Biografia

João Maurício de Nassau – Biografia, ocupação do Brasil e últimos anos

João Maurício de Nassau foi um militar de origem alemã, enviado pelos holandeses ao Brasil para administrar a colônia holandesa em Pernambuco.

Por Rafael Braga

-

João Maurício de Nassau era um militar e aristocrata de origem alemã, contratado pela Companhia das Índias Ocidentais (West-Indische Compagnie – WIC) para governar e administrar a colônia holandesa no Brasil, entre 1637 e 1643.

Todavia, era considerado um grande humanista e apreciador das artes e das ciências. João Maurício de Nassau tentou desenvolvê-las no Brasil, e promoveu diversas transformações no atual estado de Pernambuco.

Após o seu retorno para a Holanda, os portugueses conseguiram reconquistar as terras brasileiras ocupadas, dando cabo da experiência colonizadora holandesa no Brasil em 1654, durante o período do Brasil Colônia.

Nascimento e educação de Maurício de Nassau

João Maurício de Nassau-Siegen ou Johann Moritz von Nassau-Siegen, nasceu em 17 de junho de 1604, na cidade alemã de Dillenburg, região pertencente ao Sacro Império Romano-Germânico.

Seu pai, João VII, era conde de Nassau-Siegen e sua mãe era a duquesa Margarida de Schleswig-Holstein-Sonderburg. Maurício era o primeiro filho do segundo casamento de seu pai e teve outros 24 irmãos.

Primeira residência de Maurício de Nassau no Brasil.

Quando criança, permaneceu na casa da família até os dez anos de idade e foi educado por humanistas da região de Siegen. Após encerrar esse ciclo, Maurício de Nassau se mudou para a casa de sua irmã mais velha, Juliana de Nassau-Dillenburg para complementar os estudos.

Nesse ínterim, Maurício de Nassau passou por várias cidades da Europa para ser educado e ter contato com matérias como História, Música e Teologia, sempre educado em ambientes que seguiam os princípios do calvinismo.

Aos 15 anos, entretanto, o jovem Maurício passou a viver com seu tio, o conde Willem Lodewijk van Nassau e iniciou sua carreira como militar. Promovido por várias vezes, atuou em batalhas na Guerra dos Oitenta Anos e na dos Trinta Anos, e foi acumulando prestígio com o passar do tempo.

Todavia, em 1636, Maurício de Nassau aceitou a oferta da Companhia das Índias Ocidentais para governar a colônia holandesa estabelecida no nordeste brasileiro. Assim ele se tornaria responsável por ações políticas e militares no território.

Comando no Brasil

Em 23 de janeiro de 1637, Maurício de Nassau chegava ao nordeste brasileiro acompanhado por 2700 soldados, funcionários da Companhia das Índias Ocidentais e de alguns artistas e cientistas que iriam desenvolver missões artísticas e científicas na colônia.

Maurício de Nassau buscou a reestruturação econômica da região, que passava por um momento complicado, fruto da guerra contra os portugueses, por exemplo. Assim, ele incentivou a venda de engenhos abandonados e retomou o tráfico de escravos vindos da África.

maurício de nassau
Recife, capital do estado de Pernambuco.

Todavia, foi responsável pelo incentivo do plantio de mandioca e também proporcionou estudos científicos e registros artísticos que mostravam os habitantes e seus costumes. Nesse sentido, vale citar o nome de Frans Post e Albert Eckhout, artistas que se destacaram nesse empreendimento.

Dentre os feitos de Maurício de Nassau estão a transformação da cidade do Recife em capital de Pernambuco, investimentos em urbanização da colônia, construção de um palácio e um jardim botânico na capital.

Também arborizou alamedas, construiu pontes ligando o litoral ao continente e investiu na criação de um observatório astronômico. Maurício também proibiu as pessoas de jogar lixo nas ruas e nos açudes nos arredores do Recife.

Criticado pela WIC por seus gastos excessivos, João Maurício de Nassau enfrentou uma série de atritos que culminaram na sua demissão, em 1643. Nesse sentido, ele retornou à Europa em maio daquele ano com sua vasta coleção de obras de arte e outros artefatos acumulados ao longo do tempo.

Contudo, seu retorno representou o início do declínio dos holandeses e seu domínio em terras brasileiras. Em 1654 os portugueses retomaram o domínio das terras pernambucanas, dando fim à experiência holandesa no Brasil.

Últimos anos de João Maurício de Nassau

Ao voltar para a Holanda, Maurício de Nassau viveu em sua casa, na cidade de Haia. Ele retomou as funções militares e lutou na Guerra dos Trinta Anos e conquistou a patente de marechal de campo.

casa de nassau
Casa de Maurício de Nassau em Haia, Holanda.

Também governou os condados de Mark e Ravensberg e uma região do Sacro Império Romano-Germânico, chamada Cleves. Todavia, por seus serviços prestados ao Império, recebeu o título de príncipe do reino.

Maurício de Nassau morreu em 20 de dezembro de 1679 e sua casa, que ficava ao lado do centro político de Haia, foi transformada em uma galeria de artes, sob o nome de Mauritshuis, ou, em livre tradução: casa de Maurício.

Então, o que achou da matéria? Se gostou, leia também: União Ibérica – Contexto histórico, vantagens e consequências.

Fontes: Brasil Escola, Ebiografia, Mundo Educação, Toda Matéria

Imagens: Grupo Escolar, Efemérides do Éfemello, Cortina do Passado, Entrepolos, Laparola

Próxima página »