Biografia

Nicolau Copérnico, quem foi? Biografia, teoria heliocêntrica e curiosidades

Considerado o pai do heliocentrismo, Nicolau Copérnico descobriu o Sol como centro do universo, o que levou a perseguição da Igreja Católica.

Por Kariny Bianca

-

Nicolau Copérnico criou a teoria heliocêntrica, uma das descobertas científicas mais importantes do mundo. Além disso, definiu as estações do ano, mostrou que as estrelas mudam de posição e comprovou os movimentos da Terra, da Lua e dos planetas.

Considerado um dos grandes percursores da astronomia moderna, Copérnico foi censurado pela Igreja Católica. Na época, a igreja tinha o pensamento de que o homem era o centro do universo, visto que foi criado à imagem e semelhança de Deus.

Por isso, os estudos que indicavam o Sol como centro da terra demoraram 30 anos para serem publicados, já que ele foi perseguido pela religião.

Dessa forma, vamos conhecer um pouco mais sobre Nicolau Copérnico, sua teoria heliocêntrica e as curiosidades de sua vida.

Ademais, outros estudiosos como Galileu Galilei, Johannes Kepler e Isaac Newton comprovaram pesquisas que tinham relação com a teoria de Copérnico, assim também foram ameaçados de morte pela Santa Inquisição.

Quem foi Nicolau Copérnico?

Nikolaus Koppernik, mais conhecido como Nicolau Copérnico, foi astrônomo, matemático, médico e cônego da Igreja Católica.

Nascido na cidade de Torun, na Polônia, no dia 19 de fevereiro de 1473, era o caçula entre os seus três irmãos e pertencia à uma família em condição financeira considerada privilegiada.

Estudioso de astronomia
Ms Maçom

No entanto, Copérnico ficou órfão quando ele tinha apenas 10 anos de idade. Assim, foi criado pelo tio Lucas Watzelrode que, na época, estava prestes a se tornar bispo de Ermlend.

Mais tarde, o garoto se tornou um jovem de 18 anos e ingressou na Universidade de Cracóvia, localizada na capital da Polônia.

O estudo da astronomia por meio da matemática era o foco da instituição em que Copérnico se formou. Além disso, as aulas e livros eram todos no latim, visto que tinham alunos da Itália, Alemanha, Suíça e Suécia.

Ao completar 24 anos, Nicolau Copérnico foi para Universidade de Bolonha, na Itália, estudar direito canônico durante três anos. Mais tarde, quando retornou para a Polônia, em 1501, se tornou padre, sendo indicado pelo tio para assumir um cargo na Catedral de Frauenburg.

Contudo, retornou para Itália aos 30 anos, desta vez para estudar matemática e medicina nas Universidades de Ferrara, Pádua e Roma. Desde então, Copérnico iniciou seus estudos mais aprofundados sobre o universo.

Em 1506, voltou para a Polônia, onde fabricou seus próprios instrumentos de observação, utilizando a torre da basílica na Catedral de Frauenburg para suas análises. Isto porque, o lugar também era sua moradia, sendo batizado como Torre de Copérnico.

Teoria Heliocêntrica

Em geral, acreditava-se que a Terra não se movimentava no centro do universo, mas os corpos celestes orbitavam ao redor dela. Isto era defendido pela Teoria Geocêntrica, de Ptolomeu.

Nicolau Copérnico
Segredos do Mundo

Ao contrário, Copérnico alegava que a Terra girava ao redor do Sol durante o ano terrestre. Além disso, explicou que os dias e noites eram resultado do movimento constante da Terra em tornou de si mesma.

Na época, as concepções de Nicolau Copérnico provocaram atrito na filosofia, ciência e religião, sendo considerada como afronta contra a igreja. Ao passo que, publicou a obra “Pequeno Comentário”, em 1512, causando mais polêmicas.

Por conseguinte, o astrônomo publicou suas pesquisas em 1543, tendo a obra final denominada “As Revoluções das Esferas Celestes”, tornando-se um marco para a Revolução Científica.

Em suma, a Teoria Heliocêntrica de Nicolau Copérnico sobre o Sistema Solar foi uma descoberta visionária, mas apenas foi reconhecida oficialmente por meio das contribuições de Kepler e Galileu Galilei. Mesmo assim, o vaticano insistiu no geocentrismo até 1835.

Nesse meio tempo, quando o Papa Gregório XVI foi eleito, se desculpou pela ignorância de seus antecessores e reconheceu a obra das Revoluções dos Corpos Celestes, renunciando qualquer censura por parte da igreja.

Assim, Copérnico continuou observando as estrelas e exercendo a medicina até os últimos dias de sua vida. Ele faleceu no dia 24 de maio de 1543 em Frauenberg, vitimado por um derrame cerebral, sendo sepultado no maior altar do templo da Catedral De Frombork, no norte da Polônia.

Curiosidades

teoria heliocêntrica
Atitude Tocantins
  • O Heliocentrismo no passado: o astrônomo grego Aristarco de Samos já havia deduzido que o sistema geocêntrico era um erro, visto que o Sol e a Lua eram muito maiores e estavam distantes da Terra;
  • Órfão aos 10 anos: os pais de Copérnico morreram quando ele tinha 10 anos, assim o tio materno, o bispo Lucas Watzenrode, criou ele e os três irmãos;
  • Conhecimento multidisciplinar: Nicolau Copérnico era polímata, assim possuía formação em astronomia, medicina, matemática e religião.
  • A obra levou 30 anos para ser pulicada: o astrônomo não tinha segurança da sua teoria, frente às críticas que iria receber. No entanto, foi convencido por seu pupilo, George Rheticus,  a publicar o manuscrito aos 68 anos.
  • Impactou cientistas importantes: o astrônomo alemão Kepler dedicou sua vida para aprimorar a teria heliocêntrica. Outro colaborador foi Galileu Galilei, que contribui para o avanço da teoria de Nicolau Copérnico.
  • Nome de gato: o astrônomo Edwin Hubble, que foi homenageado com o Telescópio Hubble, tinha um gato chamado Copérnico, assim ele queria homenagear seu grande ídolo Nicolau Copérnico.
  • Rosto de Copérnico recriado: pesquisadores poloneses e suecos conseguiram recriar o rosto do astrônomo em 2008. O esqueleto do cientista comprovou que ele tinha o nariz quebrado, uma cicatriz acima do olho e morreu aos 70 anos de idade.
  • Obra roubada: Três ladrões invadiram o antiquário em Londres em 2017, assim roubaram a edição de 1566 de “As Revoluções das Esferas Celestes”, avaliada em 971 mil reais.

Por fim, o que achou dessa matéria sobre Nicolau Copérnico? Se gostou, leia também Edward Hopper, quem foi? Vida, estilo artístico e principais obras de arte

Fontes: InfoEscola, Toda Matéria, Ebiografia e Revista Galileu

Imagens: Invdes, Ms Maçom, Segredos do Mundo e Atitude Tocantins

Próxima página »