia informal.

PIB por Estados no Brasil

Os Estados com os maiores PIBs no Brasil estão localizados na Região Sudeste:

  • São Paulo, com R$ 1,248 trilhões (33,10% do total nacional);
  • Rio de Janeiro, com R$ 407 bilhões (10,80% do total nacional);
  • Minas Gerais, responsável por R$ 351 bilhões (9,30% do total nacional).

Por sua vez, o PIB per capita é obtido pela sua divisão com a população total do país ou região. Em 2016, o dos brasileiros chegou a R$ 30.407, segundo dados do IBGE.

Como calcular o PIB

No cálculo do PIB são somados dados do consumo do mercado interno, mais os investimentos empresariais.

Acrescente-se aí os gastos governamentais, considerando o saldo obtido pelas exportações subtraídas às importações.

Também se calcula o PIB pela soma de todo valor gerado pelas empresas, que é o valor acrescentado bruto.

Você gostou de conhecer um pouco mais sobre o PIB? Então não deixe de ler também sobre o que é desenvolvimento sustentável e como ele funciona.

Fonte: Info Escola, Toda Matéria, O Estado de São Paulo, Mundo Vestibular, IBGE, Brasil Escola.