História

Nelson Mandela, que foi? Biografia, política e luta contra o Apartheid

Importante presidente da África do Sul, Nelson Mandela foi líder do movimento contra as leis de segregação aos negros em seu país.

Atualizado em 19/10/2019

Nelson Mandela foi um importante presidente da África do Sul e líder do movimento contra a segregação racial no país. Política esta conhecida como Apartheid. Também foi vencedor do “Prêmio Nobel da Paz”, em 1993, pela sua luta pelos direitos dos negros. Dessa forma, tornou-se ícone na defesa de causas humanitárias.

Nascido em Mvezo, no dia 18 de julho de 1918, ele era da etnia Xhosa. Vindo de uma nobre família tribal de antigos aristocratas, foi nomeado Rolihiahia Dalibhunga Mandela. O nome Nelson veio de uma professora quando ingressou na escola primária. Isso porque era costume dar nomes ingleses às crianças que frequentavam a escola.

Ao todo foram 67 anos de vida dedicados a acabar com a discriminação e desigualdade. Por causa da sua importância, o dia 18 de julho foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), como o Dia Internacional de Nelson Mandela. Nesta data, a ONU sugere que as pessoas tirem 67 minutos do seu dia para fazerem algo bom ao próximo.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Newsweek.

Juventude e formação

Devido à intromissão da Coroa Britânica na região do povo Tambu, a família de Nelson Mandela perdeu seus privilégios. Aos nove anos, seu pai faleceu e o menino passou a ser cuidado pelo regente do povo, Jongintaba Dalindyebo. Tendo, então, que viver em Vila Real.

Iniciou o ensino fundamental no Clarkebury Boarding Institute. Este era um colégio exclusivo para negros dedicado a ensinar a cultura ocidental. Logo após, foi para o internato Colégio Healdtown. Foi nestas escolas que o futuro ativista começou a entender a dominância branca de um pensamento colonial.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Por dentro da África.

Mais tarde, começou o curso de Direito na Universidade de Fort Hare, em 1939. Esta, por sua vez, foi a primeira da África do Sul a ministrar cursos para negros. Na época, Nelson Mandela se juntou ao movimento social estudantil e participou de vários protestos contra a política racial da instituição. Lá dentro, ele descobriu a luta do Congresso Nacional Africano (CNA) contra o apartheid. Sendo assim, foi obrigado a abandonar a academia.

Ao fugir de um casamento arranjado, ele se mudou para Joanesburgo, onde trabalhou numa imobiliária e, posteriormente, num escritório de advocacia. Ingressou num curso de Artes pela Universidade da África do Sul e pegou seu diploma de bacharel em 1943.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Rafael Zanatta.

Voltou a estudar Direito em Fort Hare por correspondência. Desse modo, conseguiu se formar e, mais tarde recebeu o título de “Doutor Honoris Causa”, como forma de compensação por ter sido expulso. No entanto, foi em Joanesburgo que descobriu um regime de terror sobre os negros.

A luta contra o Apartheid

O racismo foi uma das heranças deixadas no período colonial por todo o continente africano. Contudo, foi muito mais expressivo e brutal na África do Sul, onde idéias de superioridade branca eram disseminadas. Desse modo, foram criadas muitas leis de segregação de negros durante o Apartheid. Como, por exemplo, a proibição de casamento inter-racial.

Também era obrigatório o registro de raça na certidão de nascimento. Além disso, áreas de convivência e prédios (escolas, hospitais, etc) eram separados, de forma que negros não podiam entrar nos mesmos lugares que brancos. Consequentemente, muitas mortes aconteceram e a população negra sofria com a falta de direitos civis.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Uninassau.

Portanto, em 1942, Nelson Mandela se envolveu mais fundo nas atividades do CNA. E, ao lado de Walter Sisulo e Oliver Tambo, fundou a Liga Jovem do Congresso Nacional Africano. Na década seguinte, vários ativistas se juntaram para uma manifestação de desobediência civil. Dessa forma protestando contra políticas de segregação do Partido Nacional.

O CNA se tornou, então, o instrumento mais importante de representação dos negros na política. Mediante os protestos, foi elaborada a Carta de Liberdade oficializando a indignação da população negra. O resultado foi o mandado de prisão de Nelson Mandela em 1956. Todavia, a comunidade internacional fez pressão pela liberação dele.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Causa Operária.

Prisão de Nelson Mandela

A década de 1960 foi particularmente difícil. Vários líderes negros sofreram perseguições, torturas. Alguns foram condenados, presos e até mortos. Após o protesto de Sharpeville, quando vários manifestantes morreram, Nelson Mandela optou por formar um braço armado do CNA, a “Lança da Nação”. Mas isso alarmou o governo e, em setembro de 1962, o líder negro foi para a prisão mais uma vez.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: El País.

No entanto, Mandela ainda passou por um longo processo judicial que o rendeu a condenação à prisão perpétua em 1964. Durante 27 anos, ele cumpriu a pena numa ilha penitenciária próxima a Cidade do Cabo. Já na década de 80, a comunidade internacional intensificou a condenação ao Apartheid. Sendo assim, um plebiscito deu fim a esse regime.

Além disso, também houve uma séria pressão em prol da liberação de Nelson Mandela. Então, em 11 de fevereiro de 1990, o presidente da África do Sul, Frederik de Klerk, libertou o ativista. Após conseguir a liberdade, ele discursou pedindo uma reconciliação da população sul-africana.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Observando El Paraíso.

“Eu lutei contra a dominação branca e lutei contra a dominação negra. Eu tenho prezado pelo ideal de uma sociedade democrática e livre, na qual todas as pessoas possam viver juntas em harmonia e com iguais oportunidades. É um ideal pelo qual eu espero viver e que eu espero alcançar. Mas caso seja necessário, é um ideal pelo qual eu estou pronto para morrer”, disse Mandela.

Dois anos depois as leis segregacionistas foram abolidas. E, em 1993, juntamente com o presidente, Nelson Mandela assinou uma nova Constituição. Portanto, colocava-se um fim oficial à dominação política branca e se iniciava uma democracia multirracial. Assim, a busca pelos direitos humanos e civis rendeu a esses líderes o Prêmio Nobel da Paz.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: History.

Ascensão à presidência

O ano de 1994 foi especial, porque depois de muitas negociações, Nelson Mandela conseguiu a aprovação para eleições multirraciais. Então, com a vitória de seu partido, ele foi eleito da África do Sul. A partir daí, várias leis em favor dos negros foram aprovadas. Seu governo durou 5 anos e em 1999 elegeu seu sucessor.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: O Globo.

Posteriormente, em 2006, recebeu da Anistia Internacional um novo prêmio por lutar pela conquista dos direitos humanos. Outra grande luta da qual participou foi contra a AIDS/HIV, criando a Fundação Nelson Mandela. Desse modo também deu apoio ao desenvolvimento rural e educacional. Mais tarde, em 5 de dezembro de 2013, na cidade de Joanesburgo, o ativista e ex-presidente faleceu por conta de uma infecção pulmonar.

Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Público.

Curiosidades

  • Rolihlahla, nome de batismo de Nelson Mandela, significa “criador de caso”;
  • Também foi chamado pelo nome de seu Clã, Mandiba;
  • Mandela foi o primeiro de sua família a ter educação formal;
  • Ele se casou três vezes e criou, juntamente com sua última esposa, uma fundação em defesa dos direitos humanos;
  • Foi o primeiro negro a abrir uma firma de advocacia na cidade.
Nelson Mandela - biografia e luta contra o Apartheid
Fonte: Notícias ao Minuto.

Então, o que achou de aprender sobre o grande símbolo da luta contra o Apartheid? Aproveita para conhecer outras personalidades  como Martin Luther King – biografia, luta contra segregação racial e discurso.

Fontes: eBiografia, Brasil Escola e Revista Galileu.

Imagem de destaque: Oficina de Inverno.