Geografia

Movimento de Translação, o que é? Características e consequências

A Terra realiza, ao todo, 14 movimentos distintos. O movimento de translação é o movimento que a terra realiza ao redor do sol.

Por Wilmar Tállyson

A Terra não está parada! O Planeta Terra, como todo corpo celeste, está em constante movimento. Dos movimentos terrestres, o movimento de translação, certamente, é um dos mais importantes.

Em síntese, a translação é responsável pelas estações do ano, pelos solstícios, equinócios, e, além disso, este movimento terrestre afeta, até mesmo, quantos dias o ano terá.

O que é o Movimento de Translação?

Todos os planetas do sistema solar realizam um movimento ao redor do Sol, esse movimento é chamado de movimento de translação.

Ao realizar o movimento de translação, a Terra gira ao redor do sol com uma velocidade média de aproximadamente 107 mil Quilômetros por hora.

Movimento de Translação, o que é? Consequências e características
Recreio

Mesmo com essa velocidade, a Terra demora cerca de 365 dias, 5 horas e 48 minutos para realizar uma volta completa em torno do Sol.

Dessa forma, ao passar de cada quatro anos teremos um dia a mais totalizando, portanto, 366 dias. Esse ano com 366 dias é chamado de ano Bissexto.

Órbita Elíptica

O movimento ao redor do sol não é feito, entretanto, em rota circular. A trajetória descrita pelo movimento de translação apresenta uma forma elíptica. A Elipse tem a forma de um círculo achatado.

Movimento de Translação, o que é? Consequências e características
Pinterest

A órbita elíptica produz momentos em que a Terra está mais afastada do sol e, pelo contrário, períodos em que a Terra está mais próxima do sol. Esses períodos de afastamento e aproximação são chamados, portanto, de Afélio e Periélio.

Consequências do movimento de translação

O Afélio é o momento em que a Terra, em sua órbita elíptica, fica mais afastada do sol. Nesse período de afastamento, a distância entre a Terra e o Sol é de aproximadamente 152 milhões de Quilômetros.

Ou seja, quando a distância entre a Terra e o sol aumenta, sua velocidade no movimento de translação acaba diminuindo.

O Periélio, no entanto, é o momento em que a Terra fica mais próxima do sol em sua órbita elíptica. A distância entre a Terra e o Sol é reduzida para 147 milhões de quilômetros. Em decorrência disso, nesse período, a velocidade da Terra, no movimento de translação, aumenta.

Estações do ano

Outra implicação que temos em decorrência do movimento de translação são as diferentes estações do ano.

A terra possui um eixo de inclinação de aproximadamente 23°. Assim, essa inclinação fará com que os raios solares não incidam da mesma forma nas diferentes regiões do Planeta Terra.

Movimento de Translação, o que é? Consequências e características
InfoEscola

As mudanças das estações do ano são, portanto, resultado dessa diferença de incidência dos raios solares na superfície terrestre. Ou seja, como a superfície se ilumina de maneira desigual em seus polos, o Hemisfério Norte sempre estará em uma estação diferente do Hemisfério Sul.

Por fim, o o movimento de translação da Terra também é o responsável pelo Solstício e Equinócio.

  • Solstício – caracterizado como o auge da insolação em um dos hemisférios do Planeta, ou seja, norte ou sul. Neste caso, o solstício representa o ponto máximo dos raios solares, que depende da posição do Sol, em um hemisférios. O fenômeno ocorre duas vezes ao ano, sendo dividido em solstício de verão e solstício de inverno.
  • Equinócio – já o equinócio representa a insolação de forma igual nos nos hemisférios norte e sul. Ou seja, é quando o Sol permanece em posicionamento médio, iluminando os hemisférios de forma proporcional. Assim como o solstício, ocorre duas vezes ao ano, em março e setembro.

O que achou da matéria? Se gostou, confira também: Vacúolos, o que são? Definição, características, função e principais tipos

Fonte: Mundo Educação, Brasil Escola, Mundo Educação.

Imagens: Recreio, Pinterest, InfoEscola, Realidade Simulada.

Próxima página »