História

Nostradamus, quem foi? Biografia e principais profecias

Nostradamus ficou conhecido mundialmente devido as suas profecias, as quais algumas vieram a se concretizar. Conheça mais sobre a sua vida e as principais previsões feitas pelo "profeta".

Atualizado em 20/05/2020

Michel de Nostredame, conhecido mundialmente por Nostradamus, foi um médico e uma espécie de farmacêutico francês. No entanto, apesar de grandes feitos na medicina, ele ficou realmente famoso devido a sua suposta capacidade de vidência.

Desse modo, como profeta e visionário, Nostradamus publicou várias coleções de profecias um tanto quanto sombrias. Aliás, algumas delas até se concretizaram. Portanto, uma das suas obras mais conhecidas, “As Profecias”, foi interpretada por muitas pessoas como previsões codificadas do futuro.

Sendo assim, Nostradamus foi considerado por alguns um dos profetas bíblicos, tendo em vista que muitas de suas previsões realmente aconteceram como ele descreveu. No entanto, muitas de suas profecias são controversas, como a que fala sobre o fim do mundo em 2012, que causou medo em muita gente.

Anúncio

Portanto, hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a vida de Nostradamus e suas profecias, controversas ou não.

Biografia

Michel de Nostredame, conhecido por todos como Nostradamus, nasceu em Saint Rémy-de-Provence, na França, no dia 14 de dezembro de 1503. Vindo de uma família de médicos, desde muito cedo ele recebeu orientações dos avós, com quem aprendeu latim e grego. Além disso, desde cedo, também demonstrou interesse pela matemática e, posteriormente, pela astrologia e o ocultismo.

Mais tarde, Nostradamus chegou a estudar filosofia em Avignon e, mais tarde, ingressou na Universidade de Montepellier para estudar medicina, onde se formou em 1529. Sendo assim, após se formar médico, o jovem Nostradamus viajou para o sul da França para ajudar as vítimas da epidemia de Peste Negra que assolava o país.

Desse modo, o jovem médico fez fortuna e ficou conhecido pelo seu trabalho no combate à doença. No entanto, em 1530, sua primeira esposa e seus dois filhos morrem em decorrência da peste negra. Portanto, depois disso, ele resolve deixar a cidade em que vivia com a família.

Nesse meio tempo, ele desapareceu do mapa. Só se tem notícias dele novamente em 1544, quando já estava casado novamente e exercendo a medicina na cidade de Salon-de-Provence.

Em 1555, então com 52 anos, Nostradamus publicou a primeira parte das suas profecias, as chamadas “centúrias”. Sendo assim, ele escreveu dez conjuntos de versos, cada um tinha 100 quadras. Sobretudo, seus versos foram escritos sem ordem cronológica, combinando francês arcaico, grego, latim e provençal.

Michel de Nostredame, conhecido por Nostradamus.

Morte de Nostradamus

Desse modo, entre as suas várias previsões certeiras, estava a da sua própria morte. Esta, afina, aconteceu em 1566.

Na época, Nostradamus estava doente, tinha gota e insuficiência cardíaca. No dia 1 de julho, quando seu assistente foi lhe desejar boa noite, e ele prontamente respondeu: “Você não vai me encontrar vivo ao amanhecer”. Como resultado disso, na manhã do dia seguinte, o médico estava sem vida.

Profeta ou Adivinho Ocultista?

Contudo, o título de “profeta” dado a Nostradamus, com o passar dos séculos, lhe concedeu uma ideia de santidade e credibilidade indevidas. Isso porque o nomearam erroneamente como um dos profetas bíblicos.

Desse modo, os títulos mais cabíveis à ele  seria algo como “agoureiro”, “prognosticador”, ou até feiticeiro; uma vez que essas atribuições combinavam mais com a natureza de suas práticas. Além disso, o médico nunca utilizou termos bíblicos como “assim diz o Senhor” em suas profecias, diga-se de passagem.

Sendo assim, ele não poderia ser um profeta, mas sim um adivinho ocultista.

Carreira como vidente

Nostradamus começou a “prever o futuro” por meio de estudos astrológicos e inspiração divina. Depois disso, passou a escrever almanaques anuais, onde descrevia previsões para cada mês do ano.

Desse modo, o seu primeiro copilado de previsões anuais foi lançado em 1550. Nessa época, ele passou a utilizar a versão em latim do seu nome. Ou seja, de Nostredame, passou a se chamar Nostradamus.

Ainda sobre suas publicações polêmicas, quando lançou o livro “As Profecias”, muitas pessoas chegaram a acreditar que ele era o demônio. Portanto, passaram a chamá-lo de herege.

Uma das profecias mais polêmicas de seu livro publicado em 1555, sem dúvidas, foi a morte de Henrique II da França. Qual não foi a surpresa das pessoas na época quando, em 1556, o soberano realmente faleceu.

Desse modo, a previsão da morte do rei fez com que a fama de profeta de Nostradamus se espalhasse pela Europa. E assim, lhe foi atribuído o dom da vidência.

Fonte: Canal Assombrado

Como Nostradamus fazia suas profecias?

Nostradamus geralmente tinha suas visões à noite, enquanto olhava para a água ou o fogo, e às vezes até auxiliado por estimulantes à base de plantas. Desse modo, seus versos abrem espaço para muitas interpretações.

Além disso, ele escrevia suas profecias a partir de combinações de vários idiomas diferentes, usando enigmas, anagramas e epigramas bastante complexos. Sendo assim, demandava um intérprete com amplo conhecimento em várias áreas para tentar decifrar exatamente o que médico e vidente queria dizer em seus escritos.

Fonte: Aventuras na História

Cumprimentos reais ou aparentes?

Em suma, o fato da maioria dos seus versos permitem múltiplas interpretações, eles abrem o questionamento de até que ponto suas previsões foram exatas. Sobretudo, muitos se perguntam até hoje quantas de suas previsões realmente foram comprovadas.

Por isso, alguns pontos devem ser levados em consideração antes de confirmar a veracidade ou não de suas profecias.

Ambiguidade

Primeiramente, um dos principais problemas das previsões dos adivinhadores, como o profeta em questão, sempre foi a ambiguidade. Por exemplo, nos versus de Nostradamus é possível perceber este problema referente à guerra em Kosovo, que ocorreu em 1999.

Isso se dá porque a profecia continha vários questionamentos de “pode ser”, “provavelmente”, “seria” e etc. Desse modo, seus textos podem oferecer diversas aplicações.

Em resumo, seu relacionamento com a guerra de Kosovo mostrou-se sem fundamento.

Hermenêutica duvidosa

Como vimos, suas profecias foram escritas em uma linguagem de códigos. Logo, não há qualquer referência direta a acontecimentos futuros. Contudo, para se chegar a isto, se faz necessário uma interpretação, ou seja, uma hermenêutica de seu texto.

Na teologia bíblica, por exemplo, foi desenvolvida uma hermenêutica que possibilitasse interpretar corretamente seus significados.

Contudo, em relação às profecias de Nostradamus, não acontece dessa forma. Assim, os que se propuseram a interpretar seus escritos não possuem uma regra clara e criam várias delas arbitrariamente, sem qualquer base segura. Desse modo, se torna fácil adaptar eventos históricos às centúrias, fazendo com que elas tenham algum tipo de ligação ou significado com o que aconteceu.

Cumprimento pós-fato

Uma coisa é fato, todas as vezes que as profecias de Nostradamus foram relacionadas com algum acontecimento, isso não aconteceu de forma prévia. Por outro lado, quando algum fato marcante aconteceu, ou durante algum estudo da história, foi dito: “Nostradamus já havia predito isto em tal e tal lugar”.

Por exemplo, a execução de Maria Antonieta, rainha de França, esposa de Luís XIV; na Sextilha 55:

“Ante o povo, pouco depois a rainha será guilhotinada e sua alma subirá ao céu. Será lamentada por muitos. Seus parentes ficarão aflitos: as lágrimas e suspiros de sua filha. Deixará de luto seus dois (cunhados)”

Entretanto, o texto original em francês não diz a palavra guilhotinada, até porque ela ainda não tinha sido inventada no tempo de Nostradamus. Em suma, ele diz apenas que sua alma foi para o céu e seu corpo para a lama.

Portanto, a expressão “cunhados”, que aparece entre parênteses na tradução, foi apenas uma tentativa de adaptar a suposta profecia ao suposto cumprimento.

Ou seja, um fato um tanto quanto controverso. Afinal, a tradução foi adaptada para dar a entender que o que ele escreveu em seus versos foi o que realmente aconteceu? Sobretudo, este é um dos principais questionamentos feitos a partir de suas profecias que se “concretizaram”.

Enfim, controversas à parte, vamos conhecer algumas de suas profecias mais famosas.

Principais Profecias

Nostradamus, em síntese, previu uma longa lista de eventos marcantes da história do mundo. Entre eles, a Revolução Francesa e o Grande Incêndio de Londres, por exemplo.

Além disso, ele também teria previsto a Primeira Guerra Mundial, a morte do presidente John F. Kennedy e da princesa Diana, entre outros. Abaixo, vamos conhecer algumas das principais profecias feitas por ele:

A morte do rei da França

O jovem leão vencerá o velho,

Num torneio de liças,

Ele lhe perfurará o olho através da armadura dourada,

Em um dos dois combates,

E terá morte cruel.

A noite sangrenta de São Bartolomeu

Paris, que sofre de penúria,

Ao segundo soar do sino, gravará em seus anais, São Bartolomeu.

Nimes, La Rochelle, Genebra, Montpellier, Castres e Lyon serão o teatro de combates.

Por causa de uma mulher, a guerra religiosa,

Começará ao som do sino.

Perseguição dos astrônomos

Alguns dos mais instruídos em astronomia,

Serão condenados, punidos por éditos,

Perseguidos como criminosos,

E mortos onde forem encontrados.

(IV, 18)

O número de astrônomos (astrólogos) aumentará bastante,

Apesar das perseguições, banimentos e censura dos seus livros,

Por bulas, em 1607, de tal sorte,

Que não terão segurança diante do Santo Ofício.

(VIII, 71)

A Revolução Francesa

A época é muito boa e o Rei muito bom,

Serão aniquilados pronta e subitamente pela negligência.

Farão mal juízo da leviandade da esposa do Rei,

Que será morto devido à sua benevolência.

(X, 43)

Antes da guerra, o grande tombará,

O grande cairá e será executado, sua morte será súbita e triste,

Antes que ele termine seu reinado.

A maior parte nadará em sangue, ao lado do Sena,

O solo será coberto de sangue.

(II, 57)

O nazismo e Adolf Hitler (1889-1945)

Uma nova seita de filósofos,

Que desprezam a morte, o ouro, as honras e as riquezas,

Nascerá nas fronteiras da Alemanha,

E os que a seguirem terão apoio e audiência.

(III, 67)

O primeiro do III* fará pior do que Nero.

Ele será também valente para derramar o sangue humano.

Ele fará construir fornos.

A prosperidade terá fim e esse novo chefe será a causa de grandes escândalos.

(IV, 17)

O novo Nero fará jogar nos três fornos os jovens, para queimá-los vivos.

Feliz aquele que estiver longe desses atos.

Três do seu sangue o vigiarão para fazê-lo perecer.

(IX, 53)

Fim do Duce Benito Mussolini (1883-1945) e do fascismo na Itália

Chorarão em Milão, em Luca e em Florença,

Quando seu grande Duce partir de carro.

A sede do governo mudará,

Quando houver um ataque perto de Veneza,

Quando em Roma ele terá uma mudança,

Na Piazza Colonna.

(X, 64)

Iraque e Saddam Hussein (1937-2006)

O personagem terrível, malvado e infame,

Entrará no Iraque para impor sua tirania,

Serão amigos de uma falsa República.

A terra ficará horrorizada com esta fisionomia odiosa.

(VIII, 70)

França e o islamismo

Por causa da discórdia e negligencia francesa,

Uma abertura surgirá para os maometanos,

A terra e o mar de Siena estarão cheios de sangue,

E o porto de Marselha coberto com navios e barcos.

(I, 18)

O Vaticano e a Igreja Católica

Oh! Vasta Roma, tua ruína se aproxima,

Não a de seus muros, mas a do seu sangue e da sua substância,

A maldade fará um atentado tão terrível,

Por meio da literatura que todos serão perseguidos.

Depois de Montelimar, o Papa perderá seu brilho.

Sua infelicidade virá da confluência do Saona e do Ródano,

Por causa dos soldados escondidos no bosque em 13 de dezembro.

Nada mais terrível jamais aconteceu ao trono.

(IX, 68)

A Igreja Católica será perseguida na Polônia,

E as igrejas serão desapropriadas.

A mãe será desnudada por seus próprios filhos,

E os árabes serão aliados dos poloneses.

(V, 73)

Com a economia em baixa, haverá uma grande calamidade no Ocidente,

Na Itália, a guerra, a calamidade e o cativeiro,

Atingirão a Igreja.

A pilhagem arruinará Mônaco.

(II, 65)

Líbia e Khaddafi

Um chefe de estado líbio, poderoso no Ocidente,

Virá inflamar os árabes contra os franceses.

Depois, virá um personagem culto,

Que fará traduzir a língua árabe para o francês.

Atentado em Genebra

O choro, os gritos, as lamentações,

Os clamores de terror se farão ouvir por causa de um personagem desumano, cruel,

Odioso e terrível, na Suíça, nas ilhas britânicas e entre os dirigentes da Itália,

Onde ele fará correr sangue, trará frio e fome.

Ele não terá misericórdia com ninguém.

(VI 81)

Saiam todos da cidade, habitantes de Genebra!

Sua idade de ouro se transformará em idade de guerra.

Aquele que se voltar contra o chefe iraniano exterminará a todos.

Antes desse acontecimento, haverá sinais do céu.

(IX 44)

O grande inimigo do gênero humano — Osama Bin Laden

Ele subjugará com seu gênio,

A raça cruel e orgulhosa de barba crespa e negra.

O grande Henrique libertará,

Num lugar distante, todos os prisioneiros da bandeira crescente.

(II, 79)

Marcado pelas mortes e por crimes abomináveis,

O grande inimigo do gênero humano,

Será pior do que todos os seus predecessores.

Com ferro e o fogo da guerra e da revolução,

Ele fará correr sangue de modo desumano.

(X, 10)

Fim dos tempos

No ano de 1999, sete meses (julho) virá pelos ares,

Um grande chefe apavorante,

Que fará reviver o grande conquistador de Angolmois,

Antes e depois, a guerra reinará pela felicidade.”

Líder espiritual Dalai Lama

Do oriente, ensinando coisas boas ao ocidente,

Ele aparecerá na Ásia,

Se sentirá em casa na Europa e voará pelo céu.

Pelas chuvas e pelas neves,

Golpeará todo o mundo com seu bastão (símbolo da iluminação).

As religiões se unirão contra os vermelhos e ele falará com a boca fechada.

Fonte: Epoch Times

Por fim, agora que você já conheceu um pouco da história de Nostradamus que tal conhecer outras profecias marcantes? Aliás, já falamos aqui sobre a profecia de Chico Xavier. 

Fontes: eBiografia, ICP, Terra

Fonte Imagem Destaque: Pleno News